option
Questions
ayuda
daypo
search.php
ERASED TEST, YOU MAY BE INTERESTED ON ######7
COMMENTS STATISTICS RECORDS
TAKE THE TEST
Title of test:
######7

Description:
cap7 e 8 gp pra tira o 10

Author:
AVATAR
rafa
Other tests from this author

Creation Date: 23/06/2024

Category: Others

Number of questions: 58
Share the Test:
New CommentNuevo Comentario
No comments about this test.
Content:
###É a redução do valor dos bens móveis pelo desgaste ou perda de utilidade por uso, ação da natureza ou obsolescência ao longo de sua vida. .
##É o período no qual a entidade espera utilizar o ativo, ou o número de unidades de produção ou de unidades semelhantes que a entidade espera obter pela utilização do ativo; Valor residual Vida útil econômica Vida normal Valor depreciável .
###É o valor estimado que a entidade obteria com a alienação do ativo, caso este já tivesse a idade, a condição esperada e o tempo de uso esperados para o fim de sua vida útil; Vida útil econômica Valor residual Vida normal N.D.A.
##É o custo de um ativo, ou outra base que substitua o custo, menos o seu valor re- sidual; Valor da compra Valor bruto contábil Valor depreciável Valor líquido contábil .
##É o valor do bem registrado na contabilidade, em uma determinada data, sem as deduções da respectiva depreciação acumulada e redução a valor recuperável acumulada; Valor bruto Valor líquido contábil N.D.A Valor bruto contábil .
##É o valor do bem registrado na contabilidade, em uma determinada data, deduzi- dos, respectivamente, a depreciação acumulada e a redução a valor recuperável acumulada; N.D.A Valor bruto contábil Valor líquido contábil alor de Mercado ou Valor Justo.
###É o valor pelo qual um ativo pode ser intercambiado ou um passivo pode ser li- quidado entre partes interessadas que atuam em condições independentes e isentas ou conhe- cedoras do mercado; O custo de aquisição do ativo. O valor depreciável do ativo. O valor residual do ativo. Valor de Mercado ou Valor Justo .
O que é "reavaliação" de um bem? A determinação do valor de alienação do bem. A adoção do valor de mercado ou consenso entre as partes para bens do ativo. A revisão do valor depreciável do bem. A dedução da depreciação acumulada.
É a perda de benefícios econômicos futuros ou potencial de serviços de ativo su- perior ao reconhecimento sistemático da redução do valor devido à depreciação; Reavaliação Valor de mercado Redução a Valor Recuperável. N.D.A.
##É o acúmulo de Reduções a Valor Recuperável, por conta contábil e por item, ao longo da vida útil do bem na OM; Redução a Valor Recuperável. Redução a Valor Recuperável Acumulada N.D.A Depreciação Acumulada.
É o acúmulo de depreciações, por conta contábil e por item, ao longo da vida útil do bem na OM; Depreciação ajustavel N.D.A Depreciação Acumulada Desmembramento .
É a comissão permanente destinada a avaliar e atribuir o Valor de Mercado ou Va- lor Justo aos bens, cujo valor seja desconhecido ou desatualizado. Essa comissão deve ser composta, no mínimo, por três membros, designada mediante Ordem de Serviço do Ordena- dor de Despesa (OD) e presidida pelo membro “mais antigo” Comissão de Avaliação de Bens Comissão De Laudo N.D.A Comissão Economica.
É o ato de separar/individualizar bens móveis que por suas características funcio- nam de forma autônoma/independente. .
É o documento que formaliza a avaliação/parecer da Comissão de Avaliação de Bens. Em face da dinâmica da depreciação, os efeitos do laudo têm validade de três meses. Após esse prazo, um novo laudo deverá ser confeccionado. .
Qual o princípio contábil que exige o registro mensal da despesa de depreciação dos bens móveis? Princípio da prudência. Princípio da continuidade. Princípio da competência. Princípio da entidade.
Por que a reparação e a manutenção de um bem não eliminam a necessidade de depreciá-lo? Porque a depreciação se baseia no valor residual do bem. Porque a depreciação é uma exigência legal. Porque a depreciação reconhece a perda de valor devido ao uso, obsolescência e ação da natureza. Porque a depreciação é calculada sobre o valor de mercado do bem.
Quando a depreciação de um bem deve ser iniciada? No primeiro dia do mês em que o bem foi adquirido. No primeiro dia do mês seguinte à data da colocação do bem em utilização. No último dia do mês em que o bem foi adquirido. No primeiro dia do ano fiscal seguinte à aquisição do bem.
Para realizar a depreciação de um bem, é necessário que: O bem tenha passado por reavaliação. O valor do bem reflita um valor de mercado/valor justo confiável. O bem esteja totalmente depreciado. O valor residual do bem seja zero.
Em quais circunstâncias podem ser utilizados parâmetros diferenciados de vida útil e valor residual para bens? Quando os bens são adquiridos fora do país. Quando os bens possuem características peculiares e necessitam de critérios específicos. Quando os bens são usados por mais de cinco anos. Quando os bens estão totalmente depreciados.
##Qual a base de cálculo da depreciação mensal? O custo original do bem O valor depreciável dividido pelo número de meses de vida útil do bem. O valor de mercado do bem. O valor residual do bem.
*Baixa da Depreciação Acumulada### ## No caso de movimentação de bens, como por exemplo, doação, transferência para outra OM, baixa ou desmembramento, deve-se proceder primeiro a baixa da depreciação acumulada (com base no DDM), no SIAFI-Web, por meio de NS/DH, para evidenciação do valor líquido contábil. v f.
Qual a rotina mensal que as OMC devem seguir após o fechamento do SISBENS para registrar informações no SIAFI? Consultar o mercado e ajustar os valores de bens. Extrair o Demonstrativo de Depreciação de Material por Centro de Custo (DDM) e registrar as informações no SIAFI até a data de fechamento contábil de UG. Solicitar a reavaliação de todos os bens móveis. Atualizar manualmente os valores de mercado dos bens.
Qual documento deve ser anexado à Prestação de Contas da Gestoria Patrimonial após o registro no SIAFI? Laudo de Avaliação de Bens. Declaração de Transferência de Responsabilidade. Demonstrativo de Depreciação de Material (DDM) por Centro de Custo e cópia das NS/DH de registro no SIAFI. Inventário Físico Anual.
##Qual é o objetivo principal do processo de avaliação de bens móveis? Permitir a rápida venda dos bens. atribuição de um valor monetário atualizado aos bens cadastrados no patrimônio das OM Registrar os bens no CADBEM sem atribuir valor. Evitar o registro de depreciação no SISBENS.
Qual procedimento devem seguir as OM que possuem bens cadastrados no antigo SISMAT para iniciar o registro de depreciação no SISBENS? Iniciar um novo inventário físico dos bens. Solicitar autorização ao ODT antes de qualquer avaliação. Avaliar e atualizar ou mensurar os valores dos bens cadastrados. Registrar imediatamente a depreciação sem avaliação prévia.
Quem é responsável pela realização do processo de avaliação de bens nas OM? A equipe de manutenção. A Comissão de Avaliação de Bens. O Órgão de Direção Técnica (ODT). A Seção de Recursos Humanos.
Qual critério pode ser utilizado pela OM para atribuir o “novo valor” aos bens no processo de avaliação? Estimativa aproximada baseada no uso. Arbitragem interna sem necessidade de fontes externas. Laudo Técnico, sítio especializado na internet, Órgão de Direção Técnica (ODT), ou outros critérios justificados. Consulta direta ao inventário anterior.
##É um ativo não monetário, sem substância física, identificável, controlado pela UG e gerador de benefícios econômicos futuros ou serviços potenciais, como softwares, licenças, patentes, dentre outros, conforme procedimentos contidos no Manual de Contabilidade Públi- ca Aplicada ao Setor Público (MCASP), publicado pela STN.
**Reconhecimento do ativo intangível ** ##A substância física não é a característica fundamental de um ativo. Assim, os in- tangíveis não deixam de ser ativos simplesmente porque não possuem esta característica V F.
Como um ativo intangível deve ser mensurado inicialmente? Ao valor de mercado. Ao custo de aquisição. Ao valor depreciado. Ao valor estimado pelo usuário.
##É a redução do valor aplicado na aquisição de direitos de propriedade e quaisquer ou- tros, inclusive ativos intangíveis, com existência ou exercício de duração limitada, ou cujo objeto sejam bens de utilização por prazo legal ou contratualmente limitado. .
Quando deve iniciar a amortização de um ativo intangível com vida útil definida? No momento da aquisição do ativo. No final do exercício financeiro da aquisição. A partir do momento em que o ativo estiver disponível para uso Após o término da vida útil do ativo.
## VOU F:Os bens com vida útil indefinida não sofrem o registro de amortização. Assim, o desenvolvimento de um software em que não seja possível definir com exatidão o tempo da geração de serviços para o órgão, de acordo com as orientações do MCASP, não sofre o regis- tro de amortização; V F.
Qual método de amortização será adotado para ativos intangíveis na MB? Método das quotas decrescentes. Método das quotas constantes. Método do valor justo. Método de depreciação acelerada.
O que define um ativo intangível com vida útil definida? A impossibilidade de definir o período de geração de serviços para a UG. O custo do ativo. A capacidade de mensurar o período de geração de fluxos de caixa líquidos positivos ou serviços potenciais. A presença de substância física no ativo.
##é uma ferramenta desenvolvida pela DFM que visa facilitar as atividades inerentes à Gestoria Patrimonial das OM, permitindo o registro e o controle dos bens das OMCN, OMCI, OMCE e OMPS.
##É um sistema desenvolvido com interface Web, disponível para os Navios e OM de Ter- ra, composto pelos módulos ADMINISTRAÇÃO, SISTOQUE, CADBEM e BENS INTANGÍVEIS.
Quem é responsável por cadastrar e acompanhar os usuários no SISBENS-Web? Qualquer militar designado pela OM. O Administrador do SISBENS (ADMIN). O chefe da Seção de Recursos Humanos. O próprio usuário ao criar uma conta.
##É o módulo visa ao controle de acesso ao SISBENS, por meio de cadastro de usuá- rios, atribuição de perfis de acesso, passagem de função (exceto de Encarregado de Incum- bência e Encarregado de CECO), entre outros. .
##VOU F :O responsável pela execução das tarefas atraladas a este módulo é o Administrador do sistema, designado por Ordem de Serviço. V F.
##Marque quais são as atribuições do administrador do modulo do sisbens: cadastrar os usuários do sistema e atribuir os respectivos perfis (exceto Encarre- gado de Incumbências e Encarregado de CECO); ativar e inativar usuários do sistema; cadastrar Agentes Responsáveis e Subordinados proceder à passagem de função do Ordenador de Despesas, Agente Fiscal, Gesto- res, Agentes Subordinados, Ajudantes dos Agentes Subordinados e Administrador do Siste- ma. .
###é o Modulo que visa ao registro e controle da movimentação do estoque para consumo das OMCN, OMCI, OMCE e OMPS, estoque para fabricação e estoque de ma- nufaturados das OMPS; .
##Módulo SISTOQUE do SISBENS tem como propósito atender às necessidades de gerência e controle dos bens de estoque, bem como implementar uma nova estrutura sistêmica, que permita: o conhecimento dos itens existentes em estoque; a identificação da localização do estoque para consumo nas OMPS e OMC a padronização dos itens de consumo; a incorporação de itens por NBE, NEB ou número de controle provisório atribuído pela DFM; a coleta de informações sobre as quantidades de itens e respectivos valores utilizados por CECO, possibilitando a elaboração de subsídios para recompletamento de estoque; estabelecer o controle do nível de consumo mínimo, a fim de permitir a aquisição do material em tempo hábil; a identificação da localização do estoque de material para fabricação.
###É O módulo visa ao registro e ao controle das movimenta- ções de material permanente e de uso duradouro das OMCN, OMCI, OMCON, OMPS e OMCE. .
###Qual das opções abaixo são funções do módulo CADBEM? controle das responsabilidades pela gestão, uso, guarda e conservação dos bens móveis e de consumo de uso duradouro da MB; identificação dos materiais incorporados nas incumbências, que compõem o acervo patrimonial das OM; demonstrar os atos de movimentação de bens móveis, de forma a consolidá- los com o restante da MB registro da informação de custo registro da depreciação mensal, redução a valor recuperável e reavaliação registro do valor bruto e valor líquido;.
O que o módulo SISTOQUE e CADBEM têm em comum em termos de funcionalidades? Ambos registram a depreciação dos bens. Ambos produzem demonstrativos patrimoniais. Ambos controlam o acesso dos usuários ao sistema. Ambos gerenciam contratos de serviço.
Qual módulo do SISBENS é responsável pela produção de demonstrativos patrimoniais requeridos pelo controle interno e externo? Módulo Administração. Módulo SISTOQUE. Módulo CADBEM. Módulo Intangíveis.
###É o modulo que visa ao registro e ao controle das movimentações dos bens intangíveis das OMCN, OMCI, OMPS, OMCON e OMCE; .
Módulo INTANGÍVEIS do SISBENS permitirá a automação dos procedimentos definidos nestas Normas e demais orientações técnicas sobre esse tipo de bem, auxiliando assim o cumprimento das se- guintes funções: identificação dos intangíveis que compõem o acervo patrimonial das OM; demonstrar os atos de movimentação de bens intangíveis de forma a conso- lidá-los com o restante da MB; registro da informação de custo; registro da amortização mensal; registro das baixas relativas aos bens intangíveis;.
##Em que horário o fechamento do SISBENS é realizado mensalmente? No último dia do mês, às 18h00. No último dia do mês, às 23h50. No primeiro dia útil do mês, às 12h00. No último dia do mês, às 12h00.
##Fechamento do SISBENS * No momento do fechamento, caso exista NMB na situação de CADASTRADA, ou seja, ainda não APROVADA pelo Gestor Patrimonial ou Gestor de Material para Fabricação, a mesma será CANCELADA; v f.
#Quando o SISBENS fica indisponível no dia do fechamento? A partir das 12h. A partir das 23h50. A partir das 18h. A partir das 17h.
##Após o fechamento do SISBENS, quando o sistema volta a ficar disponível? No próximo dia útil, após às 18h. No próximo dia útil, às 08h. No próximo dia útil, após às 14h. No próximo dia útil, após às 12h.
###Quais documentos o Gestor deve extrair a partir do primeiro dia útil de cada mês para prestação de contas? Apenas o Termo do inventário de bens de estoque. Termo do inventário de bens de estoque e o Termo do inventário dos bens móveis. Termo do inventário de bens de estoque, RMM, DMMCC e DMB do SISTOQUE; Termo do inventário dos bens móveis, DMB e DDM do CADBEM; e demonstrativos do módulo INTANGÍVEL. Termo do inventário dos bens móveis e DMMCC do SISTOQUE.
##tem o propósito de aperfeiçoar o atendimento às OM, na ocorrência de falhas operaci- onais, registros patrimoniais atípicos, paralisação da gestoria por qualquer fato gerador, bem como as dúvidas sobre a sua operacionalização, consubstanciadas no Manual do Usuário do SISBENS e no Guia Prático do Usuário, o Gestor Patrimonial ou Gestor de Material para Fabricação poderá formalizar suas dúvidas e discrepâncias à DFM.
Qual é o primeiro passo que as OM devem tomar ao encontrar falhas operacionais no SISBENS? Encaminhar uma NDS à DFM. Enviar um e-mail de Suporte ao Usuário disponibilizado pela DFM. Analisar a situação com o Gestor Patrimonial. Solicitar uma reunião com a DFM.
### as NDS deverá ser encaminhada à DFM, sem ofício, devidamente assinada pelo Gestor, Agente Fiscal e Ordenador de Despesas? V F.
##Como a NDS deve ser encaminhada à DFM? Apenas de forma física (via postal) Apenas por Comunicação Eletrônica (CE). De forma física (via postal) ou por Comunicação Eletrônica (CE), mas sempre restituída fisicamente. De forma física e por Comunicação Eletrônica simultaneamente.
Report abuse