option
My Daypo

SIMULADO SOCIOLOGIA 4 BIMESTRE

COMMENTS STADISTICS RECORDS
TAKE THE TEST
Title of test:
SIMULADO SOCIOLOGIA 4 BIMESTRE

Description:
SIMULADO SOBRE OS ASSUNTOS ABORDADOS NA DISCIPLINA

Author:
Prof. Fernando Flor
(Other tests from this author)

Creation Date:
07/11/2013

Category:
Driving Test

Number of questions: 12
Share the Test:
Facebook
Twitter
Whatsapp
Share the Test:
Facebook
Twitter
Whatsapp
Last comments
No comments about this test.
Content:
questão da corrupção está em evidência e aumenta o desencanto com a política. Considerada como um dos maiores males da democracia, suas consequências são nefastas. Shakespeare, em “Medida por medida”, destacou essa problemática, conforme o fragmento abaixo: Uma coisa é ser tentado e outra coisa é cair em tentação. Não posso negar que não se encontre num júri, examinando a vida de um prisioneiro, um ou dois ladrões, entre os jurados, mais culpados do que o próprio homem que estão julgando. A Justiça só se apodera daquilo que descobre. Que importa as leis que ladrões condenem ladrões? SHAKESPEARE, W. Comédias e sonetos. São Paulo: Círculo do Livro, 1994. Assinale a alternativa que expressa o sentido da corrupção política. Uso do poder público para proveito, promoção ou prestígio particular, ou em benefício de um grupo ou classe, constituindo violação da lei ou de padrões de elevada conduta moral. Utilização da violência nua para impor autoridade e auferir benefícios particulares. As vantagens obtidas se apoiam no poder dos dominantes e no uso da arbitrariedade. Fenômeno político baseado na capacidade simbólica de exercer ascendência sobre os outros, utilizando expressivamente a coação. Fenômeno que coloca todos em nível de igualdade – vendedores e compradores – com a finalidade de promover a troca de bens serve de elemento regulador das relações entre os indivíduos. Fenômeno político que induz a um benefício ou direito desfrutado por indivíduos, partilhado pela generalidade das pessoas.
Leia o texto a seguir. O empresário Ruppert Murdoch, dono do império de mídia News Corporation e conhecido pelas ideias conservadoras, disse ontem que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva é discípulo de Margareth Tatcher, premiê britânica do fim dos anos 70 até o início dos 90 e conhecida como “a dama de ferro.” (Folha de S. Paulo, B8, Mercado, 22 out. 2010: Lula é discípulo de Thatcher, diz Murdoch.) Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tatcherismo, é correto afirmar: O que aproxima os governos Lula daqueles de Margareth Tatcher é a incorporação, por ambos, das políticas de Estado mínimo, incrementando, assim, as práticas de welfare-state. Os governos Lula e Margareth Tatcher possuem, como pontos comuns, o maior poder atribuído aos sindicatos, razão pela qual, nestes governos, o controle da economia esteve nas mãos do que se convencionou chamar de “república sindicalista”. O tatcherismo representou a implementação, em território britânico, de políticas denominadas neoliberais, assentadas nos princípios da privatização das empresas e flexibilização das leis trabalhistas. A base de ambos os governos foram as limitações à liberdade de expressão, práticas adotas nos antigos países do extinto bloco soviético, o que, no caso inglês, rendeu a Tatcher a denominação de “a dama de ferro” Assim como o tatcherismo, o lulismo incorporou o princípio neoliberal de controle dos setores populares mediante a ampliação dos programas de assistência às famílias mais carentes.
Fugindo à luta de classes, a nossa organização sindical tem sido um instrumento de harmonia e de cooperação entre o capital e o trabalho. Não se limitou a um sindicalismo puramente ‘’operário’’, que conduziria certamente a luta contra o ‘’patrão’’, como aconteceu com outros povos FALCÃO, W. Cartas Sindicais. In: Boletim do Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio. Rio de Janeiro, 10 (85), set. 1941 (adaptado). Nesse documento oficial, à época do Estado Novo (1937-1945), é apresentada uma concepção de organização sindical que elimina conflitos no ambiente das fábricas. limita os direitos associativos do segmento patronal. orienta a busca do conscenso entre trabalhadores e patrões. proíbe o registro de estrangeiros nas entidades profissionais do país. desobriga o Estado quanto aos direitos e deveres da classe trabalhadora.
(ENEM – 2012) Nós nos recusamos a acreditar que o banco da justiça é falível. Nós nos recusamos a acreditar que há capitais insuficientes de oportunidade nesta nação. Assim nós viemos trocar este cheque, um cheque que nos dará o direito de reclamar as riquezas de liberdade e a segurança da justiça. (KING Jr., M. L. Eu tenho um sonho, 28 ago. 1963. Disponível em: www.palmares.gov.br. Acesso em: 30 nov. 2011 – Adaptado) O cenário vivenciado pela população negra, no sul dos Estados Unidos nos anos 1950, conduziu à mobilização social. Nessa época, surgiram reivindicações que tinham como expoente Martin Luther King e objetivavam a conquista de direitos civis para a população negra. o apoio aos atos violentos patrocinados pelos negros em espaço urbano. a supremacia das instituições religiosas em meio à comunidade negra sulista. a incorporação dos negros no mercado de trabalho. a aceitação da cultura negra como representante do modo de vida americano.
A moderna democracia brasileira foi construída entre saltos e sobressaltos. Em 1954, a crise culminou no suicídio do presidente Vargas. No ano seguinte, outra crise quase impediu a posse do presidente eleito, Juscelino Kubitschek. Em 1961, o Brasil quase chegou à guerra civil depois da inesperada renúncia do presidente Jânio Quadros. Três anos mais tarde, um golpe militar depôs o presidente João Goulart, e o país viveu durante vinte anos em regime autoritário. A partir dessas informações, relativas à história republicana brasileira, assinale a opção correta. Ao término do governo João Goulart, Juscelino Kubitschek foi eleito presidente da República. A renúncia de Jânio Quadros representou a primeira grande crise do regime republicano brasileiro. Após duas décadas de governos militares, Getúlio Vargas foi eleito presidente em eleições diretas. A trágica morte de Vargas determinou o fim da carreira política de João Goulart. No período republicano citado, sucessivamente, um presidente morreu, um teve sua posse contestada, um renunciou e outro foi deposto.
(Enem 2011) Na década de 1990, os movimentos sociais camponeses e as ONGs tiveram destaque, ao lado de outros sujeitos coletivos. Na sociedade brasileira, a ação dos movimentos sociais vem construindo lentamente um conjunto de práticas democráticas no interior das escolas, das comunidades, dos grupos organizados e na interface da sociedade civil com o Estado. O diálogo, o confronto e o conflito têm sido os motores no processo de construção democrática. SOUZA, M. A. Movimentos sociais no Brasil contemporâneo: participação e possibilidades das práticas democráticas. Disponível em: http://www.ces.uc.pt. Acesso em: 30 abr. 2010 (adaptado). Segundo o texto, os movimentos sociais contribuem para o processo de construção democrática, porque determinam o papel do Estado nas transformações socioeconômicas. aumentam o clima de tensão social na sociedade civil. pressionam o Estado para o atendimento das demandas da sociedade. privilegiam determinadas parcelas da sociedade em detrimento das demais. propiciam a adoção de valores éticos pelos órgãos do Estado.
Meios de comunicação de massas e a Manipulação A revolução tecnológica e informática generalizou, à escala planetária, o acesso das populações a meios de comunicação que, há muito tempo ainda, estavam reservados a uma pequena parcela da humanidade. Ainda que, mesmo agora, uma significativa quantidade de seres humanos se encontrem excluídos do sistema global da circulação da informação, a verdade é que, cada dia que passa, mais e mais grupos de indivíduos se integram nessa imensa rede de comunicação e no respectivo caudal de informação que ela veicula, mas também produz. Disponível em: http://www.geomundo.com.br/geografia-30197.htm De acordo com esse texto, os meios de comunicação em massa estão Ligados aos processo de estratificação social Relacionados às novas tecnologias Separados da recente indústria cultural Voltados para a educação formal dos indivíduos Voltados para o bloqueio total de informações.
Leia o texto a seguir. Com vestidos de noivas e ternos, três casais gays [...] se apresentaram nesta quarta-feira no cartório de registro civil de Montevidéu para uma simulação de casamento, no lançamento de uma campanha em favor do casamento homossexual. (Folha de São Paulo, 19 maio 2010, Caderno Mundo. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/fsp&gt;. Acesso em: 19 maio 2010.) Com base no texto e nos conhecimentos sobre os novos movimentos sociais, considere as afirmativas a seguir. I. Desde a segunda metade do século XX, o Ocidente vivencia a explosão de variados movimentos sociais cujo eixo são as políticas identitárias. II. Movimentos sociais são expressão de demandas do cotidiano que se transformam em reivindicações coletivas para a ampliação dos direitos de cidadania. III. O que diferencia o movimento gay em relação ao antigo movimento operário é a negação da instância política enquanto elemento mediador da ação reivindicativa. IV. Dentre as condições para a existência de movimentos sociais está o respeito aos valores morais tradicionais, como a aceitação da união heterossexual e a negação da homossexual. Assinale a alternativa correta. Somente as afirmativas I e II são corretas. Somente as afirmativas I e IV são corretas. Somente as afirmativas III e IV são corretas. Somente as afirmativas I, II e III são corretas. Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.
As mulheres quebradeiras de coco-babaçu dos Estados do Maranhão, Piauí, Pará e Tocantins, na sua grande maioria, vivem numa situação de exclusão e subalternidade. O termo quebradeira de coco assume o caráter de identidade coletiva na medida em que as mulheres que sobrevivem dessa atividade e reconhecem sua posição e condição desvalorizada pela lógica da dominação, se organizam em movimentos de resistência e de luta pela conquista da terra, pela libertação dos babaçuais, pela autonomia do processo produtivo. Passam a atribuir significados ao seu trabalho e as suas experiências, tendo como principal referência sua condição preexistente de acesso e uso dos recursos naturais. ROCHA, M. R. T. A luta das mulheres quebradeiras de coco-babaçu, pela libertação do coco preso e pela posse da terra. In: Anais do VII Congresso Latino-Americano de Sociologia Rural. Quito, 2006 (adaptado). A organização do movimento das quebradeiras de coco de babaçu é resultante da constante violência nos babaçuais na confluência de terras maranhenses, piauienses, paraenses e tocanti- nenses, região com elevado índice de homicídios. falta de identidade coletiva das trabalhadoras, migrantes das cidades e com pouco vínculo histórico com as áreas rurais do interior do Tocantins, Pará, Maranhão e Piauí. escassez de água nas regiões de veredas, ambientes naturais dos babaçus, causada pela construção de açudes particulares, impedindo o amplo acesso público aos recursos hídricos. progressiva devastação das matas dos cocais, em função do avanço da sojicultura nos chapadões do Meio-Norte brasileiro. dificuldade imposta pelos fazendeiros e posseiros no acesso aos babaçuais localizados no interior de suas propriedades.
Leia o texto abaixo Uma grande parte dos rituais realizados pelos diversos grupos indígenas do Brasil pode ser classificada como ritos de passagem. Os ritos de passagem são as cerimônias que marcam a mudança de um indivíduo ou de um grupo de uma situação social para outra. Como exemplo, podemos citar aqueles relacionados à mudança das estações, aos ritos de iniciação, aos ritos matrimoniais, aos funerais e outros, como a gestação e o nascimento. Disponível em: http://www.geomundo.com.br/geografia-30197.htm De acordo com esse texto, os ritos de passagem Acabam com a coesão social dos indivíduos Destroem a identidade cultural da coletividade Evidenciam a falta de integração dos indivíduos Favorecem o pertencimento do indivíduo no grupo Impedem o reconhecimento social do indivíduo.
(Ufu 2012) A estética nas diferentes sociedades vem geralmente acompanhada de marcas corporais que individualizam seus sujeitos e sua coletividade. Discos labiais, piercings, tatuagens, mutilações, pinturas, vestimentas, penteados e cortes de cabelo são algumas marcas reconhecíveis de um inventário possível das técnicas corporais em toda sua riqueza e diversidade. Embora universal, as formas das quais se valem os grupos e indivíduos para se marcarem corporalmente são vistas, às vezes, como estranhas a indivíduos que pertencem a outros grupos. Essa atitude de estranhamento em relação ao diferente é considerada conceitualmente como preconceito: reconhece no valor das raças o que é correto ou não na estética corporal. relativização: o outro é entendido nos seus próprios termos. etnocentrismo: só reconhece valor nos seus próprios elementos culturais. etnocídio: afasta o diferente e procura transformá-lo num igual. segregação racial: o ato de miscigenação de raças, buscando uma maior coesão.
Nossa cultura lipofóbica muito contribui para a distorção da imagem corporal, gerando gordos que se veem magros e magros que se veem gordos, numa quase unanimidade de que todos se sentem ou se veem “distorcidos”. Engordamos quando somos gulosos. É pecado da gula que controla a relação do homem com a balança. Todo obeso declarou, um dia, guerra à balança. Para emagrecer é preciso fazer as pazes com a dita cuja, visando adequar-se às necessidades para as quais ela aponta. FREIRE, D. S. Obesidade não pode ser pré-requisito. Disponível em: http//gnt.globo.com. Acesso em: 3 abr. 2012 (adaptado). O texto apresenta um discurso de disciplinarização dos corpos, que tem como consequência a ampliação dos tratamentos médicos alternativos, reduzindo os gastos com remédios. a democratização do padrão de beleza, tornando-o acessível pelo esforço individual. o controle do consumo, impulsionando uma crise econômica na indústria de alimentos. a culpabilização individual, associando obesidade à fraqueza de caráter. o aumento da longevidade, resultando no crescimento populacional.
Report abuse Terms of use
HOME
CREATE TEST
COMMENTS
STADISTICS
RECORDS
Author's Tests