We use cookies to personalize your experience. If you continue browsing you will be accepting its use. More information.
option

Celula - ANAC - Lugui

INFO STADISTICS RECORDS
TAKE THE TEST
Title of test:
Celula - ANAC - Lugui

Description:
Questoes Celula MMA

Author:
Lugui
(Other tests from this author)

Creation Date:
01/12/2019

Category:
Others
Share the Test:
Facebook
Twitter
Whatsapp
TAKE THE TEST
Last comments
No comments about this test.
Content:
A APLICAÇÃO DA REGRA DA MÃO ESQUERDA PARA GERADORES, O DEDO POLEGAR APONTARÁ NA DIREÇÃO DO FLUXO DE CORRENTE. DO MOVIMENTO DO CONDUTOR ATRAVÉS DO CAMPO. DAS LINHAS DE FORÇA MAGNÉTICA. DA FORÇA ELETROMOTRIZ INDUZIDA.
AS ASAS ENFLECHADAS AJUDAM NA ESTABILIDADE LATERAL DIRECIONAL TRANSVERSAL. LONGITUDINAL.
OS COSSINETES SÃO CLASSIFICADOS EM LONGOS E CURTOS ESPESSOS E FINOS. CÔNICOS E PARALELOS. COMUNS E AJUSTÁVEIS.
DENTRE AS FERRAMENTAS ABAIXO, AQUELA QUE É USADA PARA CORTAR ARAME DE FRENO É O ALICATE DE PONTA FINA ALICATE DE BICO CHATO. ALICATE DE BICO REDONDO. ALICATE DE CORTE DIAGONAL.
DENTRE AS CHAVES ABAIXO, AQUELA QUE É UTILIZADA COMO UMA CHAVE DE BOCA É A SOQUETE PHILLIPS AJUSTÁVEL REED E PRINCE.
A TENSÃO DO CABO DE COMANDO DEVE SER AJUSTADA EM FUNÇÃO DOS FATORES PESO E DIÂMETRO DO CABO. PESO DO CABO E TIPO DE AERONAVE ESFORÇO DO CABO E VARIAÇÃO DA TEMPERATURA. DIÂMETRO DO CABO E VARIAÇÃO DA TEMPERATURA.
AS PARTES MÓVEIS DE UM MICRÔMETRO SÃO ARCO E BAINHA. TAMBOR E HASTE. VERNIER E ENCOSTO. CURSOR E IMPULSOR.
EM UMA AERONAVE DE PEQUENO PORTE, QUANDO UM AILERON MOVE-SE PARA AUMENTAR A SUSTENTAÇÃO NAQUELA ASA, O AILERON DA OUTRA ASA MOVE-SE PARA CIMA, REDUZINDO A SUSTENTAÇÃO. BAIXO, REDUZINDO A SUSTENTAÇÃO. CIMA, AUMENTANDO A SUSTENTAÇÃO. BAIXO, AUMENTANDO A SUSTENTAÇÃO.
NO TESTE DE TENSÃO DE UM TECIDO NÃO DOPADO A DETERIORAÇÃO MÁXIMA PERMISSÍVEL PARA QUE O TECIDO SEJA CONSIDERÁVEL AERONAVEGÁVEL É DE 10% 15% 30% 50%.
NA LIMPEZA DE SUPERFÍCIES EXTERNAS DE PLÁSTICO TRANSPARENTE, DEVE-SE USAR QUEROSENE E SECAR COM ESPONJA LIMPA. SKYDROL E SECAR COM TECIDO MACIO E LIMPO. ÁGUA E SABÃO NEUTRO E SECAR COM CAMURÇA LIMPA. ÁGUA DESMINERALIZADA E SABÃO NEUTRO E SECAR COM PANO GROSSO PARA DAR POLIMENTO.
AS LIGAS DE COBRE CONTENDO ESTANHO CONSTITUEM O BRONZE. TITÂNIO. MAGNÉSIO. AÇO-CARBONO.
O MÉTODO MAIS SIMPLES PARA INSPECIONAR ESTRUTURAS DE COLMÉIA METÁLICA COLADA, QUANTO A DELAMINAÇÃO, É O(A) ULTRA-SOM DESMAGNETIZAÇÃO. TESTE DE TENSÃO. TESTE DO SOM METÁLICO.
OS FLUIDOS HIDÁULICOS DE BASE MINERAL APRESENTAM A COLORAÇÃO AZUL. VERDE. AMARELA VERMELHA.
O DISPOSITIVO DO SISTEMA HIDRÁULICO, QUE TEM A FINALIDADE DE PERMITIR A BOMBA GIRAR SEM RESISTÊNCIA, NOS MOMENTOS EM QUE A PRESSÃO NO SISTEMA ESTÁ NA FAIXA NORMAL DE OPERAÇÃO, DENOMINA-SE CILINDRO ATUADOR MEDIDOR DE PRESSÃO. REGULADOR DE PRESSÃO. VÁLVULA UNIDIRECIONAL.
NO SISTEMA DE PRESSURIZAÇÃO, A VÁLVULA QUE IMPEDE QUE A PRESSÃO DA CABINE ULTRAPASSE UMA PRESSÃO DIFERENCIAL PRÉ-DETERMINADA, ACIMA DA PRESSÃO AMBIENTE, É DENOMINADA VÁLVULA SOLENÓIDE. DE CONTROLE DE TEMPERATURA. DE ALÍVIO DE PRESSÃO NEGATIVA. DE ALÍVIO DE PRESSÃO POSITIVA.
AS RODAS DE AERONAVES USADAS, ESPECIALMENTE, PARA PNEUS DE ALTA PRESSÃO SÃO DO TIPO BIPARTIDAS, DE BASE RETA. FLANGE REMOVÍVEL, DE BASE RETA BIPARTIDAS, COM DEPRESSÃO CENTRAL. FLANGE FIXO, COM DEPRESSÃO CENTRAL.
NO SISTEMA DE RESFRIAMENTO DO TIPO CICLO DE AR, A QUANTIDADE DE AR A SER RESFRIADO NO TROCADOR PRIMÁRIO É CONTROLADA PELO(A VÁLVULA DE CORTE VÁLVULA DE DESVIO TROCADOR SECUNDÁRIO COMPRESSOR CENTRÍFUGO.
A VÁLVULA UNIDIRECIONAL QUE, MESMO ESTANDO FECHADO, PERMITE ALGUM FLUXO REVERSO RESTRITO DE FLUXO, ATRAVÉS DE UMA ABERTURA NA SEDE DA VÁLVULA, É A DO TIPO GATILHO. PALHETA. ORIFÍCIO. EM LINHA.
NO SISTEMA DE PRESSURIZAÇÃO, O DISPOSITIVO QUE CONTROLA A PRESSÃO DA CABINE E A MANTÉM A UMA ALTITUDE DE PRESSÃO CONSTANTE, DURANTE O VOO EM VÁRIOS NÍVEIS, DENOMINA-SE TROCADOR DE CALOR. VÁLVULA DE DERIVAÇÃO REGULADOR DE PRESSÃO. VÁLVULA DE PRESSURIZAÇÃO.
OS SELOS DE BORRACHA NATURAL SÃO USADOS EM SISTEMA QUE UTILIZAM FLUIDO HIDRÁULICO À BASE DE MINERAL SKYDROL. VEGETAL ÉSTER FOSFATO.
EM UM SISTEMA QUE UTILIZA O FLUIDO HIDRÁULICO À BASE DE ÉSTER FOSFATO, O DIAFRAGMA DO ACUMULADOR É FEITO DE COBRE. ESFERA DE AÇO. BORRACHA NATURAL. BORRACHA SINTÉTICA.
NO SISTEMA DE CONTROLE DE FREIO DE FORÇA, A VÁLVULA QUE TEM A FINALIDADE DE ISOLAR O SISTEMA DE FREIO DE EMERGÊNCIA, DO SISTEMA DE FREIO NORMAL, DENOMINA-SE DE RETENÇÃO. LANÇADEIRA UNIDIRECIONAL. DE CONTROLE DE FREIO.
CASO OCORRA PRESSÃO EXCESSIVA NO SISTEMA, A VÁLVULA QUE PERMITE O RETORNO DO FLUIDO PARA O RESERVATÓRIO, DENOMINA-SE ALÍVIO. SELETORA. RESTRITORA. UNIDIRECIONAL.
A FERRAMENTA USADA PARA ABRIR ROSCAS INTERNAS É CHAMADA DE MACHO. PUNÇÃO. COSSINETE ESCAREADOR.
AS PLACAS POSITIVAS DAS BATERIAS DE NÍQUEL-CÁDMIO SÃO FEITAS DE UMA CHAPA POROSA, SOBRE A QUAL É DEPOSITADO SULFATO DE CHUMBO PERÓXIDO DE CHUMBO HIDRÓXIDO DE NÍQUEL HIDRÓXIDO DE CÁDMIO.
SEGUNDO O PADRÃO INTERNACIONAL DE CLASSIFICAÇÃO DE INCÊNDIOS, OS COMBUSTÍVEIS INFLAMÁVEIS RECEBEM A LETRA A B C D.
O TRATAMENTO TÉRMICO DO AÇO ONDE SE VISA AUMENTAR A PORCENTAGEM DE CARBONO COM ELEMENTOS SÓLIDO, LÍQUIDO E GASOSO, DENOMINA-SE TÊMPERO ANODIZAÇÃO CEMENTAÇÃO. RECOZIMENTO.
O TRATAMENTO TÉRMICO QUE REDUZ A FRAGILIDADE CONFERIDA PELA TÊMPERA E A DUREZA DO AÇO, DA MESMA FORMA QUE INTRODUZ CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E DEFINIDAS,DENOMINA-SE NITRETAÇÃO REVENIMENTO RECOZIMENTO CARBONETAÇÃO.
O FLUIDO HIDRÁULICO À BASE VEGETAL POSSUI GERALMENTE A COLORAÇÃO AZUL AMARELA VERMELHA PÚRPURA-CLARO.
APÓS O CURSO DE COMPRESSÃO DE UM AMORTECEDOR ÓLEO-PNEUMÁTICO, A DISTENSÃO OCORRERÁ ATRAVÉS DO(A) AÇÃO DA MOLA BRAÇO DE TORQUE AR COMPRIMIDO NA CÂMARA SUPERIOR FLUIDO HIDRÁULICO NA CÂMARA SUPERIOR.
O COMPONENTE DO SISTEMA DE PRESSURIZAÇÃO, O QUAL EVITA QUE A ALTITUDE DA CABINE SEJA MAIOR QUE A ALTITUDE DO AVIÃO É O(A) VÁLVULA REGULADORA DE PRESSÃO CONTROLE DE RAZÃO DE DESCIDA DA CABINE VÁLVULA DE ALÍVIO DE PRESSÃO NEGATIVA VÁLVULA DE ALÍVIO DE PRESSÃO POSITIVA.
EM UMA REBITAGEM UTILIZOU-SE UMA BARRA ENCONTRADORA, PODE-SE AFIRMAR QUE O REBITE USADO É DO TIPO CEGO SÓLIDO PULL-THRU AUTO-CRAVAÇÃO.
PODE-SE AFIRMAR QUE A TENSÃO AUTO-INDUZIDA É DIRETAMENTE PROPORCIONAL AO(À) FLUXO TEMPO. REATÂNCIA. INDUTÂNCIA.
DENTRE AS FERRAMENTAS ABAIXO, AQUELA QUE É UTILIZADA EM TRABALHO DE AÇÃO RÁPIDA É O(A) ALICATE GASISTA ALICATE UNIVERSAL CHAVE DE FENDA EM "Z" CHAVE DE FENDA DE CATRACA.
A CAIXA DE ACIONAMENTO DO ROTOR DE CAUDA TEM A FINALIDADE DE LUBRIFICAR AS HASTES DE COMANDO DO ROTOR DE CAUDA ELIMINAR A TRANSMISSÃO DAS VIBRAÇÕES PARA O ROTOR DE CAUDA. EQUALIZAR A RPM DO ROTOR PRINCIPAL COM A DO ROTOR DE CAUDA. MODIFICAR A DIREÇÃO DE ACIONAMENTO DO EIXO QUE VEM DA TRANSMISSÃO PRINCIPAL.
O MOVIMENTO EM TORNO DO EIXO VERTICAL DE UM HELICÓPTERO DENOMINA-SE ARFAGEM CABRADA GUINADA ROLAMENTO.
A UNIDADE SENSÍVEL DE UM INDICADOR DE RAZÃO DE SUBIDA, DENOMINA-SE DIAFRAGMA GIROSCÓPIO TUBO DE BOURDON TUBO DE VENTURI.
OS VAZAMENTOS DE AR EM PNEUS SEM CÂMARA, ATRAVÉS DA SUPERFÍCIE DE JUNÇÃO DAS DUAS METADES DE UMA RODA BIPARTIDA, SÃO EVITADOS POR MEIO DE UM(A) ANEL DE VEDAÇÃO. BUCHA HELICOIDAL ROLAMENTO CÔNICO VÁLVULA DE ALÍVIO TÉRMICO.
EM UM SISTEMA PNEUMÁTICO ACIONADO PELO COMPRESSOR DO MOTOR DA AERONAVE, O SOLENÓIDE DA VÁLVULA DE ALIJAMENTO DA CONDENSAÇÃO É ENERGIZADO E DESENERGIZADO POR UM MOTOR HIDRÁULICO REGULADOR DE FLUXO INDICADOR DE PRESSÃO INTERRUPTOR DE PRESSÃO.
A VÁLVULA DO SISTEMA HIDRÁULICO, QUE TEM A FINALIDADE DE EVITAR QUE A PRESSÃO DA BOMBA MANUAL SEJA DIRECIONADA PARA O ACUMULADOR, É A DRENO DE ALÍVIO. UNIDIRECIONAL TERMOSTÁTICA.
O SISTEMA DE FREIO MAIS USADO EM AERONAVES DE GRANDE PORTE DENOMINA-SE INDEPENDENTE. CILINDRO ATUADOR. REFORÇO DE FORÇA CONTROLE DE FORÇA.
O INSTRUMENTO USADO PARA TESTAR CONTINUIDADE DE UM CIRCUITO ELÉTRICO DENOMINA-SE OHMÍMETRO VOLTÍMETRO. OSCILOSCÓPIO. POTENCIÔMETRO.
VÁLVULA QUE PERMITE AO COMBUSTÍVEL FLUIR AO REDOR DO ROTOR DE UMA BOMBA ACIONADA PELO MOTOR, SEMPRE QUE A MESMA ESTIVER INOPERANTE, É A DE CORTE. ALÍVIO DERIVAÇÃO ALIJAMENTO.
A CAIXA DE ACIONAMENTO DO ROTOR DE CAUDA TEM A FINALIDADE DE LUBRIFICAR AS HASTES DE COMANDO DO ROTOR DE CAUDA ELIMINAR A TRANSMISSÃO DAS VIBRAÇÕES PARA O ROTOR DE CAUDA EQUALIZAR A RPM DO ROTOR PRINCIPAL COM A DO ROTOR DE CAUDA MODIFICAR A DIREÇÃO DE ACIONAMENTO DO EIXO QUE VEM DA TRANSMISSÃO PRINCIPAL.
NOS AMORTECEDORES ÓLEO-PNEUMÁTICOS DO TREM DE POUSO, O REABASTECIMENTO COM FLUÍDO HIDRÁULICO É FEITO ATRAVÉS DO(A) VÁLVULA DE AR BRAÇO DE TORQUE VÁLVULA LANÇADEIRA. MONTANTE DE ARRASTO.
PARA IDENTIFICAÇÃO DE FIOS, ONDE A RESISTÊNCIA A FLUIDOS HIDRÁULICOS SINTÉTICOS OU SOLVENTES FOR NECESSÁRIA, USA-SE A LUVA DE NÁILON AMIANTO BORRACHA FIBRA DE VIDRO.
ANTES DE SE RECOLHER UMA AERONAVE AO HANGAR, É RECOMENTADO QUE OS TANQUES DE COMBUSTÍVEL SEJAM REABASTECIDOS, A FIM DE EVITAR O(A) EVAPORAÇÃO DE COMBUSTÍVEL AUMENTO DE PRESSÃO INTERNA. FORMAÇÃO DE VAPORES EXPLOSIVOS. EXPANSÃO TÉRMICA DE COMBUSTÍVEL.
EM UM ACUMULADOR DO TIPO DIAFRAGMA, AO SE AFROUXAR A VÁLVULA DE AR E FOR CONSTATADO A PRESENÇA DE ÓLEO, FICA EVIDENCIADO QUE EXISTE VÁLVULA COM VAZAMENTO DIAFRAGMA COM VAZAMENTO. ACUMULADOR EM CONDIÇÕES NORMAIS LIGAÇÃO DO ACUMULADOR AO SISTEMA INVERTIDA.
APÓS O CURSO DE COMPRESSÃO DE UM AMORTECEDOR ÓLEO-PNEUMÁTICO, A DISTENSÃO OCORRERÁ ATRAVÉS DO(A) AÇÃO DA MOLA BRAÇO DE TORQUE AR COMPRIMIDO NA CÂMARA SUPERIOR. FLUIDO HIDRÁULICO NA CÂMARA SUPERIOR.
O DOCUMENTO EMITIDO POR UMA AUTORIDADE DE AVIAÇÃO CIVIL DESTINADO A NOTIFICAR OS DONOS DE AERONAVES E OUTROS INTERESSADOS SOBRE CONDIÇÕES INSEGURAS EM UM PRODUTO AERONÁUTICO E ORIENTAR SOBRE AS MEDIDAS QUE DEVERÃO SER TOMADAS PARA QUE ESSES PRODUTOS POSSAM CONTINUAR SENDO OPERADOS É O (A) MANUAL DE REVISÃO BOLETIM DE SERVIÇO MANUAL DE MANUTENÇÃO. DIRETRIZ DE AERONAVEGABILIDADE.
DENTRE OS INSTRUMENTOS ABAIXO, AQUELES QUE FUNCIONAM SOMENTE COM A PRESSÃO ESTÁTICA DO SISTEMA PITOT-ESTÁTICO, DENOMINA-SE ALTÍMETRO CLIMB E VELOCÍMETRO VELOCÍMETRO E MAQUÍMETRO ALTÍMETRO E INDICADOR DE CURVA E DERRAPAGEM.
EM UM SISTEMA QUE UTILIZA O FLUIDO HIDRÁULICO À BASE DE ÉSTER FOSFATO, O DIAFRAGMA DO ACUMULADOR É FEITO DE COBRE ESFERA DE AÇO BORRACHA NATURAL BORRACHA SINTÉTICA.
A APLICAÇÃO DE TALCO, NA PARTE INTERNA DOS PNEUS EM TODA A PARTE EXTERNA DAS CÂMARAS DE AR, TEM COMO FINALIDADE EVITAR, NA MONTAGEM, A LUBRIFICAÇÃO DO TALÃO. EVITAR A FORMAÇÃO DE BOLHAS NA BANDA DE RODAGEM. AUXILIAR A PERFEITA COLAGEM DA CÂMARA DE AR COM A PARTE INTERNA DO PNEU AUXILIAR A CÂMARA DE AR A ASSUMIR A SUA FORMA NORMAL DENTRO DO PNEU, DURANTE A INFLAÇÃO.
AS RODAS DE AERONAVES USADAS, ESPECIALMENTE, PARA PNEUS DE ALTA PRESSÃO SÃO DO TIPO BIPARTIDAS, DE BASE RETA FLANGE REMOVÍVEL, DE BASE RETA. BIPARTIDAS, COM DEPRESSÃO CENTRAL. FLANGE FIXO, COM DEPRESSÃO CENTRAL.
Report abuse Terms of use
HOME
CREATE TEST
INFO
STADISTICS
RECORDS
Author's Tests