option
My Daypo

Psicopedagogia e Seguranca Rodoviaria - Parte 1

COMMENTS STADISTICS RECORDS
TAKE THE TEST
Title of test:
Psicopedagogia e Seguranca Rodoviaria - Parte 1

Description:
Curso de instrutor de condução automovel

Author:
AVATAR

Creation Date:
02/03/2022

Category:
Driving Test

Number of questions: 152
Share the Test:
Facebook
Twitter
Whatsapp
Share the Test:
Facebook
Twitter
Whatsapp
Last comments
No comments about this test.
Content:
Qual a frase que melhor define previsão? Imaginar o que pode acontecer, a partir dos índices pertinentes. Classificação dos índices em categorias com significado. Conjunto de procedimentos do condutor para detetar a presença ou ausência de índices.
Das seguintes afirmações, relativas às distâncias que devem ser observadas na condução automóvel, assinale a que é falsa: A velocidade, as condições atmosféricas e o estado de conservação da via e do veículo são passíveis de influenciar a distância de travagem. Dentro das localidades a distância de segurança entre dois veículos deve ser inferior a 50 metros. Sempre que a velocidade aumenta, verifica-se também o aumento da distância de travagem.
Das afirmações que se seguem, assinale aquela que entender como verdadeira: O cinto de segurança é um equipamento de segurança passiva, que deve ser utilizado pelo condutor e passageiros de todos os automóveis em circulação, desde que disponham de tal dispositivo e não se trate de automóveis pesados de mercadorias. O cinto de segurança é um equipamento de segurança passiva, que deve ser utilizado pelo condutor e passageiros de todos os automóveis em circulação, desde que disponham de tal dispositivo. O cinto de segurança é um equipamento de segurança ativa, que deve ser utilizado pelo condutor e passageiros de todos os automóveis em circulação, desde que disponham de tal dispositivo.
O sistema de travagem ABS e o airbag pertencem ambos ao mesmo tipo de elementos de segurança? Sim, ambos são elementos de segurança ativa. Não, o airbag é um elemento ativo, enquanto o ABS é um elemento passivo. Sim, ambos são elementos de segurança passiva. Não, o ABS é um elemento ativo, enquanto o airbag é um elemento passivo.
Nos automóveis ligeiros mais recentes, os pré-tensores dos cintos de segurança, consideram-se equipamentos de segurança: Passiva. Ativa Mista.
Das afirmações que se seguem, assinale aquele que entender como verdadeira: O airbag do lugar do passageiro da frente dos automóveis ligeiros é um sistema de segurança activa, que só deve ser desactivado quando se transporta uma criança no lugar a que aquele respeita, com sistema de retenção adequado e orientado no sentido oposto ao da marcha. O airbag do lugar do passageiro da frente dos automóveis ligeiros é um sistema de segurança passiva que só deve ser desactivado quando se transporta crianças até aos 7 anos e pessoas com mais de 65 anos. O airbag do lugar do passageiro da frente dos automóveis ligeiros é um sistema de segurança passiva, que só deve ser desactivado quando se transporta uma criança no lugar a que aquele respeita, com sistema de retenção adequado e orientado no sentido oposto ao da marcha.
O ensino da condução automóvel e as campanhas de segurança rodoviária podem considerar-se como pertencentes ao mesmo tipo de medidas de segurança? Sim, ambas podem considerar-se como medidas de segurança activa. Não, o ensino da condução é uma medida activa, ao passo que as campanhas são uma medida passiva. Sim, ambas podem considerar-se como medidas de segurança passiva. Não, as campanhas são uma medida activa, ao passo que o ensino da condução é uma medida passiva.
O sentido vestibular permite: A visão periférica. A manutenção do equilíbrio e orientação da posição de cada parte do corpo. A percepção da velocidade de circulação dos veículos.
O desempenho do condutor durante a actividade da condução, pode ser influenciado por diversos factores de ordem interna, tais como: A fadiga, a idade, as drogas, o álcool, os conflitos psicológicos, as condições atmosféricas adversas. A sonolência, a idade, a fadiga, as doenças. A idade, a fadiga, as doenças, os conflitos psicológicos, as drogas, o álcool, o estado da via e a estabilidade do veículo.
No processo da condução, em que consiste a exploração perceptiva visual? Na excitação dos órgãos sensoriais. Na deslocação dos olhos na cena visual. No reconhecimento de objectos a partir de estímulos.
A recolha de informação influencia a previsão? Sim, mas apenas num condutor experiente. Sim, dentro das localidades, porque o número de índices críticos é reduzido. Sim, sempre. Não, porque a previsão depende da memória a longo prazo e não da informação recolhida no momento.
Das seguintes afirmações relativas à memória, assinale a que é falsa: A memória a curto prazo é uma memória consciente de capacidade limitada. Um dos aspectos que distingue a memória a curto prazo e a longo prazo é o período de permanência das informações em cada uma delas. A retenção e a evocação são dois tipos distintos de memória. Apesar de distintas, a memória a curto e a longo prazo comunicam entre si.
Assinale a afirmação correcta: Numa via em mau estado de conservação e com pequenos buracos, o aumento da instabilidade dum veículo de duas rodas é directamente proporcional à diminuição do diâmetro das rodas do veículo. Numa via em mau estado de conservação e com pequenos buracos, o aumento da instabilidade dum veículo de duas rodas é directamente proporcional ao aumento do diâmetro das rodas dos veículos. O condutor dum veículo de duas rodas para garantir que é visto, deve fazer uso da luz de cruzamento durante a circulação, sob pena de cometer uma contra-ordenação leve.
Quais os factores passíveis de influenciar a distância de travagem? Factores de ordem interna. Factores de ordem externa. Factores de ordem interna e externa.
Qual o principal efeito do aumento da experiência de condução ao nível do agir? Aumento do tempo de reacção. Aumento da rapidez das sequências sensório-motoras simples. Diminuição da automatização das capacidades sensório-motoras.
A percepção depende da sensação? Sim, a percepção não é mais do que a interpretação da sensação. Não, porque pode haver percepção, sem antes existirem processos sensoriais. Sim, mas apenas na informação, que é recebida, através da visão.
Em que consiste a análise psicológica da tarefa condução? Na reflexão acerca os métodos de ensino mais eficazes. Na definição de objectivos cognitivos, psicomotores e afectivos. No estudo psicológico do comportamento do instruendo ao volante. Na decomposição da tarefa da condução em actividades elementares.
Qual a função dos órgãos dos sentidos? Analisar os dados sensoriais recolhidos pela visão. Interpretar as sensações e ditar as respostas adequadas. Recolher os estímulos sob a forma de energia física. Concretizar a acção, de acordo com a resposta seleccionada.
Considera que alguns factores, que afectam a visão do condutor, podem afectar também a distância de paragem do veículo? Não, porque são factores, que não se interligam. Sim Sim, mas apenas na condução nocturna.
Qual o tipo de visão mais importante para realizar a manobra de ultrapassagem em condições de segurança? Visão periférica. Visão cromática. Visão estereoscópica. Visão frontal.
Das afirmações abaixo transcritas relativas à condução urbana e não urbana, assinale a que é falsa: A condução em auto-estrada pode levar à diminuição da vigilância e atenção e ao aumento da fadiga e sonolência. Na condução urbana a obrigatoriedade de circular a velocidade moderada é consequência dos limites de velocidade impostos dentro das localidades. As auto-estradas e as vias equiparadas têm características diferentes das restantes vias públicas.
Das seguintes afirmações relativas à circulação em auto-estrada, assinale a que é falsa: Muitos dos acidentes em auto-estrada são provocados por distracção, associada ao relaxamento que o tipo de condução pode provocar no condutor. As vias de aceleração são vias destinadas a permitir que os veículos adquiram a velocidade conveniente para se incorporarem na corrente de trânsito principal. Dadas as características de segurança de que as auto-estradas se revestem, elas constituem o único tipo de vias em que os factores externos não interferem na condução.
Das afirmações abaixo transcritas referentes à circulação em auto-estrada, assinale a que é verdadeira: A prática de velocidades mais elevadas implica que a distância de paragem deva ser maior que a distância de segurança. A diversidade e quantidade de informação são maiores que em vias urbanas. A circulação abaixo dos 120 Km/h deve ser sempre considerada uma condução segura. A fadiga, resultante da monotonia da condução, pode levar ao aumento da distância de paragem.
Na condução em auto-estrada: A velocidade é maior, os índices a receber na recolha de informação serão em menor quantidade, pelo que a atenção do condutor tende a aumentar. A informação a recolher é mais diversificada, a consulta dos espelhos retrovisores mais frequente e o processamento da informação será sempre mais lento. A informação é menos diversificada existindo, regra geral, um menor número de índices a recolher do meio.
Das seguintes afirmações relativas às características dos estímulos em vias urbanas, assinale a que é verdadeira: A quantidade e o ritmo das informações são elevadas mas é escassa a sua diversidade A diversidade da informação é grande mas há redução na sua quantidade e ritmo. A diversidade das informações é grande mas a sua quantidade é escassa. A quantidade, a diversidade e o ritmo das informações são elevadas.
Assinale a situação que pode ocorrer com menos frequência em condução urbana: Estado emocional alterado, em virtude dos elevados níveis de ruído e de poluição atmosférica. Monotonia na condução, devido à ausência de estímulos.
Das seguintes afirmações referentes aos riscos da condução sob condições atmosféricas adversas, assinale a que é falsa: Das três etapas que compõem a tarefa da condução, a fase da observação é a mais importante pois é a única que é prejudicada na condução sob condições ambientais adversas. Associado à chuva e/ou nevoeiro, o crepúsculo aumenta consideravelmente o cansaço visual. Sob condições atmosféricas adversas, uma velocidade de 40 km/h pode revelar-se excessiva anulando as hipóteses de reagir eficaz e atempadamente a um eventual quadro de perigo. .
Das seguintes causas de acidentes, assinale a mais frequentemente registada com os motociclistas: Inexperiência e falta de conhecimento do veículo. Não utilização de capacetes próprios e de vestuário adequado. Velocidade excessiva.
Em qual dos seguintes princípios de actuação em relação aos sinistrados se insere a colocação do sinal de pré-sinalização de perigo, sempre que o veículo fica imobilizado na faixa de rodagem? Socorro. Alerta. Prevenção.
Perante um acidente rodoviário com vítimas, o condutor que chegue primeiro ao local, deve em primeiro lugar: Sinalizar o acidente caso este represente um perigo para a circulação. Prestar auxílio às vítimas, mesmo que o acidente represente um perigo para a circulação. Alertar as autoridades de emergência independentemente do estado das vítimas e da localização do acidente.
Numa situação de condução com chuva, o condutor deve garantir: Um aumento da distância de segurança, já que por força da chuva o tempo de reacção aumenta. A devida atenção ao aumento das distâncias de reacção e de travagem, por comparação com as mesmas em piso seco. A devida atenção ao aumento da distância de travagem, por comparação com a mesma em piso seco.
O fenómeno de aquaplanagem, deve ser explicado aos instruendos: Como uma situação pouco frequente, uma vez que só ocorre quando se circula com velocidade excessiva. Em lições teóricas e práticas. Como uma situação inevitável em condução com chuva. Durante as aulas teóricas, na sexta unidade temática.
Dos seguintes procedimentos a levar a cabo em caso de acidente, qual o que corresponde a um princípio de alerta? Auxiliar as vítimas do acidente. Avisar o mais rapidamente possível as autoridades responsáveis pelo socorro e assistência. Parar o veículo fora da estrada ou, se tal não for possível, na berma e desligar a ignição.
Das afirmações abaixo transcritas referentes aos perigos da condução com chuva, assinale a que é falsa: A perda de aderência e a diminuição da visibilidade são duas das principais consequências da condução com chuva. Na condução em piso molhado, o aumento da distância de paragem resulta principalmente do significativo acréscimo do tempo de reacção. O embaciamento dos vidros e a perda de eficácia dos travões são dois dos factores que aumentam a perigosidade da condução com chuva.
O fenómeno da aquaplanagem: Influencia a distância de paragem. É evitado se o condutor utilizar o motor como auxiliar do travão e em simultâneo o travão de serviço. Reduz a visibilidade, a aderência e a distância de paragem.
O instrutor tem um papel essencial na aquisição de conhecimentos pelos candidatos a condutor. Considera que esses conhecimentos devem ser orientados em exclusivo para o “saber fazer”? Sim, essa é a função do instrutor. Sim, na formação teórico-prática. Não, o instrutor deve ensinar com o objectivo de atingir, em exclusivo, o “saber - saber”. Não, deve promover também a aquisição pelo instruendo de outros níveis do conhecimento.
Das seguintes afirmações relativas ao papel da formação no comportamento do condutor, assinale a que é verdadeira: A formação de condutores visa adaptar os objectos reais às representações do instruendo. O conhecimento das normas prescritas no Código da Estrada é um dos principais objectivos afectivos da formação de condutores. A formação cívica deve fazer parte integrante do processo de formação dos candidatos a condutores.
As condições meteorológicas adversas, como a chuva, dificultam a condução porque: Reduzem a aderência ao piso e, consequentemente, a distância de travagem. Reduzem a visibilidade e a distância de segurança. Reduzem a visibilidade e as condições de aderência ao piso. Reduzem a aderência ao piso e, por consequência, a distância de paragem.
De entre os seguintes tipos de utentes, assinale aqueles que, regra geral, apresentam menor vulnerabilidade no ambiente rodoviário: As crianças e os idosos, enquanto peões. Os condutores de veículos ligeiros. Os condutores de veículos de duas rodas.
Das seguintes afirmações relativas à prática de uma condução defensiva, assinale a que é falsa: Ao surpreendermos outro condutor podemos impedi-lo de conseguir reagir com a necessária antecedência. A atitude do condutor quanto à prática de uma condução defensiva deve começar apenas no momento em que se senta no veículo. Para a prática de uma condução defensiva há que adaptar a condução às características do veículo, às condições externas e ao comportamento dos outros utentes. O condutor defensivo deve colocar a si mesmo questões relativas ao comportamento dos outros e procurar as respostas possíveis.
De entre as seguintes afirmações, relativas às características dos veículos de 2 rodas, assinale a que é falsa: Não têm carroçaria, pelo que em caso de acidente, as consequências são geralmente mais graves. Têm pequena dimensão, pelo que por vezes não são vistos pelos outros utentes São veículos instáveis, pelo que só podem ser conduzidos por quem seja titular de carta de condução.
Das seguintes afirmações relativas à actuação em caso de acidente, assinale a que é falsa: A colaboração numa situação de acidente, sempre que necessária, é um dever de cidadania. Além de um dever de cidadania, a colaboração numa situação de acidente é também, por vezes, uma obrigação legal. A omissão de auxílio a sinistrados só é considerada crime para quem esteja envolvido no acidente. .
Das seguintes afirmações referentes à prática de uma condução defensiva, assinale a que é falsa: Para a prática de uma condução defensiva é condição suficiente cumprir o Código da Estrada e não provocar acidentes. A manutenção do veículo em bom estado mecânico é um dos aspectos a ter em conta pelo condutor defensivo. A condução defensiva passa pela decisão de apenas conduzir em boas condições físicas e psicológicas.
Das seguintes causas de acidentes, assinale a mais frequentemente registada com os motociclistas: Inexperiência e falta de conhecimento do veículo. Não utilização de capacetes próprios e de vestuário adequado. Velocidade excessiva.1.
Durante a condução com chuva, porque a aderência pode estar comprometida, o condutor deve ter presente que: A utilização do travão é o único meio de garantir a estabilidade do veículo. A utilização irregular do travão pode agravar a eventual falta de controlo do veículo. Somente os automóveis equipados com ABS, conseguem sair com sucesso, de uma situação de derrapagem em piso molhado.
Das seguintes tarefas inerentes ao papel do instrutor, assinale a que é falsa: Organizar e estruturar o processo de ensino-aprendizagem. Individualizar o ensino em função das capacidades e conhecimentos evidenciados pelos instruendos. Adaptar as regras formais do instruendo às regras informais do Código da Estrada. Estimular a actividade do instruendo no processo de ensino-aprendizagem.
Das seguintes afirmações referentes ao papel do instrutor no processo de aprendizagem, assinale aquela que não se deve enquadrar nas atribuições do instrutor: O instrutor deve ter por função facilitar a aprendizagem ao instruendo através de explicações e da escolha dos exercícios mais adequados. A estimulação e o desenvolvimento da motivação do instruendo devem fazer parte das funções do instrutor. O instrutor deve ter por função guiar ao máximo o instruendo dando-lhe, para tal, as soluções dos problemas que vai encontrando. A estimulação da actividade do instruendo deve fazer parte integrante das funções do instrutor.
Uma das tarefas da competência do instrutor de condução é a demonstração da manobra a realizar pelo instruendo. Em qual das seguintes circunstâncias a referida tarefa é mais eficaz? Quando o instruendo está numa situação de quase-acidente. Quando o instruendo tem problemas na aprendizagem dos gestos de base. Quando o instruendo enfrenta uma situação complexa de circulação.
Das seguintes afirmações relativas à formação de condutores, assinale a que é falsa: O ensino da condução deve ser primordialmente orientado para o domínio do concreto e não do abstracto. Na formação de condutores, as situações reais e experiências directas vividas e realizadas pelo aluno devem ter maior peso que os discursos e explicações verbais à sua volta. No ensino da condução, o método magistral é muito utilizado por ser orientado para o domínio da prática.
Das afirmações abaixo transcritas acerca do papel do feedback no processo de aprendizagem, assinale a que é verdadeira: Leva o instruendo a descobrir por si mesmo as respostas para as diferentes situações. Informa o instruendo acerca dos resultados da sua acção e do que deve alcançar. Leva o instruendo a repetir as tarefas até à total eliminação dos seus erros.
Das seguintes afirmações relativas ao ensino colectivo, assinale a que é falsa: O ensino colectivo permite a mudança de atitudes. O ensino colectivo exige muito menos competência ao instrutor que o ensino individual. Ao ministrar o ensino colectivo, o instrutor de condução deve ser visto como um animador de grupos de alunos em formação.
O ritmo de aprendizagem dos instruendos: Depende exclusivamente da actuação do instrutor. Depende essencialmente da motivação, em menor ou maior grau. Depende essencialmente dos meios didácticos existentes na escola.
Das afirmações abaixo transcritas relativas à avaliação formativa e sumativa, assinale a que é falsa: A avaliação sumativa é realizada ao longo do processo de aprendizagem e visa informar o instruendo acerca dos seus progressos e dificuldades. A avaliação formativa permite ao instrutor ajustar os métodos utilizados, em função dos resultados que os instruendos vão obtendo. A avaliação sumativa é realizada no final do processo de aprendizagem por alguém externo a esse processo. A avaliação formativa é realizada pelo instrutor durante o processo de formação do candidato a condutor.
A técnica da condução comentada deve ser aplicada no início da formação? Não, a utilização desta técnica carece de um determinado nível de aprendizagem. Sim, porque esta técnica é a mais aconselhável para o treino da manobra de ultrapassagem. Sim, independentemente do grau de aprendizagem do aluno.
Qual destes métodos ou técnicas considera favorecer mais o reconhecimento de erros quer pelo aluno, quer pelo instrutor? A técnica da condução comentada. O método global. A simulação pedagógica.
Qual o método mais eficaz para treinar as diferentes “subtarefas” da condução automóvel em situação de trânsito não real? O método de simulação global. O método analítico ou fraccionado. O método de simulação distribuída. O método de simulação distribuída.
Das seguintes afirmações relativas à avaliação formativa e sumativa, assinale a que é verdadeira: A avaliação formativa diz respeito ao “saber-saber” enquanto a avaliação sumativa respeita ao “saber-fazer”. A avaliação formativa diz respeito ao “saber-fazer” enquanto a avaliação sumativa respeita ao “saber-saber” e ao “saber-ser”. Nenhum dos tipos de avaliação é direccionado para a análise do “saber-ser”. Ambos os tipos de avaliação dizem respeito a todos os níveis do saber.
Qual a principal vantagem do recurso ao método magistral? Possibilidade do aluno participar activamente no processo de aprendizagem. Valorização das experiências e conhecimentos prévios de cada aluno. Economia de tempo e dos recursos utilizados. Respeito pelo ritmo de aprendizagem dos vários alunos.
Durante a aprendizagem da tarefa da condução automóvel, a escolha de “aulas de maior duração e mais espaçadas no tempo” designa-se por: Aprendizagem maciça. Aprendizagem global. Aprendizagem distribuída. Aprendizagem fraccionada.
Dado o fim a que se destina a aprendizagem distribuída, para que nível do saber é especialmente indicada? Saber-saber. Saber-fazer. Saber-ser.
Das afirmações abaixo transcritas referentes à avaliação da formação, assinale a que é verdadeira: A avaliação formativa não possibilita avaliar o nível do “ saber-ser”. Os objectivos psicomotores só são passíveis de ser avaliados através de um processo de avaliação sumativa. A avaliação do candidato a condutor está fora do âmbito das funções que competem ao instrutor de condução automóvel. O processo de avaliação deve contribuir para o aperfeiçoamento dos sucessivos processos de formação que vão sendo realizados.
Que tipo de objectivos pedagógicos são trabalhados numa aula em que o instrutor recorre à utilização do método analítico ou fraccionado? Objectivos cognitivos. Objectivos psicomotores. Objectivos afectivos.
Qual a finalidade da avaliação formativa? Verificar a existência de aptidões que sejam pré-requisitos para a aprendizagem. Diferenciar os instruendos. Detectar e corrigir os erros verificados no processo de ensino-aprendizagem.
Das seguintes afirmações, relativas à avaliação da formação, assinale a que é falsa: Por ser realizada através da observação, a avaliação não exige o prévio estabelecimento de objectivos. A existência de diferentes tipos de objectivos a avaliar implica o recurso a diferentes instrumentos de avaliação. O que se espera do instruendo deve ser definido de forma clara e normativa. Deve existir uma relação directa entre os instrumentos de avaliação e os objectivos específicos estabelecidos.
O método analítico ou fraccionado: Implica a ministração de aulas de menor duração e mais espaçadas no tempo. É adequado à aprendizagem de tarefas complexas. É adequado à aprendizagem de tarefas simples. Implica a ministração de aulas de maior duração e menos espaçadas no tempo.
Em que circunstâncias se deve optar pela utilização da técnica da condução comentada? Desde o início da aprendizagem prática da condução automóvel. Apenas quando o instruendo já adquiriu um suficiente domínio do veículo. Em articulação com o método analítico ou fraccionado.
Como se designa a prática que consiste em colocar o aluno ao volante, em situação real de trânsito, pedindo-lhe que conduza durante um determinado período de tempo? Método de simulação pedagógica. Método maciço. Método global. Método fraccionado.
Das afirmações abaixo transcritas relativas à avaliação da formação, assinale a que é falsa: A definição de objectivos específicos é importante para construir os instrumentos de avaliação adequados. Deve haver correspondência directa entre o que é ensinado e avaliado. A elaboração de instrumentos para avaliar deve ter em vista diminuir a objectividade inerente à avaliação.
Qual a expressão que melhor descreve a 1.ª etapa da análise psicológica da função da condução? Classificação dos índices em categorias com significado, seguida da sua transformação em acontecimentos possíveis. Conjunto de procedimentos utilizados para recolher os índices críticos, necessários à actividade de condução, e sua classificação em categorias com significado. Momento em que se elabora o acto motor final.
Qual das seguintes afirmações é falsa? Por identificação entende-se a classificação dos índices em categorias com significado, em função das informações preexistentes na memória. A formação de condutores deve ter como principal objectivo assegurar que o instruendo aprendeu os actos motores básicos, suficientes para satisfazer as exigências do exame. A exploração perceptiva é definida como um conjunto de procedimentos utilizados pelo condutor para detectar a presença ou ausência de índices críticos.
Qual o principal objectivo do treino da exploração perceptiva visual: Favorecer a exploração sistemática dos espelhos retrovisores. Ensinar a ver o mais longe possível. Ensinar a detectar índices pertinentes. Ajudar a perceber o conjunto da situação.
Ajudar a perceber o conjunto da situação. Treinos práticos mais curtos e menos espaçados no tempo. Treinos práticos mais longos e menos espaçados no tempo. Treinos práticos mais longos e mais espaçados no tempo. Treinos práticos mais curtos e mais espaçados no tempo.
Qual destas afirmações está correcta? O airbag é um elemento de segurança activa tal como o sistema ABS. O cinto de segurança é um elemento que constitui um meio de segurança passiva, tal como todas as técnicas de condução defensiva. As técnicas de condução defensiva são uma forma de segurança activa.
Qual a ordem pela qual devem ser postos em prática os três princípios de actuação, em relação aos acidentados? Socorrer, Alertar e Prevenir. Alertar, Socorrer e Prevenir. Socorrer, Prevenir e Alertar. Prevenir, Alertar e Socorrer.
Qual o papel do erro pedagógico no processo de ensino-aprendizagem? É benéfico na aprendizagem conceptual mas não na aprendizagem de automatismos motores. É benéfico na aprendizagem de automatismos motores mas não na aprendizagem conceptual. É benéfico na aprendizagem de automatismos motores e na aprendizagem conceptual. É prejudicial e deve ser evitado na aprendizagem de automatismos motores e na aprendizagem conceptual.
Das seguintes afirmações relativas a eventuais efeitos da chuva intensa, assinale a que é falsa: O “aquaplanning” pode ser agravado pelo mau estado dos pneumáticos e pela circulação com velocidade excessiva. A água acumulada no solo é passível de reduzir a eficácia dos travões. Quando ao passar num lençol de água o veículo desliza, é aconselhável pressionar progressivamente o travão até que a aderência das rodas seja retomada. O facto do volante ficar subitamente muito leve pode significar que o veículo está a perder aderência.
Tendo em atenção que a alternância entre os métodos de ensino é fundamental para a eficácia do processo de aprendizagem, como deve ser estruturada a formação prática do candidato a condutor? Evoluindo progressivamente dos exercícios globais aos exercícios analíticos, ao longo do processo de aprendizagem. Evoluindo progressivamente dos exercícios analíticos aos exercícios globais, ao longo do processo de aprendizagem. Alternando aleatoriamente entre ambos os tipos de exercícios, ao longo do processo de aprendizagem.
Os recém-encartados correspondem a um dos grupos em que a taxa de sinistralidade é mais elevada. Quando é que o aumento do número de acidentes rodoviários com estes utentes é mais significativo? No 1.º ano de carta de condução. No 2º ano de carta de condução. No 3º ano de carta de condução. No 5º ano de carta de condução.
Das afirmações abaixo transcritas, referentes à aprendizagem em grupo, assinale a que é falsa: É eficaz na resolução de problemas complexos. Podem aparecer, como desvantagem, alguns fenómenos de liderança. É adequada ao ensino teórico da condução automóvel. É indicada para a aquisição da componente perceptivo-motora da condução automóvel.
Qual o objectivo do instrutor ao recorrer, no ensino prático da condução automóvel, ao método de simulação global? Treinar tarefas motoras complexas em situação real de trânsito. Treinar tarefas motoras simples em situação real de trânsito. Treinar tarefas motoras complexas em situação não real de trânsito. Treinar tarefas motoras simples em situação não real de trânsito.
Dos factores abaixo indicados, assinale os que não interferem na distância de travagem do veículo: A inclinação da via e os pneumáticos do veículo. A idade do condutor e a sua acuidade visual. A velocidade de circulação e o pavimento antiderrapante da infra-estrutura rodoviária.
O que se revela mais eficaz para a aquisição de automatismos sensório-motores? Treinos práticos mais curtos e menos espaçados no tempo. Treinos práticos mais longos e menos espaçados no tempo. Treinos práticos mais longos e mais espaçados no tempo. Treinos práticos mais curtos e mais espaçados no tempo.
Qual o método e tipo de aprendizagem que devem ser utilizados, em conjunto com a técnica da condução comentada? O método fraccionado e a aprendizagem distribuída. O método global e a aprendizagem distribuída. O método fraccionado e a aprendizagem maciça. O método global e a aprendizagem maciça.
Das seguintes afirmações relativas ao método expositivo, assinale a que é falsa: Faz um acentuado apelo à memorização sem ter em conta outras estratégias pessoais na apreensão dos conteúdos. Dadas as características do método em causa, é adequado para a mudança de atitudes. Os objectivos pedagógicos são prosseguidos, sem atender ao ritmo de aprendizagem de cada aluno. Não dá oportunidade aos alunos de participarem activamente no processo de aprendizagem.
No ensino prático da condução, como deverão conciliar-se os tipos de aprendizagem e exercícios a propor com a complexidade das tarefas a executar? As tarefas complexas devem ser apreendidas através da aprendizagem distribuída e da realização de exercícios globais. As tarefas simples devem ser apreendidas através da aprendizagem distribuída e da realização de exercícios analíticos. As tarefas complexas devem ser apreendidas através da aprendizagem maciça e da realização de exercícios fraccionados.
Qual a diferença entre a avaliação formativa e a sumativa? Enquanto a primeira visa diferenciar os instruendos, a segunda tem por objectivo a sua homogeneização. Enquanto a primeira é levada a cabo por alguém externo à formação, a segunda é realizada pelo instrutor. Enquanto a primeira visa a homogeneização dos instruendos, a segunda tem por objectivo a sua diferenciação. Enquanto a primeira tem lugar no final do processo pedagógico, a segunda decorre ao longo do mesmo.
O airbag, o cinto de segurança e as barras de protecção lateral são medidas de segurança: Ativa. Passiva. Ativa e passiva. Mista.
Durante o processo decisório, o tratamento da informação permite ao condutor: Antecipar e agir. Recolher a informação e decidir. Explorar sistematicamente o meio e identificar os índices recolhidos. Prever e decidir.
Quais os processos da tarefa de condução, passíveis de serem treinados através da técnica de condução comentada? Previsão e capacidades sensório-motoras. Capacidades sensorio-motoras e decisão. Previsão e decisão.
Qual o momento em que o condutor selecciona o acto motor a realizar? Quando recolhe a informação. Quando trata a informação. Quando age sobre o veículo.
Assinale a afirmação falsa: As atitudes podem ter origem em representações erradas. A atitude é um conjunto de informações, regras e imagens que o condutor dispõe em memória. O comportamento do condutor é influenciado pelos seus conhecimentos, representações e atitudes. Nas atitudes intervêm factores cognitivos e afectivos, que podem condicionar o comportamento.
Assinale a afirmação que estiver correcta. A cinestesia é a senso-percepção do movimento, peso, resistência e posição do corpo O sentido vestibular relaciona-se com a sensação da temperatura do corpo. O processo decisional da tarefa de condução implica essencialmente actividades físicas. O estado emocional é um factor externo que condiciona a condução automóvel.
Tendo em conta a temática velocidade e tempo de reacção, assinale a afirmação correcta: A velocidade é o factor que mais influencia o tempo de reacção. O tempo de reacção depende de factores internos e de factores externos. A velocidade não tem influência na determinação do tempo de reacção.
Das afirmações abaixo transcritas referentes à circulação em diferentes tipos de vias, assinale a que é verdadeira: Em auto-estrada, a fadiga resultante da monotonia da condução é responsável pelo aumento da distância de travagem. Nos IP é proibida a circulação de peões, velocípedes e veículos de tracção animal, uma vez que são consideradas vias reservadas a automóveis e motociclos. A maior intensidade de trânsito, o maior número de intersecções e a grande variedade de sinalização são alguns dos factores externos que justificam a moderação de velocidade dentro das localidades.
Em condições normais, em qual dos seguintes contextos rodoviários deverá o condutor guardar uma maior distância e intervalo de segurança relativamente ao veículo que o precede? Em vias urbanas. Em estradas nacionais. Em auto-estrada.
As passagens de peões e controladores de velocidade que se encontram frequentemente no interior das localidades, pertencem ambos ao mesmo tipo de medidas de segurança? Sim, ambas são medidas de segurança activa. Não, as passagens de nível são activas e os controladores são passivos. Não os controladores são activos e as passagens de peões são passivas.
Quais as principais consequências negativas das condições ambientais adversas na condução automóvel? Redução de aderência, da visibilidade e aumento da distância de reacção. Redução de aderência, da visibilidade e diminuição da distância de reacção. Redução de aderência, da visibilidade e diminuição da distância de travagem. Redução de aderência, da visibilidade e aumento da distância de paragem.
Assinale a afirmação falsa: Durante o fenómeno de aquaplanagem, a direcção pode desviar-se bruscamente para um dos lados. Em caso de aquaplanagem, o condutor deve desacelarar o veículo, travando de imediato. A redução da visibilidade e/ou a perda de aderência do veículo ao pavimento são consequências comuns da condução sob algumas condições ambientais adversas.
Na condução nocturna devo: Evitar conduzir em auto-estrada. Diminuir velocidade comparativamente à velocidade a que circulo durante o dia. Fazer “sinais de luzes”, alternando as luzes de cruzamento com as luzes de presença, sempre que me aproxime de uma curva de visibilidade reduzida.
Das seguintes afirmações relativas ao comportamento a adoptar na presença de alguns utentes, assinale a que é falsa: Enquanto utente da via pública, a criança deve ser vista como um adulto em miniatura. Para circular em segurança no ambiente rodoviário, o condutor deve conhecer os comportamentos habituais dos seus diferentes utilizadores e respeitar a sua circulação. As grandes dimensões dos veículos pesados exigem dos condutores dos restantes veículos cuidados redobrados aquando da sua ultrapassagem.
Das afirmações abaixo transcritas relativas á condução com nevoeiro, assinale a que é falsa: O embaciamento do pára-brisas constitui um dos perigos da condução com nevoeiro. Devido à vigilância extrema que é exigida ao condutor, a fadiga é uma das principais consequências da condução com nevoeiro. Se o veículo não dispuser de luzes de nevoeiro, o condutor deverá recorrer à utilização das luzes de estrada por forma a conseguir um campo visual suficiente para reagir a qualquer solicitação.
De entre as seguintes afirmações relativas ao peão infantil, assinale a que é falsa: Revelam as mesmas capacidades dos adultos, mesmo não tendo a sua estatura. Habitualmente apresentam dificuldades de focagem de atenção. Apresentam um campo visual menor que os adultos.
Das seguintes afirmações relativas ao papel do instrutor, assinale a que está incorrecta: Proporcionando um ensino activo ao instruendo, o instrutor estimula a sua motivação. Fazendo repetições sistemáticas dos conteúdos, o instrutor assegura a aprendizagem do mesmo por arte do instruendo. Colocando questões ao instruendo, o instrutor estimula a sua actividade no processo de ensino-aprendizagem.
Das actuações abaixo transcritas relativas ao papel do instrutor, assinale a que este deve evitar: O instrutor deve fazer apelo à participação activa do instruendo no processo de aprendizagem Durante a formação, o instrutor deve aproveitar todas as oportunidades para recorrer ao método magistral detrimento do método demonstrativo. O instrutor deve fomentar no instruendo a aquisição dos hábitos necessários para respeitar o Código da Estrada e evitar riscos.
Assinale a afirmação falsa: A chuva pode ter como consequências a redução da visibilidade, a perda dos travões e a possibilidade de derrapagem. Em caso de aquaplanagem consta-se que, quando o veículo começa a deslizar sobre a camada de água, o volante se torna mais leve. Em caso de aquaplanagem, a travagem faz com que a roda deixe definitivamente de escoar a água, pelo que o condutor deverá acelerar suavemente.
No que refere ao carácter vulnerável dos veículos de duas rodas, assinale a afirmação incorrecta: A sua elevada maneabilidade permite que fácil e frequentemente se realize mudanças de trajectória. As deficientes condições de iluminação de alguns destes veículos são frequentemente responsáveis por não serem vistos pelos outros utentes. A sua grande vulnerabilidade leva a que tenham que ser conduzidos com as luzes de presença acesas.
Das afirmações abaixo transcritas referentes ao acidente de viação, assinale a que é falsa: Por ferido grave entende-se todo e qualquer indivíduo que, em consequência de um acidente, tenha sofrido lesões que levem à sua hospitalização. Apesar da colaboração numa situação de acidente ser um dever de cidadania, só é punido com pena de prisão quem tenha dado origem ao acidente e omita o dever de auxílio. Ao alertar as autoridades responsáveis pelo socorro e assistência, devem ser dadas informações precisas acerca do local do acidente, do tipo e do número de feridos ou vítimas.
Os conhecimentos e as atitudes evidenciadas pelo instruendo correspondem ambos à mesma área de incidência da formação de condutores? Sim, ambos correspondem à área do saber-saber. Não, os conhecimentos têm a ver com a área do saber-saber, enquanto as atitudes têm a ver com a área do saber-ser. Não, as atitudes têm a ver com a área do saber-saber, enquanto os conhecimentos têm a ver com a área do saber-ser.
O instrutor de condução deverá preocupar-se com o comportamento cívico do instruendo? Sim, visto corresponder a um dos objectivos cognitivos da formação de condutores. Não, porque o importante é formar condutores que cumpram o código e dominem o veículo. Sim, para tentar adequar as atitudes do condutor aos princípios de prevenção e segurança rodoviária. Não, porque os comportamentos e atitudes não são passíveis de mudança.
Assinale a afirmação correcta, relativa à aprendizagem individual: É a mais indicada para a transmissão de conhecimentos e actuação sobre as atitudes. É a mais adequada para a aprendizagem dos aspectos perceptivos-motores da condução automóvel.
Indique a afirmação correcta: O ensino prático da condução automóvel pode ser realizado em diferentes veículos. O ensino prático da condução automóvel pode ser ministrado no máximo em dois veículos. O ensino prático da condução automóvel tem de ser ministrado no mesmo veículo.
Qual deverá ser o principal objectivo do tipo de avaliação que compete ao instrutor fazer acerca do desempenho do candidato a condutor? Fazer um prognóstico do empenho do candidato na sua formação. Fazer um balanço do que o candidato aprendeu e atribuir-lhe uma classificação. Verificar a aprendizagem dos conteúdos do programa de formação pelo candidato, ajudando o método em função dos resultados que vai obtendo.
Qual o método mais eficaz para a aprendizagem de tarefas complexas? Magistral. Analítico. Global. Parcial.
As informações obtidas no processo de avaliação da formação permitem que se faça o reajustamento dos métodos aos objectivos pedagógicos. A afirmação está correcta. A afirmação está incorrecta.
Relativamente ao processo de avaliação formativa, assinale a afirmação falsa: Processo estruturado para sustentar um ensino e uma aprendizagem de qualidade. *Processo de aplicação de técnicas pedagógicas com o objectivo de classificar instruendos. Processo contínuo directamente relacionado com os fins de processo de ensino-aprendizagem. Processo que visa a obtenção de feedback para a eventual correcção do processo de ensino-aprendizagem. .
Qual deve ser a principal utilização do método analítico? Aprender poucos conhecimentos num curto espaço de tempo. Aprender tarefas complexas. Aprender muitos conhecimentos num longo espaço de tempo. *Aprender tarefas simples.
Assinale a afirmação falsa: Para a prática de uma condução defensiva é suficiente cumprir o Código da Estrada. A prática de uma condução defensiva é um dos objectivos da formação de condutores, que corresponde ao domínio do “saber-ser” Motivar o aluno para a prática de uma condução defensiva deve ser uma das funções inerentes ao papel do instrutor.
Das afirmações abaixo transcritas relativas à avaliação formativa e sumativa, assinale a que é falsa: Avaliação formativa é efectuada durante a aprendizagem para verificar a progressão dos instruendos em relação a determinados objectivos. A avaliação formativa tem por objectivo diferenciar os instruendos, enquanto a sumativa visa a sua homogeneização. A avaliação sumativa é efectuada no final de aprendizagem para determinar o grau de consecução dos objectivos estabelecidos.
Dos elementos integrantes do sistema de circulação rodoviária qual o que considera o mais importante? As condições ambientais. A Via. O Homem. O Veículo.
Para a tarefa da condução revestem-se de especial importância as seguintes capacidades sensoriais: Apenas a visão e a cinestesia. A visão a audição e a cinestesia. O sentido vestibular e a audição.
A ingestão de bebidas alcoólicas pelo condutor interfere na distância de paragem do veículo que conduz? Sim, porque nesta situação o condutor reage mais rapidamente pelo que a distância de paragem é menor. Sim, porque nessa situação a distância de reacção aumenta e, por isso, a distância de paragem do veículo aumenta. Não, porque a distância de paragem depende apenas do estado mecânico doveículo, do grau de aderência e condições do piso e da velocidade.
Na condução com chuva a aderência do veículo ao pavimento é menor, logo a velocidade deve ser menor e a distância de segurança: Menor. Igual. Maior.
O desempenho do condutor ao nível da tarefa da condução é influenciado pelo conhecimento? Sim, pelo conhecimento e pelas representações. Não apenas pelas representações. Não porque os conhecimentos cognitivos não influenciam o desempenho do condutor ao volante.
A Percepção é influenciada pelas experiências de cada condutor? Não, a percepção não difere de condutor para condutor. Não apenas a sensação é influenciada pela experiência. Sim.
Quando se relembra a um candidato a condutor a importância do tempo de reacção, a que se rempo se refere? Ao período de tempo decorrido desde que acciona os travões até que imobiliza o veículo. Ao lapso de tempo que decorre entre a percepção do estímulo e o início da acção como resposta. Ao intervalo de tempo decorrido desde que um veículo passa em frente a um ponto de referência, até que o veículo que segue atrás passe nesse mesmo ponto. Ao espaço de tempo que decorre entre a percepção do estímulo e a imobilização do veículo.
Quando dizemos a um candidato a condutor para prever o desenrolar dos acontecimentos, o que pretende que ele faça? Que seleccione o comportamento mais adequado, em função dos índices pertinentes recolhidos. Que classifique os índices em categorias com significado. Que realize os procedimentos necessários para detectar a presença ou ausência de índices críticos. Que imagine o que pode acontecer, a partir dos índices pertinentes.
Qual dos seguintes “indícios” lhe permite concluir que o candidato a condutor apresenta já uma razoável experiência de condução? Faz uma exploração visual económica. Utiliza a visão frontal e a visão periférica com pontos de fixação próxima do veículo. Utiliza muitos índices, mas pouco pertinentes. Recolhe índices espaciais fixos, independentemente da velocidade a que circula.
Que tipo de visão o candidato a condutor deve preferencialmente utilizar, para a realização da manobra de ultrapassagem em condições de segurança? Visão frontal. Visão estereoscópica. Visão periférica. Visão cromática.
Qual das seguintes expressões caracteriza melhor a acuidade visual? Capacidade do indivíduo para distinguir as diferentes cores dos objectos observados. Capacidade do indivíduo para obter uma só interpretação tridimensional do objecto observado Capacidade do indivíduo para discriminar com nitidez os pormenores observados a uma determinada distância. Área e extensão total que se pode ver olhando em frente, sem mover a cabeça.
O que é importante o candidato a condutor saber acerca da visão nocturna? Apenas se mantém inalterada a visão cromática. A consequente perda visual afecta significativamente os processos de percepção e de tomada de decisão ao volante. É a única responsável pela ocorrência dos perigosos fenómenos de encandeamento e deslumbramento. A necessidade de aumentar a distância de segurança resulta do significativo acréscimo da distância de travagem.
Das seguintes situações assinale a que o pode levar a pensar, que o candidato a condutor pratica uma condução defensiva: Circula de acordo com as suas representações. Conduz agindo em antecipação ao perigo. Circula apenas centrado na sua própria condução.
Dos aspectos abaixo referidos, o que será importante o candidato a condutor saber sobre a condução defensiva? Conduzir defensivamente implica uma constante observação do que se passa à volta, uma interpretação do observado e uma antecipação dos acontecimentos. O rigoroso cumprimento do Código da Estrada é o que, acima de tudo, caracteriza a prática de uma condução defensiva. A condução defensiva implica a mesma reacção do condutor às várias situações.
Quando nos referimos a actividade psicológica, nomeadamente à sensação, considera esta: O processo pelo qual atribuímos um significado através dos nossos conhecimentos, da nossa experiência passada, isto é, um processo de conhecer os objectos. As actividades de ordem psicológica que ocorrem durante a condução, trata-se de um processo de tomada de decisão. É o processo pelo qual o Homem detecta os estímulos do meio ambiente.
Qual das seguintes afirmações é verdadeira: A percepção é, pois, uma sensação à qual atribuímos um significado através dos nossos conhecimentos da nossa experiência passada, isto é, um processo de conhecer os objectos através dos sentidos. A percepção não está sujeita à aprendizagem, nem depende dos conhecimentos armazenados na nossa memória e da nossa experiência. A percepção é a Capacidade do sistema visual para detectar, reconhecer, discriminar ou localizar objectos.
Qual dos seguintes tipos de memória, permite o armazenamento de grandes volumes de informação durante grandes períodos de tempo? Memória a curto prazo. Memória imediata. Memória a longo prazo.
A memória humana tem essencialmente duas formas de recuperar a informação contida na memória a longo prazo: Descoberta e Recepção. Evocação e Descoberta. Evocação e Reconhecimento.
A análise psicológica da função condução refere-se a: Actividades de ordem psicológica que ocorrem durante a condução, trata-se de um processo de tomada de decisão enquanto conduzimos, daí ser vulgarmente chamado processo decisional. Consiste no conjunto de procedimentos utilizados pelo condutor para recolher os índices críticos para a tarefa da condução. Consiste no reconhecimento de índices críticos e a sua classificação em relação à situação de condução que eles indicam.
Entende-se por Índices Críticos: Aqueles índices que apresentam sempre a mesma forma e cujo significado está estabelecido Todos os índices, formais ou informais, que transmitem uma informação de carácter urgente, cujo desprezo pode conduzir a situações de imediata insegurança no trânsito. Aqueles que podem ou não apresentar a mesma forma e cujo significado pode diferir. Todos os índices, formais ou informais, que são importantes para a condução que o condutor executa em determinado momento.
Para o treino da Identificação devem utilizar-se técnicas que ajudem ao estabelecimento de categorias na memória, que melhorem a capacidade de discriminação de índices e que permitam conhecer o funcionamento de situações de condução específicas. Verdadeiro. Falso.
O que entende por conhecimento? Conjunto de informações, regras, imagens mentais, que o condutor dispõe em memória. O conjunto de informações e regras que o condutor possui em memória e que constituem objectos reais. Uma predisposição aprendida, relativamente estável, de avaliar e actuar sobre a realidade.
O condutor, elabora novas regras que embora não existam formalmente no código, permitem-lhe resolver determinadas situações concretas de condução. Isto acontece devido: Às representações do condutor uma vez que à medida que a experiência aumenta, o condutor constrói uma representação operatória do código da estrada, que cada vez mais se afasta do que aprendeu. À falta de civismo dos condutores, pois para estes o código não é mais que um mal necessário para poder ter a carta de condução, e assim que tal acontece é para esquecer. Ao facto do processo decisional realizado pelo condutor falhou redondamente, pois todo o processo de recolha e tratamento de informação foi incorrecto.
Nas atitudes intervêm factores: Cognitivos. Cognitivos e Afectivos. Comportamentais e cognitivos. Cognitivos, afectivos e comportamentais.
Em que momento o condutor decide o comportamento a adoptar? Quando recolhe a informação. Quando trata a informação. Quando actua sobre o veículo. Em nenhuma das situações anteriores.
Indique uma estratégia da exploração visual perceptiva: Manter a distância de segurança necessária. Estar atento aos comandos do veículo. Percepcionar o conjunto da situação Procurar pontos de fixação.
A distância de reacção depende, entre outros factores do estado psicofisiológico do condutor, esta afirmação está: Falsa, pois também depende do estado de manutenção do sistema de travagem. Verdadeira.
Designa-se por tempo de reacção o tempo que decorre entre: A percepção de um estímulo e o início da resposta a esse estímulo. O início da travagem e a imobilização completa do veículo. A percepção de um estímulo e a imobilização do veículo.
Tendo presente a análise psicológica da função condução, analise as frases a seguir transcritas e assinale a que melhor descreve acção: Actividade de transformação de um índice em acontecimentos possíveis. Actividade motora de controlo do veículo. Actividade de exploração perceptiva visual e auditiva Actividade intelectual.
A fadiga é um factor que influencia o desempenho do Homem enquanto condutor. Uma das consequências será: A diminuição do tempo de reacção o que se traduz numa maior distância de reacção. A sonolência, aumentando desta forma o tempo de reacção e consequentemente a distância de paragem. O aumento da atenção e consequentemente o aumento da velocidade.
Um dos efeitos do estado de fadiga é: Aumento da rapidez das respostas reflexas. Diminuição do tempo de reacção. Perda de Vigilância em relação ao meio envolvente.
Tendo em conta o conhecimento de cada condutor, podemos afirmar que à medida que a experiência aumenta: Aumenta o conhecimento teórico. Diminui o conhecimento teórico dando lugar a representações Diminuem as representações e aumentam os conhecimentos teóricos.
Na condução nocturna, regra geral, existe uma diminuição do campo visual, alterando: A capacidade de decisão. A visão periférica. A cinestesia.
A formação cívica deve fazer parte da aprendizagem dos candidatos a condutores? Sim, pois pode ser uma preciosa ajuda para adequar a atitude do condutor às exigências do sistema rodoviário. Sim, mas só se tiverem menos de 30 anos. Não, essa formação compete à família.
Report abuse Terms of use
HOME
CREATE TEST
COMMENTS
STADISTICS
RECORDS
Author's Tests