option
Questions
ayuda
daypo
search.php
ERASED TEST, YOU MAY BE INTERESTED ON Conhecimentos Específicos
COMMENTS STATISTICS RECORDS
TAKE THE TEST
Title of test:
Conhecimentos Específicos

Description:
Concurso do IFPB

Author:
AVATAR
edyyfoxmaster
Other tests from this author

Creation Date:
28/10/2013

Category: Competitive Exam

Number of questions: 87
Share the Test:
New CommentNuevo Comentario
No comments about this test.
Content:
Com relação ao tema "Adolescência" está incorreto o diz em: Parece que o conflito de gerações sempre existiu, ora apresentando-se de forma mais suave, pouco expressa, e outras vezes de forma clara, manifesta. Essas variações provavelmente devem- se às condições sociais da humanidade em cada época. A adolescência como categoria social é uma invenção da modernidade, como foi assinalado por Ariés (1981). Muito antes do século XX, a adolescência já vinha sendo estudada em seus múltiplos aspectos. Após a década de 20, surgiram vários estudos sobre aspectos biológicos da adolescência, que se tornaram cada vez mais importantes para a compreensão da puberdade – o aspecto biológico da adolescência.
Do ponto de vista psicológico, o primeiro estudo publicado sobre a adolescência aconteceu em 1904, por Stanley Hall após a década de 20, com diversos autores. nos Estados Unidos na década de 60. no Brasil, na década de 70, em São Paulo e no Rio de Janeiro.
A adolescência é uma crise vital, chamada de crise normativa, isto é, momento evolutivo assinalado por um processo normativo de organização das estruturas do indivíduo. (...) Assim, a crise da adolescência é expressiva do crescimento que nele se dá, crescimento marcado por desorganizações e consequentes reorganizações. Do ponto de vista das desorganizações podemos citar, EXCETO: desorganizações físicas desorganizações hormonais desorganizações psíquicas desorganizações emocionais desorganizações intelectuais.
No no versa sobre Adolescência, suas características e aspectos físicos e psicossociais, assinale a alternativa INCORRETA: Quando falamos de crise normativa, a crise da adolescência, considera-se também que a principal tarefa da adolescência é a conquista da identidade que, como afirma Osório (1989), é a consciência que o indivíduo tem de si mesmo como “ser no mundo”. A adolescência é uma crise vital, chamada de crise normativa, isto é, momento evolutivo assinalado por um processo normativo de organização das estruturas do indivíduo. Atualmente, não é aceitável dizer que a crise da adolescência designa um ponto conjuntural necessário ao desenvolvimento, tanto do indivíduo como das instituições. Uma das características da adolescência é a "Atitude vs Contestação", a necessidade de tentar mudar o mundo, devido a dificuldade de adaptação. Utilizando as crenças, filosofias, religiões (...).
São considerados os Níveis de maturação do adolescente: Puberdade, Adolescência propriamente dita e Adolescência tardia. Infancia, Pré-adolescência e Adolescência propriamente dita. Puberdade, Adolescência propriamente dita e Pré-adulto. Pré-adolescência, Adolescência propriamente dita e Adolecência tardia.
Assinale a alternativa incorreta. (...) Antropólogos como Margareth Mead (1970) e historiadores como Philippe Ariés (1981 e 1990) se detiveram em pesquisas dessa etapa de vida do ser humano, a adolescência, demonstrando que não existe um único tipo de adolescência no tempo e no espaço, mas que o conceito de adolescência varia por razões temporais, culturais, econômicas e sociais. Em nossa cultura ocidental, a adolescência é o período que se caracteriza pelo ajustamento sexual, social, ideológico, vocacional e de luta pela emancipação dos pais. E não somente uma fase terminal do crescimento biológico. A adolescência se caracteriza por ser uma fase dodesenvolvimento em que o indivíduo estabelece sua identidade adulta a partir de internalizações e identificações ocorridas na infância, principalmente na relação com seus pais, mas também levando em conta as influências da sociedade em que vive. Tanto a puberdade quanto a adolescência são processos decorrentes das transformações biológicas.
Diferente da adolescência, o conceito de puberdade está relacionado com transformações em nível fisiológico e é um fenômeno universal, que ocorre de forma semelhante na maioria dos seres humanos, independentemente de sua raça ou cultura. Certo Errado.
(Enfermeiro ESF - Prefeitura de Cosmorama/SP - CONRIO - 2013) Existem diversos fatores que interferem no comportamento do adolescente, levando-os às vezes a um comportamento autodestrutivo, na tentativa de provar algo a alguém ou a si mesmo. Entre esses comportamentos destacamos: Desejo de serem notados, cuidados nas ações e respeito aos pais. Incessante busca de novas experiências, efeitos hormonais, necessidade copiar modelos, influencia de fatores familiares e/ou grupo de amigos. Não obedecer a regras, normas, se sentir excluído ou desafiado. Os efeitos hormonais não deixam que raciocinem amplamente, pesando suas ações.
(Tecnologista em saúde pública - Fundação Oswaldo Cruz - 2010) Alguns autores têm buscado trabalhar com adolescentes em situações de rua, seja desenvolvendo práticas, seja desenvolvendo pesquisas que permitam compreender melhor essa população. Avalie as afirmativas a seguir e assinale a incorreta. as principais razões que levam os adolescentes para as ruas são a situação de extrema pobreza familiar e de violência intrafamiliar. muitas vezes, os meninos são incentivados a ir para as ruas, vistas como um espaço potencial de ganhos para a família e de lazer. a maioria dos adolescentes nas ruas já teve experiências de escolaridade, tendo abandonado a escola por problemas de repetência. as principais funções exercidas no bojo dos programas governamentais ou não-governamentais que atendem adolescentes em situações de rua são: fornecer alimentação e abrigo, oferecer oportunidade de educação, de lazer e de prestação de cuidados com a higiene e a saúde. apesar de reconhecer os benefícios decorrentes da participação nesses programas, a maioria dos adolescentes em situações de rua não se mostra capaz de estabelecer vínculos satisfatórios com os profissionais que trabalham com eles, o que poderia ser compreendido por uma falha no estabelecimento de vínculos precoces.
(Tecnologista em saúde pública - Fundação Oswaldo Cruz - 2010) Uma importante obra sobre o desenvolvimento na adolescência é o livro de Maurício Knobel e Arminda Aberastrury, intitulado Infância Normal e Patológica e publicado pela primeira vez na década de setenta. Nesse livro, os autores assinalam que o adolescente deve superar inúmeras crises psicossociais, entre eles os lutos da adolescência. Avalie as afirmativas a seguir e assinale a correta: a afirmativa de que os adolescentes devem fazer o luto pelos pais tem a ver com situações de perda real dos pais durante a adolescência. os lutos da adolescência seriam a perda do corpo da infância e da bissexualidade. na atualidade, os conceitos propostos por Knobel e Aberastrury foram superados. os lutos na adolescência seriam o luto pelos pais, pelo grupo de amigos da infância e pela identidade infantil. os lutos da adolescência implicam em diferentes etapas, entre elas a negação das mudanças, a ambivalência frente às perdas e ganhos, a agressividade e a interiorização.
Sobre planejamento reponda CERTO OU ERRADO. ( ) Os objetivos são ponto de partida para a sua constituição. ( ) Visa garantir o êxito de um projeto ( ) Em si, é o conjunto de tipos específicos de planejamentos. ( ) É uma ferramenta que diz respeito ao futuro da organização, não ao presente ou passado C, C, E, E C, E, E, C E, C, E, C E, C, C, E.
Analise as afirmações abaixo e as abribua valores de verdadeiro ou falso. 1 - A adolescência é uma fase singular. 2 - É quando simultaneamente estão acontecendo um conjunto de mudanças evolutivas significativas, em nível orgânico, cognitivo, afetivo e social, ou seja, tudo acontece ao mesmo tempo. 3 - É interessante ter isso em mente para compreender as profundas mudanças ocorridas na maneira de pensar e agir do adolescente. V, V, V E, E, E V, E, V V, E, E.
Quando se chega ao período operatório formal, que normalmente ocorre em torno dos 12, 13 anos, o adolescente é capaz de pensar não somente em termos concretos, mas de ter um pensamento hipotético-dedutivo, isto é, ele consegue formular mentalmente todo um conjunto de explicações e possibilidades partir de dados que possui, elaborando hipóteses e deduções. Assinale a alternativa INCORRETA. Outro aspecto interessante dessa etapa do desenvolvimento cognitivo é que a partir da chegada ao período operatório formal, o ser humano é capaz de pensar sobre o próprio pensamento e sobre o pensamento de outras pessoas, percebendo que diante a uma mesma situação diferentes pessoas podem ter diferentes pontos de vista. É essa estrutura de raciocínio que permite ao adolescente questionar- se e questionar o seu universo, seu contexto social e cultural. Por isso, que nesse período, também se observa no adolescente um baixo aumento da intelectualização, e um notável desinteresse para buscar soluções teóricas de problemas como o amor, a liberdade, educação, religião, sexo etc. O adolescente desenvolve a sua própria identidade, levando em conta que já tem as estruturas mentais que lhe permite pensar sobre a existência, ponderar sobre o certo e o errado, manifestar outros interesses e ideais diferentes daqueles que foram ensinados ao longo de sua infância e que defende segundo suas próprias ideias.
Sobre os conflitos e as crises na adolescência é errado dizer. Essa busca de alívio de tensão se manifesta em comportamentos de briga, hostilidade, contestações, de afrontas, de desafio a ordens, normas e conflitos com pessoas que representam autoridade. O adolescente deve atualizar a energia, vitalidade e coragem necessárias no processo de escolhas e conquista de seus objetivos. Assim, devido ao turbilhão de sentimentos vivenciados nessa etapa da vida, busca-se maneiras alternativas para aliviar as tensões provocadas por todas essas pressões. A adolescência é uma etapa de vida marcada por desorganizações físicas, hormonais, psíquicas e emocionais e, claro, as conseqüentes reorganizações. A adolescência não pode ser considerada como um momento de crise.
Sobre a educação sexual na escola é INCORRETO dizer: A escola deve informar e discutir os diferentes tabus, preconceitos, crenças e atitudes existentes na sociedade, buscando, se não uma isenção total, o que é impossível de se conseguir, uma condição de maior distanciamento pessoal por parte dos professores para empreender essa tarefa. O trabalho de orientação sexual realizado pela escola, concorre com a função da família, mas antes a complementa. A Orientação Sexual será circunscrita ao âmbito pedagógico e coletivo, não tendo portanto caráter de aconselhamento individual de tipo psicoterapêutico. Os alunos que demandem uma maior atenção e intervenção individuais devem ser atendidos separadamente do grupo pelo professor ou orientador na escola e, dentro desse âmbito, poderá ser discutido um possível encaminhamento para atendimento especializado.
Sobre a Orientação sexual nas escolas como tema transversal, está correto o diz em A postura do educador e da escola, e sua atuação educacional sobre esse tema deve se aproximar ao máximo da maneira como a questão é tradada no ambiente familiar. As famílias apresentavam resistência à abordagem dessas questões no âmbito escolar. O tema sexualidade, diferente da Orientação sexual, deve ser tratado exclusivamente pela família. O comportamento dos pais entre si, na relação com os filhos, no tipo de “cuidados” recomendados, nas expressões, gestos e proibições que estabelecem são carregados de determinados valores associados à sexualidade que a criança apreende. Dessa maneira, toda família realiza a educação sexual de suas crianças e jovens, mesmo aquelas que nunca falam abertamente sobre isso.
Dissociada de valores, o estudo da sexualidade reúne contribuições de diversas áreas, como Antropologia, História, Economia, Sociologia, Biologia, Medicina, Psicologia e outras mais. Errado Certo.
A proposta de Orientação Sexual considera a sexualidade nas suas dimensões biológica, psíquica e sociocultural. biológica, psíquica e econômica. biológica, social e intracultural. biológica, cultural e econômica.
A construção do que é pertencer a um ou outro sexo se dá pelo tratamento diferenciado para meninos e meninas, inclusive nas expressões diretamente ligadas à sexualidade e pelos padrões socialmente estabelecidos de feminino e masculino. Certo Errado.
Sobre a educação sexual na escola é INCORRETO dizer Não é necessário que o educador tenha qualquer formação específica para tratar de sexualidade com crianças e jovens na escola. A escola deverá informar os familiares dos alunos sobre a inclusão de conteúdos de Orientação Sexual na proposta curricular e explicitar os princípios norteadores da proposta. Caberá à escola trabalhar o respeito às diferenças, a partir da sua própria atitude de respeitar as diferenças expressas pelas famílias. A única exceção refere-se às situações em que haja violação dos direitos das crianças e dos jovens. Nessa situaçãoespecífica, cabe à escola posicionar-se a fim de garantir a integridade básica de seus alunos. O diálogo entre escola e família deverá se dar de todas as formas pertinentes a essa relação.
Assim, como indicam inúmeras experiências pedagógicas, a abordagem da sexualidade no âmbito da educação precisa ser Explícita, ampla, flexível e sistemática. Ampla, inflexível e sistemática. Explícita, flexível e Individual. Explícita, centralizada, flexível e padronizada. Sistemática, taxativa e coordenada.
A abordagem da sexualidade no âmbito da educação precisa ser explícita, ampla, flexível, e sistemática. Entende por explícita, para... que seja tratada de forma simples e direta; não reduzir sua complexidade; permitir o atendimento a conteúdos e situações diversas; possibilitar uma aprendizagem e um desenvolvimento crescentes.
A abordagem da sexualidade no âmbito da educação precisa ser explícita, ampla, flexível, e sistemática. Entende por ampla, para... não reduzir sua complexidade; que seja tratada de forma simples e direta; permitir o atendimento a conteúdos e situações diversas; possibilitar uma aprendizagem e um desenvolvimento crescentes.
A abordagem da sexualidade no âmbito da educação precisa ser explícita, ampla, flexível, e sistemática. Entende por flexível, para... não reduzir sua complexidade; que seja tratada de forma simples e direta; permitir o atendimento a conteúdos e situações diversas; possibilitar uma aprendizagem e um desenvolvimento crescentes.
A abordagem da sexualidade no âmbito da educação precisa ser explícita, ampla, flexível, e sistemática. Entende por sistemática, para... não reduzir sua complexidade; que seja tratada de forma simples e direta; permitir o atendimento a conteúdos e situações diversas; possibilitar uma aprendizagem e um desenvolvimento crescentes.
A Orientação sexual está integrada aos Parâmetros Curriculares Nacionais por meio da transversalidade. Sobre a educação sexual na escola, está INCORRETO o que diz em: significa que tanto a concepção quanto os objetivos e conteúdos propostos por Orientação Sexual encontram-se contemplados pelas diversas áreas do conhecimento. o posicionamento proposto pelo tema de Orientação Sexual, assim como acontece com todos os Temas Transversais, estará impregnando toda a prática educativa. Cada uma das áreas tratará da temática da sexualidade por meio da sua própria proposta de trabalho. o trabalho de Orientação Sexual implica o tratamento de questões que nem sempre estarão articuladas com as diversas áreas do currículo — seja porque se trata de questões singulares que necessitam, então, de um tratamento específico, seja porque permeiam o dia-a-dia na escola das mais diferentes formas, surgindo de maneira emergente e exigindo, do professor, flexibilidade, disponibilidade e abertura para trabalhar essas questões. O educador deve comunicar de imediato aos pais, qualquer manifestação de teor sexual praticada por aluno, apontando a eles a inadequação do comportamento às normas do convívio escolar.
Certas orientações didáticas (ou critérios) devem ser obervadas quando se trabalha com Orientação sexual na escola. Não é é uma orientação correta deve-se levar sempre em conta a faixa etária com a qual se está trabalhando, pois, em geral, as questões da sexualidade são muito diversas a cada etapa do desenvolvimento. O professor deve está atento às diferentes formas de expressão dos alunos. Quanto as intervenções do professor nas situações de manifestação de sexualidade de seus alunos em sala de aula e os valores a ela associados. O professor não deve emitir juízo de valor sobre essas atitudes, e sim contextualizá-las. O professor deve transmitir os seus valores pessoais quando se trata de Orientação sexual.
Analise seguinte situação: em uma sala de aula, se o professor disser que uma relação sexual é a que acontece entre um homem e uma mulher após o casamento para se ter filhos, estará transmitindo seus valores pessoais (sexo somente após o casamento com o objetivo da procriação). O professor cometeu um erro, pois não deve passar os seus valores pessoais taxando assim o assunto. Certo Errado.
Assinale a alternativa correta. A sexualidade, por ainda ser compreendida como um tabu, deve ser evitada enquanto matéria de discussão na escola. Os Parâmetros Curriculares Nacionais recomendam a abordagem do assunto, sexualidade, sobretudo, com adolescentes e há quem defenda que as oficinas são um importante instrumento pedagógico para a inserção natural do tema na escola. O educador deve repassar seus próprios valores morais, como exemplo, aos alunos. O tema de sexualidade deve ser tratado sempre como matéria escolar, evitando assim o educador em intervir em manifestações de sexualidade que possam vir a ocorrer esporadicamente.
(Conhecimentos Específicos - SED - Santa Catarina) A Educação Sexual tem sido alvo de discursos diversos, sobretudo nos últimos anos, em função do surgimento da AIDS. Contudo, tem preponderado nas campanhas educativas um viés médico-biologizante, que reduz a sexualidade à genitalidade e a um "problema" de saúde pública. "Não está em jogo a formação do homem e sim a informação de como se evitar contágio de doenças que se transmitem pelo sexo". (Proposta Curricular SC:1998, p. 20). Para superar esse viés, a referida proposta postula: que a educação sexual deve ter como conteúdo principal uma sólida informação sobre os aparelhos reprodutores, a concepção, a reprodução e as doenças sexualmente transmissíveis; que a educação sexual necessita buscar elementos conceituais e teóricos nos diversos campos das ciências e, de modo multidisciplinar, deve compor e transitar pela interdisciplinaridade; que a educação sexual incentive os jovens a postergar o sexo, por entendê-lo numa perspectiva reprodutiva, vinculado ao matrimônio, baseado em sólidos valores morais e nos bons costumes; que a educação sexual utilize o animismo como recurso didático, dando vida e inteligência a seres inanimados, para explicar as questões mais elementares, no caso da curiosidade sexual infantil.
(Conhecimentos Específicos - SED - Santa Catarina) Como coloca a Proposta Curricular de Santa Catarina: 1998, "a sexualidade vem sendo considerada um importante objeto de estudo, consolidando-se, nos últimos tempos, como subsídio também da ação pedagógica". Por isso faz-se necessário explicitar o que se entende por sexualidade como um pressuposto teórico fundamental, para se pensar sobre Educação Sexual. Na referida proposta, a sexualidade: é o ato sexual reprodutivo. é a caracterização biológica do ser humano, como espécie animal. constitui-se numa elaboração histórica e cultural que se explica e se compreende no contexto e nas relações nas quais se produz. é a atividade sexual genital, reprodutiva ou não, que marca o ser humano em sua essência.
(Conhecimentos Específicos - SED - Santa Catarina) "Na sociedade ocidental, sobretudo a partir do século XVII, a criança costuma ser percebida como um ser assexuado, fato esse que se interliga à idéia do sexo mau, sujo, pecaminoso, entre outras numerosas conotações negativas dadas à sexualidade. Nesse sentido, importa desvelar estas relações no cotidiano da instituição escola". (Proposta Curricular SC:1998, p.21). Na perspectiva de superar esse viés, de acordo com a referida proposta, é correto afirmar que o/a educador/a deve procurar inibir as manifestações da sexualidade infantil na escola, através de jogos e brincadeiras que desviem sua atenção de comportamentos inadequados; deve procurar compreender as expressões e/ou manifestações sexuais da criança no cotidiano escolar, sob a ótica da aquisição de uma base científica e da perspectiva da transformação social, buscando uma nova ética e uma educação dialética em que se pressupõe um trabalho de forma positiva, coerente e afetiva com as crianças; deve deixar exclusivamente com a família a questão da educação sexual na infância; deve analisar com extremo cuidado os materiais didáticos com os quais irá trabalhar, descartando aqueles que possam contribuir para despertar a curiosidade infantil na área da sexualidade.
No que concerne a Drogadição e adolescência, sabe-se que o adolescente transfere aos grupos grande parte da dependência que antes mantinha com a família. Vale ressaltar que a dorga poderá ser um dos fatores que concorre para sua aceitação no grupo. Certo Errado.
Nos dias de hoje, viver implica em assumir (voluntariamente ou não) padrões de exposição a determinados riscos. Sob a determinação de estilos de vida estão agrupadas as escolhas comportamentais, englobando os fatores de proteção e de risco a que estão sujeitos os indivíduos. Sobre isto está INCORRETO o que diz em Estes fatores estão presentes no indivíduo, na família, nos amigos, na comunidade, na escola, nas unidades de saúde, entre outros. O conceito de risco não constitui afirmações determinístas, mas de possibilidades. Os fatores de proteção são recursos pessoais ou sociais que aumentam ou neutralizam o impacto do risco. Os fatores de proteção estimulam o senso crítico, delimitam referências e limites. Contribuem assim, para eliminar qualquer ocorrência do uso de drogas.
Os fatores de proteção são recursos pessoais ou sociais que aumentam ou neutralizam o impacto do risco. Dentre os fatores de proteção, destacam-se, EXCETO Educação formal estimulada e valoridada. Aplicação de regras disciplinares mais rígidas e autoritárias. Dialógo, monitoramento e afetividade familiar. Bom acolhimento e acompanhamento na unidades de saúde. Participação em grupos com objetivos sociais e comunitários, cuturais e de lazer.
Sobre os fatores de risco está incorreto dizer que Podem ser situações ambientais, sociais e familiares. favorecem o desencadeamento de um determinado efeito ou comportamento indesejado. expõem adolescentes a situações de perigo. aumentam a probabilidade da ocorrência do uso de drogas. O conceito de risco constitui afirmações determinístas, e não meras possibilidades.
A interface entre adolescência e drogas é complexa, envolvendo aspectos Biológicos, sociais, culturais e éticos. Comportamentais, sociais, culturais e éticos. Biológicos, sociais, econômicos e éticos. Temporais e geográficos.
A classificação de substâncias em lícitas e ilícitas é determinada de forma temporal e geográfica. econômica e cultural. social e política. científica e histórica.
(FCC - 2009 - MPE-SE - Analista do Ministério Público) A redução dos danos decorrentes do uso de drogas, em um contexto contemporâneo e crítico, pressupõe respeitar as diferenças e garantir direitos de cidadania numa perspectiva de "educação para a autonomia". O objetivo principal da abordagem de redução de danos, decorrentes do uso de drogas, concentra-se na família e no reforço para a desqualificação moral, produzindo muitos sofrimentos, culpa e vergonha. centralidade da pessoa humana; no sofrimento humano advindo da relação que o sujeito tem com a droga. pessoa envolvida com drogas ilícitas e vista como um sujeito mutilado socialmente. desqualificação e na desacreditação do sujeito drogadicto. prática normativa de correção de desvios, de controle social e moral daqueles que se distanciam de padrões.
(IF/PI) Informações que o funcionário recebe sobre seu desempenho no cargo, as quais têm como objetivo incentivar a manutenção da conduta ou corrigir eventuais desvios, visando ao desenvolvimento adequado das tarefas que estão sob sua responsabilidade e que influirão nos resultados organizacionais, se respeitado o padrão de desempenho pretendido, são o(os), as: Feedback Gerenciamento participativo Controle comportamental Variáveis situacionais Fatores extrínsecos.
(IF/SC) Quanto ao processo de comunicação podemos elencar como componentes: Frequência, emissor, mensagem, e feedback. Decodificador, emissor, analista e mensagem. Feedback, receptor, analista e codificador. Promoção, receptor, codificador e canal. Receptor, feedback, emissor e mensagem.
A Redução de Danos pode ser compreendida como um movimento social e político, que tem como objetivo contribuir para a transformação da visão de mundo e da postura da sociedade diante do problema das drogas. Certo Errado.
De acordo com a Redução de Danos, a prática da drogadição obedece a um padrão estabelecido com relação à motivação dos usuários. Certo Errado.
(IFPB - TÉCNICO-ADMINISTRATIVO 2008 - Nível Superior - Psicólogo) A psicologia vem mostrando que nos tempos atuais a televisão tem sido considerada comoum elemento importante na formação da subjetividade humana. Daí, pode-se afirmar que as crianças e os adolescentes de hoje só podem ser compreendidos a partir da especificidade histórico-cultural da época contemporânea. são incapazes de se contrapor à influência da televisão. são mais agressivos que as de antigamente por conta da influência da televisão. são tão independentes e inteligentes quanto as de 40 anos atrás. se desenvolvem sob influências mais negativas que as de antigamente.
(IFPB - TÉCNICO-ADMINISTRATIVO 2008 - Nível Superior - Psicólogo) O comportamento adolescente possui algumas características que se destacam, e, entre elas, as mais facilmente observadas estão relacionadas com as roupas, o vocabulário e excentricidades que funcionam como mecanismos de identificação e independência porque dificultam a definição da personalidade e reconhecimento da cultura. representam as necessidades importantes dos dias de hoje. são símbolos através dos quais os adolescentes se inserem numa cultura coletiva. são artefatos pelos quais os jovens se sentem seduzidos. mascaram a expressão da singularidade de cada adolescente.
Foi somente ao final da década de 1940 que a educação de jovens e adultos veio a se firmar como um problema de política nacional. Antes disso, praticamente, só havia uma preocupação geral com a educação das camadas populares, normalmente interpretada como instrução elementar das crianças. Assinale a afirmação INCORRETA com relação ao histórico da EJA e seus precursores. A partir da década de 1920, o movimento de educadores e da população em prol da ampliação do número de escolas e da melhoria de sua qualidade começou a estabelecer condições favoráveis para a educação de jovens e adultos. Em 1934, O Plano Nacional de Educação, previsto na CF, deveria incluir entre suas normas o ensino primário integral gratuito e de frequência obrigatória, mas esse plano não estendia-se aos adultos. Em 1942 Instituiu-se o Fundo Nacional do Ensino Primário que através de seus recursos deveria realizar um programa progressivo de educação primária que incluísse o Ensino Supletivo para adolescentes e adultos. Em 1945, o Fundo Nacional do Ensino Primário foi regulamentado e estabeleceu-se que 25% dos recursos de cada auxílio deveriam ser aplicados num plano geral de Ensino Supletivo destinado a adolescentes e adultos analfabetos. Em 1947 foi instalado o Serviço de Educação de Adultos (SEA).
Ao longo da segunda metade dos anos 90 foram concebidos e tiveram início 3 programas federais de formação de jovens e adultos de baixa renda e escolaridade que guardam entre si dois traços comuns: nenhum deles é coordenado pelo Ministério da Educação e todos são desenvolvidos em regime de parceria, envolvendo diferentes instâncias governamentais, organizações da sociedade civil e instituições de ensino e pesquisa. Não se trata de um desses programas o Movimento Brasileiro de Alfabetização (MOBRAL) Programa Alfabetização Solidária (PAS) Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PRONERA) Plano Nacional de Qualificação do Trabalhador (PLANFOR).
Sobre a EJA está INCORRETO o que diz em A EJA é uma categoria organizacional constante da estrutura da educação nacional, com finalidades e funções específicas. A função equalizadora da EJA está representada na equidade que é a forma pela qual se distribuem os bens sociais de modo a garantir uma redistribuição e alocação em vista de mais igualdade, consideradas as situações específicas. A educação de jovens e adultos representa uma promessa de efetivar um caminho de desenvolvimento de todas as pessoas, de todas as idades. Nela, dar-se prioridade na educação dos adultos e idosos. A EJA é uma promessa de qualificação de vida para todos, inclusive para os idosos, que muito têm a ensinar para as novas gerações. Essa tarefa de propiciar a atualização de conhecimentos por toda a vida é a função permanente da EJA que pode se chamar de função qualificadora.
 A média nacional de permanência na escola na etapa obrigatória fica entre 4 e 6 anos.  Os alunos estão passando mais anos no ensino fundamental quando estes já deveriam estar cursando o ensino médio. Tendo por base as informações acima e o conhecimento que você tem sobre a EJA são expressões dessa realidade, EXCETO: Repetência escolar Evasão escolar Reprovação Capacidade limitada para cursar a escola.
Assina-le a alternativa CORRETA sobre a Educação de Jovens e Adultos. A EJA tem como base o caráter incompleto do ser humano cujo o potencial de desenvolvimento e de adequação pode se atualizar em quadros escolares. A EJA pode ser considerado um processo inicial de alfabetização. Através da EJA mantém-se e aprofunda-se a distorção idade/ano e retarda um acerto definitivo no fluxo escolar. Uma das iniciativas da EJA são as Classes de Aceleração.
No que diz respeito à disciplina escolar "a autonomia tornou-se o ponto inquestionável e irreversível da modernidade e pós-modernidade". Nesse sentido assinale a alternativa INCORRETA: Todos se sentem sujeitos e não suportam serem tratados como objetos. Princípio importante para criar o imaginário de igualdade, de respeito e de direitos reivindicados. Reconhecer a autonomia do outro, cumprir os próprios deveres em relação à sociedade e assumir a responsabilidade pelos prórpios atos é contrapartida de toda auotnomia, de todo direito e respeito exigidos. Cabe ao pais e a escola mostrar que autonomia sem responsabilidade pelos próprios atos não passa de anarquia que destrói o convívio humano e social, e no fundo, a própria autonomia. O aprendizado da responsabilidade passa pelo "limite". Se a pessoa não sabe impô-lo a si mesmo, alguém deve fazê-lo, e isso deve ser tarefa exclusiva dos pais.
Assinale a opção INCORRETA. Exercer pressão constante sobre os alunos para que todos deem atenção nos estudos, façam as tarefas e respeitem as normas é parte de um sistema punitivo com função normalizadora. A disciplina exige um espaço específico para seu exercício. A exigência da distribuição das classes em fileiras, com alunos em ordem e uniformizados tem como objetivo garantir a obediência dos alunos, e uma melhor utilização do tempo. A construção das escolas obedece a determinadas disposições, uma peculiaridade importante é a posição da sala da diretoria que permite ter uma visão global de todo o estabelecimento, dando ao diretor um "olhar panóptico". É errado dizer que uma configuração arquitetônica específica pode exercer alguma influência no "poder disciplinar".
Sobre a autonomia, está INCORRETO o que diz em: A autonomia acontece quando a gestão das relações que tecem a nossa existência permitem a afirmação do sujeito, nomeadamente na concretização de projetos. A autonomia é também um conceito que exprime um certo grau de relatividade: somos mais, ou menos, autônomos; podemos ser autônomos em relação a umas coisas e não ser a outras. A autonomia da escola não é algo adquirido, mais sim algo que se vai construindo na inter-relação, pois só assim a escola vai criando sua própria identidade. A autonomia na escola é puramente jurídico-administrativa e não envolve os demais setores que podem está ligados a ela.
Segundo Barroso (1995B), a autonomia na escola envolve duas dimensões: a jurídico-administrativa e a sócio-organizacional. Sobre a a dimensão sócio-organizacional está correto o que diz em: A autonomia consiste no jogo de dependências e interdependências que uma organização estabelece com seu meio e que definem sua identidade. Correspode a competência que os órgãos próprios da escola detêm para decidir sobre matérias na área administrativa, pedagógica e financeira. Trata da autonomia da organização estrutural pedagógica e da autonomia dos discentes para com o plano escolar. Refere-se à autonomia da estrutura funcional da escola e dos padrões disciplinares.
No que concerne à autonomia,Sarmento (1998) afirma que as organizações escolares podem assumir diversas formas de regulação, tendo em conta duas grandes linhas: o formal/informal, e a diacronia/sincronia (correspondente à continuidade/mudança). Desta forma, esse autor refere que, no cruzamento desas duas grandes linhas, as escolas podem assumir quatro formas de regulação, não se inclui nas formas sugeridas a descrista na alternativa Regulação normativa, correspondendo a um conjunto consignado de finalidades e intenções. Regulação institucional, onde a tradição institucional, através das mais variadas formas conduz a um "alto grau de conformidade simbólica". Regulação administrativa, onde se procura mobilizar os dispositivos e os recursos de ação para "atingir determinados fins no contexto organizacional da escola". Regulação contigencial, distinguindo-se das outras formas, pelo fato dessa regulação "não se exercer sob forma de normas, de comportamentos, de atitudes ou de atos administrativos, mas de se apresentar sobretudo como dependente do momento e da situação". Regulação propriamente dita, funcionando como forma de ajustamento social.
A autonomia escolar tem como fundamento a descentralização sendo através desta que se concretiza. Segundo Wohlstetter e Mohrman (1996) esta descentralização deve envolver quatro vertentes, que são: Poder, conhecimento, informação e recompensa. Autonomia, conhecimento, informação e recompensa. Poder, conhecimento, informação e interação. Conhecimento, regulação, disciplina e recompensa.
Assinale a alternativa que indica os itens corretos. I - A obediência pode ser classificada como uma das virtudes e se define como um comportamento pelo o qual um ser aceita as ordens dadas por outro. II - O termo obediência, tal como a ação de obedecer, conduz da escuta atenta à ação, que pode ser puramente passiva ou exterior ou, pelo contrário, provocar uma profunda atitude interna de resposta. III - Obedecer a requisitos ou proibições realiza-se por meio de consequentes ações apropriadas ou omissões. IV - Obedecer implica, a diverso grau, a subordinação da vontade a uma autoridade, o acatamento de uma instrução, o cumprimento de um pedido ou a abstensão de algo que é proibido. I, II, III e IV I, III e IV I e IV II e III.
O trabalho coletivo não é algo dado pelo sistema de ensino, mas se apresenta como um desafio a ser conquistado, uma vez que implica mudanças de valores que ultrapassam os muros escolares. se baseia unicamente no que foi planejado pela instituição escolar. depende exclusivamente da equipe pedagógica. o individualismo é algo intríseco do ser humano e deve ser incentivado como forma de autonomia.
Sobre o trabalho coletivo na escola está INCORRETO o que diz em: No trabalho pedagógico, várias ações, te todos os setores da escola, são realizadas para atingir um mesmo objetivo. É o trabalho em conjunto, num determinado ambiente em que ocorre a solidária cooperação entre as pessoas, que define a atividade coletiva. O envolvimento dos profissionais da escola nas atividades coletivas acontece, também, quando se promove o planejamneto de modo interativo. Para ser considerada uma atividade coletiva, o trabalho pedagógico deve ser assumido individualmente, pelos profissionais dos diversos segmentos da escola.
O conhecimento é o fator principal do trabalho desenvolvido na escola. A sua promoção dar-se-á mediante a ação coletiva e consciente de todos os profissionais da escola. elaboração de quadros específicos de trabalhos. o trabalho individual de cada profissional da escola. a ação exclusiva do educador.
Atitudes que contribuem positivamente para administrar conflitos são: aprender a ouvir e impor sua opinião. colocar-se no lugar do outro e esclarecer as dúvidas. nunca dizer não e evitar fazer julgamentos. deduzir o que o outro quis dizer e comunicar-se adequadamente. demonstrar interesse pelo outro e subjetividade.
(CESPE/UnB – Agente Administrativo/Ministério do Esporte/2008) Integrante de uma equipe de uma unidade administrativa, Elisa apresenta um comportamento ríspido e ofensivo nos seus contatos interpessoais, fazendo ironias freqüentemente e demonstrando desvalorização dos sentimentos dos colegas, de modo que estes evitam estar em contato com ela, o que prejudica a consecução das metas do grupo. Com base nessa situação hipotética e a respeito de trabalho em equipe, julgue os itens a seguir em Certo e Errado (C ou E). 01. Uma abordagem adequada para o líder do grupo resolver o problema seria buscar a harmonização da equipe por meio de atitudes de bom humor, que subestimassem os efeitos do problema interpessoal. 02. Elisa poderia melhorar sua competência interpessoal desenvolvendo uma percepção mais acurada das variáveis e inter-relações envolvidas no contexto grupal. 03. O comportamento do grupo, de evitar o contato com Elisa, justifica-se, pois essa atitude é mais adequada do que a exposição dos sentimentos de cada um com relação ao comportamento da servidora, com vistas ao diálogo. 04. Pode-se considerar o comportamento de Elisa com os membros da equipe como não-construtivo, devido aos impactos negativos nas atividades e no grupo. 05. Ao desenvolver uma atitude empática, tentando entender os sentimentos de Elisa, o grupo contribuiria para a possibilidade de compreensão mútua e efetividade interpessoal. E, C, E, C, C E, E, E, C, C C, C, E, C, E E, C, E, E, C.
(CESPE/UnB Assistente de Chancelaria/ MRE/2008) Marque a alternativa errada no que diz respeito a relação interpessoal e trabalho em equipe. A maneira como as pessoas se relacionam segue um padrão comum que se sobrepõe a possíveis diferenças entre elas. A proximidade física entre as pessoas pressupõe a interação social, que prescinde da troca de influências entre essas pessoas. Relações Humanas são interações entre pessoas em circunstâncias sociais específicas e recorrentes. Fatores psicológicos e sociais determinam a forma de interação social do grupo.
(CESPE/UnB Assistente de Chancelaria/ MRE/2008) Sentimentos de antipatia entre os membros de um grupo podem gerar climas negativos que provocam uma forma de interação social específica. Certo Errado.
(CESPE/UnB Assistente de Chancelaria/ MRE/2008) Qualidade nas relações depende das atitudes de cada um, ou seja, da comunicação e do relacionamento estabelecidos. A respeito desse assunto, julgue os itens que se segue e marque a alternativa contém apenas itens certos. 1. O relacionamento harmonioso entre pessoas que trabalham juntas é importante para se garantir a eficiência na prestação de serviços. 2. A comunicação, quando visa ao entendimento mútuo, tem um papel primordial nas relações humanas. 3. De maneira geral, diferentes interlocutores possuem diferentes valores, que se refletem no modo como reagem em diversas situações. Essa característica, normalmente, facilita a comunicação interpessoal. 4. A habilidade de compreender as pessoas possibilita um melhor relacionamento humano, somente quando há amizade entre os envolvidos. 5. O uso de franqueza nas relações humanas é a atitude mais adequada, mesmo que possa causar constrangimentos, pois demonstra autenticidade. 1, 2 e 5 1 e 2 1, 2, 4 e 5 1, 3 e 4 1 e 5.
(UnB/CESPE Analista Judiciário/STJ/2008) No que concerne ao gerenciamento de conflitos, julgue os itens a seguir em Certo ou Errado. I - Conflito pode ser definido como um processo que começa quando uma parte, X, percebe que outra, Y, a afetou, ou vai afetar negativamente algo que interessa a X. II - Conflitos funcionais destroem as metas do grupo. III - A negociação é uma estratégia adequada para lidar com conflitos. C, E, C E, E, E E, C, C C, C, C.
Eleni, gestora pública há 10 anos, tem autocontrole, iniciativa e sensibilidade. Eleni zela pelo fiel cumprimento das metas setoriais, mas também se preocupa com o grau de estresse que pode surgir em decorrência de altos níveis de cobrança da equipe. Por isso, procura conciliar esses dois aspectos do trabalho. Nessa situação, é correto afirmar que Eleni é uma pessoa que tem inteligência emocional. perspicácia interpessoal alto nível de interação estabilidade emocional.
A comunicação deve ser assertiva, o que significa, por exemplo, que uma pessoa pode falar algo muito desagradável para a outra, mas de maneira que não seja ameaçadora nem ofensiva. Certo Errado.
José Bleger acredita que quando trabalhamos em organizações, em psicologia institucional, a dinâmica de grupo é uma técnica para enfrentar problemas organizacionais. emocionais. futuros. imediatos. difíceis.
Em uma organização pública, os servidores encontram-se desmotivados. Há um ambiente entre eles de desconfiança e individualismo. Essa atmosfera está causando uma série de impactos na organização. Considerando a situação hipotética acima, julgue os itens a seguir, relativos ao trabalho em equipe e à qualidade no atendimento ao público. I. No contexto apresentado, os impactos são negativos para a organização, no que diz respeito aos processos internos e no relacionamento com usuários. II. A atuação em equipe poderia modificar a situação descrita, por meio de um trabalho de liderança que adaptasse os aspectos individuais dos servidores às expectativas da organização e dos usuários. As duas afirmativas estão corretas apenas a primeira afirmativa está correta apenas a segunda afirmativa está correta as duas afirmativas estão incorretas.
"Tem o propósito de organizar melhor o desenvolvimento do trabalho, conduzir a equipe para o alcance das metas e intermediar a comunicação com os superiores." O tetxo acima refere-se a(o) Líder Plano de trabalho Gerente Supervisor.
(CESPE - 2004 - TRE-AL - Técnico Judiciário - Relações Humanas) Toda pessoa com história de relacionamentos bem-sucedidos possui talento interpessoal e tende a ser mais flexível no contexto social. Errado Certo.
(CESPE – STM – Técnico Judiciário – 2011) Julgue o item a seguir, relativos à ética no serviço público e relações humanas. Quando um servidor falta ao trabalho, em qualquer circunstância, contribui para a desmoralização do serviço público e para a desordem nas relações humanas. Certo Errado.
Sobre como deve agir o ator das Relações Públicas está INCORRETO o que diz em: Conhecer o perfil do cliente. Fazer forte conexão com o público alvo. Reconhecer as necessidades do cliente. Atender as necessidades do cliente e superar expectativas; Manter o foco na dimensão coletiva do ser humano.
O Administrador contemporâneo é chamado a desempenhar inúmeros papéis nas organizações. São eles: papéis comunicacionais; papéis hierárquicos; papéis administrativos. papéis informacionais; papéis decisórios; papéis interpessoais. papéis empreendedores; papéis diretivos; papéis conciliativos. papéis financeiros; papéis mercadológicos; papéis humanos. papéis estratégicos; papéis táticos; papéis operacionais.
Os objetivos da Gestão de Pessoas são variados. Entre as atribuições da Administração de Recursos Humanos, estão as seguintes propostas de atuação: I. Ajudar a organização a alcançar seus objetivos e realizar sua missão. II. Proporcionar competitividade à organização. III. Proporcionar à organização empregados bem treinados, bem motivados e bem remunerados. IV. Aumentar a auto-realização e a satisfação dos empregados no trabalho. V. Administrar mudanças. VI. Desenvolver a qualidade de vida no trabalho. VII. Manter políticas éticas e comportamentos socialmente responsáveis. A resposta correta, em relação às indicações acima, corresponde à alternativa. I, II, IV, V e VII III, V e VI II, III, IV, VI e VII IV I, II, IV,V, VI e VII.
Considerando a psicologia clínica e o desenvolvimento em diferentes faixas etárias, marque a alternativa correta em relação à imaturidade na adolescência. Deve-se acreditar que o adolescente é capaz de dar conta de sua própria imaturidade. Quando abdicados pelos adultos, os adolescentes costumam crescer precocemente, o que é uma maneira de evitar o processo imaturo. Este fator é positivo em suas vidas. A imaturidade é um elemento essencial da saúde na adolescência. Só há uma cura para a imaturidade, e esta é a passagem do tempo,e o crescimento em maturidade que o tempo pode trazer. A imaturidade é um elemento essencial da saúde na adolescência. Só há uma cura para a imaturidade - o tempo, porém, às vezes, mesmo com a passagem do tempo, o ser humano não alcança esse processo, sendo assim, o tempo não pode trazer essa cura.
Segundo Solange Maria Amaral S. Pinheiro, a criança ou o adolescente vitimizados apresentam alterações de comportamento, queixas somáticas, alterações psicológicas, refletindo algumas características comuns, podendo aparecer as mais variadas combinações dos seguintes sinais: apresenta dificuldades de aprendizagem atribuíveis ao ambiente escolar. está sempre alerta, esperando que algo bom aconteça. fica apreensiva quando outras crianças começam a sorrir. demonstra mudanças lentas no desempenho escolar. desconfia dos contatos com os adultos e tem receio dos pais.
Considerando os diversos fatores associados ao abuso de drogas na adolescência, assinale a opção correta. A solução para os conflitos que envolvam o abuso de drogas muitas vezes decorre da reorganização das próprias relações familiares. Esquecimento recorrente, alterações de humor, introversão e pouco envolvimento nos programas familiares são fatores que comprovam o abuso de drogas pelo adolescente. Em razão de sua responsabilidade pela família ou pela resolução dos conflitos, cabe à mãe tomar a iniciativa de procurar tratamento para o jovem que abusa de drogas e para toda a família. Em situações de abuso de drogas por adolescentes, o papel paterno deve ser predominante, pois cabe a ele aconselhar adequadamente os filhos, resguardando-os de qualquer sofrimento ou angústia. É desestruturada a família na qual há adolescente usuário de drogas.
A escolha profissional tem merecido cada vez mais estudos dentro da psicologia, uma vez que se trata de um processo cada vez mais complexo diante da multiplicidade de exigências sociais, frequentemente contraditórias, que o adolescente tem de enfrentar. R. Levenfus adota uma perspectiva psicodinâmica para compreender esse processo. Com relação a essa perspectiva, assinale a alternativa correta. A escolha profissional madura gera ansiedade e pressupõe a elaboração de lutos. Os trotes têm um caráter ritualístico e, por isso, são componentes fundamentais para transição do estudante para o ensino superior. Quando o estudante consegue satisfação com sua profissão, isso significa que uma escolha madura ocorreu e que o princípio do prazer triunfou sobre o princípio da realidade. A ocupação dos pais influenciou a escolha profissional dos filhos durante bastante tempo. Essa influência foi extinta com a informatização da economia e a ampliação do mercado de trabalho. Estudos sobre gênero documentaram que a escolha profissional entre homens e mulheres ocorre segundo variáveis iguais.
O adolescente "N.", de 13 anos de idade, é apreendido após tentativa de roubo a uma padaria. Na entrevista com o psicólogo, "N." conta que lhe dá prazer tirar as coisas das outras pessoas e que muitas vezes só consegue ficar feliz roubando ou quebrando coisas (orelhões, bancos de praça, pontos de ônibus, por exemplo). Esse comportamento é recorrente, e "N." já foi apreendido 9 vezes nos últimos 6 meses. Relatórios anteriores, feitos por psicólogos e por psiquiatras, apontam corretamente para o diagnóstico de transtorno de personalidade antissocial. conduta. personalidade histriônica. personalidade esquizoide. personalidade depressiva.
“Entretanto, é importante observar que na comparação entre os dois levantamentos mais recentes (1997 e 2004, o atual) os resultados do uso freqüente de drogas já não são tão alentadores, pois o uso freqüente de drogas aumentou para o sexo masculino no Rio de Janeiro e em São Paulo, da mesma forma para o feminino em Belo Horizonte, Brasília, Recife e São Paulo. A definição de uso freqüente é o uso de drogas seis vezes ou mais no mês que precedeu à entrevista.” (GALDURÓZ, José Carlos F. V Levantamento Nacional sobre o consumo de drogas psicotrópicas entre estudantes do ensino fundamental e médio da rede pública de ensino nas 27 capitais brasileiras. São Paulo: CEBRID – Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas / UNIFESP, 2004, p. 364.) O texto acima, retirado da discussão de resultados do estudo, confirma a experiência de quem exerce atividades na área de uso e abuso de drogas. No que se refere, especificamente, ao tratamento de adolescentes que consomem drogas, a convergência dos resultados dos estudos desenvolvidos permite afirmar que a psicoterapia comportamental-cognitiva tem se revelado a mais eficaz para a recuperação e abandono do consumo. os projetos orientados para a redução de danos representam uma importante estratégia de prevenção primária. a importância das redes de assistência integral ao dependente é consenso entre os estudiosos. os adolescentes consumidores esporádicos são os que mais procuram ajuda nos serviços de prevenção secundária. os adolescentes, por suas peculiaridades, fortalecem a resistência à intervenção, quando a família tem participação ativa.
A violência contra crianças e adolescentes no Brasil não é uma prática recente. Nas últimas décadas, esse fenômeno tem sido muito discutido, sobretudo após a promulgação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Entre as várias causas que mantêm essa prática, incluem-se as características do agressor e da vítima e questões culturais. as novas tecnologias da educação e da transmissão de valores. os avanços dos estudos em psicologia do desenvolvimento e da educação. a vida cotidiana e a transmissão de valores feita de pais para filhos. o novo paradigma de vida pautado na Internet e as relações cristalizadas e profundas que ele traz.
Em relação a alguns problemas característicos da infância e da adolescência, analise as seguintes afirmativas e assinale a alternativa INCORRETA. A anorexia nervosa, transtorno que comumente acomete garotas adolescentes e mulheres jovens, caracteriza-se pela perda de peso autoinduzida por abstenção de alimentos que engordam, por comportamentos como vômitos, exercícios físicos excessivos e uso de anorexígenos e diuréticos. A gravidez na adolescência não é um fenômeno historicamente novo, porém possui fatores determinantes próprios da contemporaneidade e o principal deles é a iniciação sexual precoce, correlacionada às populações com baixo nível de renda. O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um dos principais transtornos apresentados pelas crianças, atualmente, porém, ainda existem controvérsias sobre o tratamento em função das diferentes abordagens clínicas que possuem propostas de intervenção nos sintomas característicos desse transtorno. As causas do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) ainda não são bem conhecidas.
A andragogia define que a educação de adultos deve ser diferenciada da educação das crianças e adolescentes, contribuindo para o desenvolvimento das técnicas vivenciais de dinâmica de grupo. Assinale abaixo a alternativa CORRETA em relação ao tema: Na aplicação das técnicas de dinâmica de grupo, o facilitador deve valorizar a correlação das vivências com a possibilidade de aplicação imediata, atendendo às necessidades atuais. O facilitador necessita firmar um vínculo e manter uma relação estreita com o grupo, pois os participantes são mais dependentes das orientações para o aprendizado. O grupo aprende temas ligados diretamente ao que foi programado pelo instrutor, que serve de base para sua vida pessoal e profissional. Os membros de um grupo aprendem utilizando somente do seu repertório de conhecimentos, sentimentos, habilidades. O papel do facilitador é de transmissor de informações e conhecimentos, mantendo uma relação muito próxima do grupo, facilitando, com isso, o processo de aprendizagem.
A anorexia mental tem grande prevalência em adolescentes e relaciona-se ao impasse de tornar-se adulto. Os adolescentes encontram, no emagrecimento provocado, satisfação da necessidade de controle e prazer narcísico advindo da manipulação do corpo, além do sentimento de poder e da negação da gravidade da situação. Certo Errado.
O organograma apresentado anteriormente se denomina CORRETAMENTE como horizontal. clássico ou vertical. matricial. funcional.
Report abuse