option
My Daypo

Apoio logistico - FN

COMMENTS STADISTICS RECORDS
TAKE THE TEST
Title of test:
Apoio logistico - FN

Description:
Teste de apoio

Author:
AVATAR

Creation Date:
08/01/2022

Category:
History

Number of questions: 35
Share the Test:
Facebook
Twitter
Whatsapp
Share the Test:
Facebook
Twitter
Whatsapp
Last comments
No comments about this test.
Content:
É conceituado como o apoio proporcionado por parcela de uma Força de Desembarque (ForDbq) ou GptOpFuzNav ao conjunto da força ou grupamento, por meio da aplicação das funções logísticas essenciais à sua manutenção em combate. Apoio de Serviço ao Combate APOIO LOGÍSTICO NAS OpAnf GASC CASC AApSvc.
É conceituado como o apoio proporcionado por parcela de uma Força de Desembarque (ForDbq) ou GptOpFuzNav ao conjunto da força ou grupamento, por meio da aplicação das funções logísticas essenciais à sua manutenção em combate. GASC Apoio de Serviço ao Combate (ApSvCmb ) CASC Apoio Logístico nas opanf.
é bastante complexo e diferente daquele desenvolvido numa operação eminentemente terrestre. apoio logístico em uma OpAnf Apoio Logístico CASC GASC Fordb.
é a denominação da organização por tarefas designada para estruturar o CASC de uma ForDbq. CASC GASC AAPSVC DP.
é uma organização por tarefas nucleada em torno da CiaApDbq, ou de suas frações, capaz de operar, dependendo da situação tática e das condições do terreno, duas AApP e uma AApZDbq ou três AApP. DP CASC GASC ILS AApP.
é uma organização por tarefas nucleada pela CiaAbst ou pela CiaMnt do BtlLogFuzNav. Cada ElmASC é capaz de operar uma AApSvCmb. ElmASC DP CASC ILS.
Complete a lacuna: Outros elementos com tarefas específicas poderão ser incluídos na organização do GASC como, por exemplo, a ______ e, em casos especiais, unidades ou subunidades de combate, com a tarefa de prover segurança às instalações deApSvCmb. CiaPol DP Sentinela Guarda Infantaria.
São aquelas áreas estabelecidas em terra, destinadas a concentrar suprimentos, equipamentos, instalações e pessoal necessários ao ApSvCmb proporcionado a um GptOpFuzNav. AApL AApP AApZDbq AApSvCmb.
Relativo a AApL, dependendo das circunstâncias e da natureza da operação realizada, podem ser de quatro tipos, exceto: - Área de Apoio de Praia (AApP); - Área de Apoio de Zona de Desembarque (AApZDbq); - Área de Apoio de Serviços ao Combate (AApSvCmb); e - Instalação Logística Sumária (ILS). - DP.
Área junto a uma praia de desembarque (PDbq), organizada e operada inicialmente pelo DP, contendo as facilidades para o desembarque de tropas e de material, e para o apoio às forças em terra, bem como para a evacuação de baixas, de PG e de material capturado. AApP AApZDbq AApSvCmb AApL ILS.
É aquela estabelecida para apoiar os elementos de assalto desembarcados por helicópteros. AApZDbq ILS DP CASC GASC.
Área em terra onde se encontram os suprimentos, equipamentos, instalações e pessoal necessários ao ApSvCmb da ForDbq no decorrer da operação. Em OpAnf, normalmente, é organizada e desenvolvida a partir de uma AApP, podendo incluir ou ser justaposta a mesma. É estabelecida também, para prover o apoio às demais operações terrestres de caráter naval. AApSvCmb AApP ILS DP.
Conjunto de recursos para o ApSvCmb organizados em bases mínimas, nos escalões companhia e batalhão, de forma a garantir um apoio contínuo e cerrado, e preservar a mobilidade. ILS DP CASC GASC.
se inicia simultaneamente com o planejamento tático. Ele é elaborado com o propósito de prover apoio à manobra tática em terra. Envolve, dentre outros aspectos, a determinação de necessidades, a obtenção dos recursos logísticos necessários à realização da operação, bem como a prescrição dos procedimentos a serem observados na sua execução. Planejamento Embarque Ensaio Travessia.
As unidades de ApSvCmb, os suprimentos e equipamentos especiais devem ser embarcados procurando-se garantir o máximo de flexibilidade no atendimento ao planejamento do desembarque. Embarque Ensaio travessia assalto planejamento.
No que diz respeito ao ApSvCmb, antes do embarque são realizados ensaios específicos para se comprovar a exeqüibilidade do plano logístico, familiarizar as unidades com as instruções nele contidas e aferir o seu grau de prontificação para o combate. Ensaio travessia embarque assalto.
Durante esta fase são reduzidas as responsabilidades logísticas da ForDbq. A execução das atividades de apoio se descentraliza pelos navios e as necessidades porventura existentes são atendidas pelos Pelotões dos Navios. Ainda nesta fase, é feita a preparação final para o assalto, quando ocorre a distribuição dos itens de suprimentos da Carga Prescrita Individual (CPI) à tropa, o embarque de itens críticos de suprimentos nas VtrAnf que se constituirão em Depósitos Flutuantes e a ativação das agências de controle do movimento navio-para-terra (MNT), para verificação das condições de prontificação. travessia assalto embarque ensaio.
Para fins logísticos é dividido em duas etapas: durante o MNT e após o MNT assalto travessia embarque ensaio.
Para fins do apoio logístico, o assalto é dividido em duas etapas: durante o MNT e após o MNT. Durante o MNT ocorrem: Descargas Inicial e Geral Descarga inicial Geral Descarga Seletiva Assalto.
Em qual tipo de descarga o apoio logístico tem caráter eminentemente tático, devendo atender prontamente as necessidades do escalão de assalto da ForDbq? Descarga Geral Descarga Inicial, Seletiva Apoio.
Quais as principais fontes de apoio logístico durante os momentos iniciais do MNT, quando o apoio é prestado de forma seletiva? cargas prescritas, suprimentos emergenciais (depósitos flutuantes e suprimentos helitransportados) e os navios. suprimentos emergencias e de assalto Descarga geral e inicial Cargas prescritas e Suprimentos de abastecimento.
São todos os itens necessários para equipar, manter e fazer operar uma unidade militar, incluindo comestíveis, água potável, fardamentos, equipamentos, armamentos, munições, combustíveis, sobressalentes e máquinas de todas as espécies Suprimentos Itens CASC ABASTECIMENTO itens de subsistência,.
Os suprimentos podem ser classificados como? Quanto ao tipo e quanto ao tempo Quanto a duração e quanto aos efeitos causados. quanto a sua natureza, sua essencialidade e seu emprego operativo. Quanto a utilização e quanto a logística .
São classificados por símbolos de jurisdição (SJ), de acordo com suas características físicas e o setor técnico da MB que os controlam? I Quanto à natureza II) Quanto à essencialidade III) Quanto ao emprego operativo .
são classificados conforme o grau de escassez, importância e valor intrínseco de cada item em: ordinários, cujo fornecimento não exige qualquer procedimento especial; extraordinários, que exigem justificação prévia para serem fornecidos; e os controlados ou regulados, os quais compreendem aqueles itens críticos cujo fornecimento é controlado pelo comando. II) Quanto à essencialidade III) Quanto ao emprego operativo quanto a natureza.
Na ocasião em que os suprimentos são colocados sob o controle dos GptOpFuzNav, assumem uma classificação. Sendo seus itens distribuídos por cinco classes, de acordo com suas características de emprego ou consumo. As classes são identificadas através de algarismo romanos de I a V. III) Quanto ao emprego operativo II) Quanto à essencialidade I) Quanto à natureza Classe I.
Compreende os suprimentos da Carga Prescrita e os Suprimentos da Força de Desembarque (SupForDbq). Suprimentos de assalto I) Carga Prescrita II) SupForDbq Suprimentos de reabastecimento .
Representa as quantidades, por tipo de suprimentos, que um comandante, a seu critério, prescreve para o apoio inicial de suas unidade ou subunidades subordinadas, normalmente expressas em Dias de Suprimento, e que depende, entre outros fatores, da capacidade de transporte dos indivíduos ou dos meios de transporte disponíveis. I) Carga Prescrita II) SupForDbq Descarga inicial Descarga geral.
A quantidade transportada por cada combatente é denominada Carga Prescrita Individual (CPI) Carga Prescrita da Unidade (CPU) SupForDbq b) Distribuição por unidade .
Carga Prescrita que é carregada nos meios de transporte disponíveis é denominada ? Carga Prescrita da Unidade (CPU) Carga Prescrita Individual (CPI) Distribuição por unidade Suprimento de Reabastecimento Carga Prescrita .
São aqueles mantidos sob o controle direto do ComForDbq e transportados nos navios do comboio de assalto, com vistas a permitir o estabelecimento dos níveis de estoque da força até a chegada do reabastecimento no Comboio de Acompanhamento. II) SupForDbq b) Suprimentos de reabastecimento I) Carga Prescrita .
São aqueles transportados para a Área do Objetivo Anfíbio (AOA) nos Comboios de Acompanhamento ou por transportes aéreos, para manter um nível de estoque que permita a ForDbq concluir a operação Suprimentos de reabastecimento Distribuição por ponto b) Distribuição por unidade Carga prescrita.
O elemento apoiado vai buscar seus suprimentos na instalação responsável pelo fornecimento do item. Este processo é muito empregado nas OpAnf, particularmente nos estágios iniciais do assalto, quando o DP não dispõe, ainda, de viaturas para fazer a entrega dos suprimentos ao elemento apoiado. Distribuição por ponto Distribuição no porto Distribuição por unidade Distribuição Sumaria.
A agência responsável pela instalação de distribuição é também responsável pela entrega dos suprimentos. APOIO DE SAÚDE NO ASSALTO ANFÍBIO (AssAnf) Distribuição por unidade Distribução por ponto SupForDbq Carga Por unidade.
É dividido em dois estágios, de acordo com a complexidade da operação: estágio de GDB e estágio de ForDbq. Para uma ForDbq do tipo Unidade Anfíbia (UAnf), normalmente o estágio de GDB é suficiente para a provisão do apoio necessário. APOIO DE SAÚDE NO ASSALTO ANFÍBIO (AssAnf) APOIO DE SAÚDE NA TRAVESSIA APOIO DE SAÚDE NAS OPERAÇÕES APOIO DE SERVIÇO AO COMBATE.
Report abuse Terms of use
HOME
CREATE TEST
COMMENTS
STADISTICS
RECORDS
Author's Tests