option
My Daypo

MFFN-P4 (Q155-250)

COMMENTS STADISTICS RECORDS
TAKE THE TEST
Title of test:
MFFN-P4 (Q155-250)

Description:
Os Fuz Nav

Author:
FREITAS
(Other tests from this author)

Creation Date:
09/10/2021

Category:
Others

Number of questions: 96
Share the Test:
Facebook
Twitter
Whatsapp
Share the Test:
Facebook
Twitter
Whatsapp
Last comments
No comments about this test.
Content:
155- O CFN, parcela inalienável da Marinha do Brasil, é vocacionado para a projeção de poder, por meio de: a) GrpOpFuzNav b) OpAnf c) Eixo Estruturante d) ENC e) Guerra de Manobra.
156- As Forças de Fuzileiros Navais, como parcela do Poder Naval, possuem as características de: a) flexibilidade, operacionalidade, instantaneidade e permanência b) versatilidade, mobilidade, caráter expedicionário e permanência c) caráter expedicionário, versatilidade, mobilidade e permanência d) flexibilidade, versatilidade, mobilidade e permanência e) versatilidade, mobilidade, permanência e operacionalidade.
157- O preparo e o emprego do CFN são balizados por três eixos estruturantes, interdependentes e complementares, a saber: a) OpAnf, GptOpFuzNav e Guerra de Manobra b) Guerra de Atrito, OpAnf e GptOpFuzNav c) Guerra de Manobra, OpRib e GptOpFuzNav d) Guerra de Atrito, OpAnf e GptFN e) Guerra de Manobra, Guerra de Atrito, OpAnf e GptOpFuzNav.
158- Em relação aos Eixos Estruturantes do CFN, correlacione as colunas e, em seguida, marque a opção correta. I- Opanf II- GptOpFuzNav III- Guerra de Manobra ( ) é uma organização para o combate nucleada por tropa de Fuzileiros Navais, constituída para o cumprimento de missão específica e estruturada segundo o conceito organizacional de componentes ( ) Ao se preparar para essas complexas operações, as Forças de Fuzileiros Navais estarão, também, aptas a conduzir outras de diferentes naturezas e envergaduras. Este eixo garante identidade institucional e conforma o perfil operacional do CFN ( ) Esse estilo de guerra é naturalmente apropriado ao emprego de Força que tenha de se engajar em combate, sem condições favoráveis a) I-II-III b) I-III-II c) II-III-I d) II-I-III e) III-II-I.
159- Se traduz em uma Força Naval, com um GptOpFuzNav embarcado juntamente com os meios aeronavais adjudicados, em condições de cumprir missões relacionada às tarefas básicas do Poder Naval. a) Eixos Estruturantes b) Gradualismo no Emprego c) Caráter Expedicionário d) Liderança e) Conjugado Anfíbio.
160- Neste eixo estruturante, ao se preparar para complexas operações, as Forças de Fuzileiros Navais estarão, também, aptas a conduzir outras operações de diferentes naturezas e envergaduras: a) OpAnf b) Guerra de Atrito c) GptOpFuzNav d) PelFuzNav e) GptFN.
161- Para o emprego do GptOpFuzNav, o CFN privilegia a adoção de qual estilo? a) OpAnf b) Guerra de Manobra c) Guerra de Atrito d) PelFuzNav e) CiaFuzNav.
162- Sem descartar os preceitos da Guerra de Atrito, o CFN privilegia a adoção do estilo de Guerra de Manobra, para o emprego do: a) PelFuzNav b) GptOpFuzNav c) Eixo Estruturante d) Recurso Humano e) Comando e Controle.
163- Esse estilo de guerra é naturalmente apropriado ao emprego de Força que tenha de se engajar em combate, sem condições favoráveis para o emprego do princípio da massa ou em áreas de frentes muito amplas que dificultem a concentração de seu poder de combate, como normalmente ocorre nas Operações Anfíbias. a) Guerra Anfíbia b) Guerra de Atrito c) Guerra de Operações Especiais d) Guerra de Manobra e) Guerra Eletrônica.
164- É uma organização para o combate que é nucleada por tropa de Fuzileiros Navais: a) PelFuzNav b) GptFN c) BtlOpEspFuzNav d) GptOpFuzNav e) BtlPtçFuzNav.
165 – A Guerra de Manobra preconiza a rapidez e a audácia em todos os níveis. A rapidez possui dois componentes, quais são? a) Ritmo e constância b) Velocidade e constância c) Ritmo e velocidade d) Ritmo e rapidez e) Rapidez e velocidade.
166 – A rapidez em todos os níveis é preconizada na Guerra de Manobra e possui dois componentes básicos: ritmo e velocidade. Qual das proposições abaixo, define o componente ritmo? a) Rapidez em relação ao espaço b) Rapidez em relação ao tempo e ao espaço c) Rapidez em relação ao espaço e/ou tempo d) Rapidez em relação ao tempo ou espaço e) Rapidez em relação ao tempo.
167 – A rapidez em todos os níveis é preconizada na Guerra de Manobra e possui dois componentes básicos: ritmo e velocidade. Qual das proposições abaixo, define o componente velocidade? a) Rapidez em relação ao espaço b) Rapidez em relação ao tempo e ao espaço c) Rapidez em relação ao espaço e/ou tempo d) Rapidez em relação ao tempo ou espaço e) Rapidez em relação ao tempo.
168 – Deve ser entendida como um risco calculado, podendo até ser encarado como uma quebra de dogma/paradigmas. É um dos elementos fundamentais da Guerra de Manobra. a) Rapidez b) Audácia c) Liderança em todos os níveis d) Surpresa e) Ritmo.
169 – O Comando e Controle, uma das funções do combate, é o exercício da autoridade e a supervisão sobre suas peças de manobra e elementos adjudicados, para cumprimento da missão. Separando “Comando” de “Controle”, das proposições abaixo, qual elucida a definição do “comando”? a) É uma atividade inerente ao comando, caracterizada pelo acompanhamento efetivo das ações em curso b) É essencial para desestabilizar a capacidade e eliminar a vontade de lutar do oponente. c) Caracterizada pelo estabelecimento da autoridade, decorrente das leis e regulamentos atribuída a um militar para dirigir e controlar forças d) É vital para o planejamento e à execução de missões de quaisquer naturezas. e) O Comandante de uma tropa vale-se de seu poder de combate.
170 – São dois importantes elementos do comando, ambos fundamentais para o sucesso em combate, particularmente segundo os preceitos da Guerra Manobra. a) Capacidade de decisão e comando b) A liderança e a capacidade de manobrar c) A liderança e a manobra d) A liderança e a capacidade de decisão e) Capacidade de liderar e a Inteligência.
171 – A atividade de inteligência, uma das funções do combate, é baseada em processo mental e tem por finalidade produzir e salvaguardar conhecimentos de interesse. É conduzida segundo dois grandes segmentos: a) Inteligência e contrainteligência b) Ação ditada pelo reconhecimento e identificação do CG e das VC c) Busca por pontos fracos do inimigo e identificação das VC d) Identificação do CG e das VC e) Quanto maior quantidade de conhecimento, melhor qualidade de informação.
172 – Função do Combate que é essencial para desestabilizar a capacidade e eliminar a vontade de lutar do oponente. a) Manobra b) Comando e Controle c) Inteligência d) Proteção e) Apoio de Fogo.
173 – Função do Combate que também pode ser empregado independente da manobra, com vistas a destruir, retardar ou desorganizar tropas inimigas ainda não engajadas em combate. a) Mobilidade e Contramobilidade b) Apoio de Fogo c) Logística d) Proteção e) Inteligência.
174 – A Atividade de Inteligência é baseada em processo mental e tem por finalidade produzir e salvaguardar conhecimentos de interesse. É conduzida segundo dois grandes seguimentos: Inteligência e Contrainteligência. Qual das proposições abaixo refere-se a Contrainteligência? a) Para a produção de conhecimentos b) Para aplicação adequada do conceito Ação Ditada pelo Reconhecimento c) Para a busca permanente por pontos fracos no dispositivo inimigo d) Para a salvaguarda de conhecimentos e das fontes de informação e) Para ampliação da compreensão da situação do Espaço de Batalha.
175 – Relacione e marque a sequência correta: I – Comando e Controle II – Manobra III – Apoio de Fogo IV – Inteligência V – Logística VI – Proteção VII – Mobilidade e Contramobilidade ( ) Os Comandantes de todos os escalões devem estar capacitados a empregar o armamento orgânico... ( ) A liderança e a capacidade de decisão são dois importantes elementos. ( ) Dotada de meios de transporte; seu movimento é apoiado pelo fogo ( ) Possibilita que o Comandante amplie sua compreensão da situação do Espaço de Batalha ( ) É resultante da combinação do fogo e movimento e, por meio dela, uma tropa obtém uma posição vantajosa ( ) Compreende dois aspectos: um de caráter operativo e outro de caráter logístico ( ) No Nível Tático, esta função se traduz no (APSvCmb) a) (IV), (I), (II), (V), (VII), (VI), (III) b) (II), (VI), (VII), (IV), (III), (I), (V) c) (III), (I), (VII), (IV), (II), (VI), (V) d) (I), (III), (VI), (II), (V), (VII), (IV) e) (VII), (V), (III), (IV), (II), (I), (VI).
176 – Envolve abertura de brechas, melhoramento de estradas, construção de pontes, transposição de cursos d’água, remoção de obstáculos, manutenção das condições de circulação no Espaço de Batalha. Estas tarefas estão relacionadas a que Função do Combate? a) Mobilidade e Contramobilidade b) Proteção c) Logística d) Manobra e) Apoio de Fogo.
177 – É uma fonte de força, poder e resistência física ou moral que confere ao contendor, em última análise, a liberdade de ação para utilizar integralmente seu pode de combate. a) Ciclo OODA b) Vulnerabilidades Críticas - VC c) Contrainteligência d) Inteligência e) Centro de Gravidade - CG.
178 – As Forças de Fuzileiros Navais, como parcela do Poder Naval, possuem as características de: a) Flexibilidade, versatilidade, mobilidade e velocidade b) Flexibilidade, versatilidade, mobilidade e permanência c) Flexibilidade, versatilidade, honestidade e permanência d) Flexibilidade, rigorosidade, mobilidade e jurisprudência e) Flexibilidade, versatilidade, mobilidade e ação de choque.
179 – Eixo que preconiza o constante aperfeiçoamento da capacidade de realizar Operações Anfíbias: a) Eixo estruturante b) GptOpFuzNav c) Guerra de Manobra d) OpAnf e) Gradualismo no Emprego.
180 – O preparo e o emprego do CFN são balizados por três eixos estruturantes, interdependentes e complementares, que direcionam o desenvolvimento: a) Da inteligência, do material e dos recursos humanos b) Da doutrina, da identidade institucional e dos recursos humanos c) Da doutrina, do material e dos recursos humanos d) Do ensino, do conjugado anfíbio e do gradualismo no emprego e) Da liderança em todos os níveis, do caráter expedicionário e da Guerra de Manobra.
181 – O GptOpFuzNav é uma organização para o combate nucleada por tropas de FN. Esse modelo organizacional, por combinar as capacidades e potencialidades dos meios de combate, confere a seu Comandante: a) Flexibilidade e versatilidade b) Dirigibilidade e versatilidade c) Versatilidade e combatividade d) Combatividade e flexibilidade e) Interatividade e versatilidade.
182 – Conjugado Anfíbio se traduz em uma Força Naval em condições de cumprir missões relacionadas às tarefas básicas do Poder Naval, com _____________ embarcado (a) juntamente com os meios aeronavais adjudicados. a) Um PelFuzNav b) Uma CiaFuzNav c) BtlPçFuzNav d) BtlOpFuzNav e) GptOpFuzNav.
183 – Em virtude de suas capacidades intrínsecas, o(s) _________________ proporciona ao Poder Naval as condições apropriadas para a condução de ações em um amplo espectro de operações. a) Recursos humanos b) Gradualismo no emprego c) Caráter expedicionário d) Conjugado anfíbio e) Ensino.
184 - A capacidade expedicionária do CFN decorre da existência de uma tropa de pronto emprego, autossustentável e adequadamente aprestada para cumprir missões______________, sob condições austeras e em área operacional distante de sua base. a) por tempo ilimitado b) por tempo indeterminado c) por tempo limitado d) em tempo de paz e) humanitárias.
185 – Decorre de uma tropa de pronto emprego, autossustentável e adequadamente aprestada para cumprir missão por tempo limitado, sob condições austeras e em área operacional distante de sua base. a) Gradualismo no emprego b) Especificidade logística c) Caráter expedicionário d) Liderança e) Ensino.
186 – Qual dos elementos abaixo é estruturado com a possibilidade de ser expandido ou reduzido? a) PelFuzNav b) GptOpFuzNav c) GptFN d) OpAnf e) BtlOpFuzNav.
187 – A história militar a evidencia como importante nos conflitos, pois ela influencia diretamente no poder de combate das Forças, razão pela qual o CFN dedica atenção prioritária e constante ao assunto. a) Liderança b) Guerra de Manobra c) Guerra de Atrito d) Inteligência e) Doutrina.
188 – “Se traduz em uma Força Naval, com um GptOpFuzNav embarcado juntamente com os meios aeronavais adjudicados, em condições de cumprir missões relacionadas às tarefas básicas do Poder Naval”. O trecho faz referência: a) Força de Desembarque b) Força de Fuzileiros Navais c) Força de Paz d) Conjugado Anfíbio e) Força Expedicionária.
189 – Qual o principal vetor de mobilidade estratégica dos Fuzileiros Navais, proporcionando aos GptOpFuzNav a necessária logística de sustentação. a) a Força de Submarinos b) a Força de Fuzileiros Navais c) a Força Aérea Brasileira d) O CLAnf e) os meios navais da MB.
190 – “Os GptOpFuzNav, estruturados com a possibilidade de serem expandidos ou reduzidos, estão em condições de cumprir extensa gama de tarefas, podendo ser empregados em operações com diferentes níveis de violência, desde missões de combate até as humanitárias, e em ambientes operacionais diversos”. O trecho faz referência: a) Gradualismo no emprego b) Especificidade logística c) Caráter expedicionário d) Liderança em todos os níveis e) a Doutrina do CFN.
191 – Qual o principal patrimônio do CFN? a) As Tradições Navais b) a Hierarquia e Disciplina c) o Caráter Expedicionário d) o Pronto Emprego e) O Fuzileiro Naval.
192 - O exercício de liderança é desenvolvido, cotidianamente, em todas as Unidades do CFN, em todos os níveis hierárquicos. Como parte da preocupação dos líderes devem figurar os cuidados inerentes às: a) Condições de higiene, ao conforto da tropa e à capacitação técnica de seus subordinados b) Condições de precariedade, ao conforto da tropa e à capacitação técnica dos subordinados c) Condições de higiene, ao confronto da tropa e à capacitação técnica de seus subordinados d) Condições de higiene, ao comportamento humano psicológico e à capacitação técnica e) Condições de conforto da tropa e à capacitação tecnológica de seus superiores.
193 – O Que é imprescindível para os Fuzileiros Navais, particularmente para os GptOpFuzNav que realizam OpAnf? a) O exercício da inteligência b) O exercício da manobra c) O exercício da Guerra de Atrito d) O exercício da liderança e) O exercício da Guerra de Manobra.
194 – São parâmetros basilares para o desenvolvimento da liderança, EXCETO: a) Conscientização da relação líder-liderado b) Confraternizar, sempre que possível, com seus liderados c) Emissão de ordens claras e precisas d) Culto à motivação e à valorização do subordinado e) Culto exemplo e ao espírito de corpo.
195 – São fatores de multiplicação do poder de combate dos Fuzileiros Navais: a) Mortalidade, mobilidade e proteção b) Letalidade, contramobilidade e proteção c) Letalidade, mobilidade e proteção d) Letalidade, mobilidade e prevenção e) Literalidade, mortalidade e prevenção.
196 – Garante a efetividade no emprego dos GptOpFuzNav do CFN: a) O material b) O pessoal c) O conjugado anfíbio d) O ensino e) O militar.
197 – É a habilidade de influenciar um indivíduo ou um grupo de pessoas para que ajam, voluntariamente, na busca de um objetivo comum, realizando suas tarefas com maior efetividade, se comparado ao seu desempenho sem esta influência. a) Liderança b) Hierarquia c) Disciplina Consciente d) Inteligência e) Doutrina.
198 - O material operativo do acervo do CFN possui certas peculiaridades, as quais estão em consonância com as características anfíbias e expedicionárias exigidas para o emprego dos FN, quais sejam, EXCETO: a) Ser leve para possibilitar seu transporte de forma rápida e segura b) Ser adequado para emprego do processo cíclico e sistematizado do aperfeiçoamento c) Ser compatível com o embarque, a permanência a bordo e o desembarque de navios d) Ser flexível para permitir seu emprego em diferentes ambientes operacionais e) Ser resistente à ação direta da água salgada e ao contato com a areia de praia.
199 – Pressupõe em entendimento comum sobre como traduzir os ditames estratégicos em táticas, técnicas e procedimentos uniformes e eficazes: a) Material b) Ensino c) Adestramento d) Doutrina e) Liderança.
200 – Preparar os Fuzileiros Navais e os GptOpFuzNav para que apliquem os preceitos doutrinários com correção e obtenham êxito em suas ações, razão pela qual os exercícios devem se aproximar, tanto quanto possível, das condições do combate. a) Ensino b) Aperfeiçoamento c) Recursos humanos d) Liderança e) Adestramento.
201 – É tratado(a) como um processo contínuo, cíclico, sistematizado e integrado: a) A doutrina b) O ensino c) A liderança d) Os recursos humanos e) O adestramento.
202 –Em relação aos conceitos que servirão para organizar, equipar e adestrar as tropas para um adequado e coerente emprego, a doutrina busca, EXCETO: a) formulá-los b) disseminá-los c) validá-los d) compreendê-los e) utilizá-los.
203 – Assinale a alternativa INCORRETA. Tratando-se da doutrina do CFN, este dispõe de um Sistema de Gestão do Conhecimento que: a) desenvolve o conhecimento b) avalia o conhecimento c) produz o conhecimento d) armazena o conhecimento e) dissemina o conhecimento.
204 – São analisados, podendo ser incorporados à doutrina realimentando-a e contribuindo para seu aperfeiçoamento: a) os líderes b) os adestramentos c) os armamentos d) os equipamentos e) os procedimentos oriundos das lições aprendidas.
205 - Os procedimentos oriundos das lições aprendidas são analisados, podendo ser incorporados à doutrina, realimentando-a e contribuindo para seu aperfeiçoamento. A sistematização é caracterizada por um planejamento ___________________e pela metodologia empregada para formulação e aperfeiçoamento da doutrina. a) de curto prazo b) de médio prazo c) de longo prazo d) de curto e médio prazo e) de médio e longo prazo.
206 – Analise as proposições abaixo e, em seguida, marque a opção correta. I- A doutrina deve ser considerada como um dogma. II- A doutrina é aperfeiçoada à medida que evoluem as circunstâncias, subordinando-se, irremediavelmente, aos ditames dos Princípios de Guerra. III- Os Princípios de Guerra guardam estreita correlação com a natureza humana. IV- A doutrina no CFN é tratada como um processo contínuo, progressivo e verticalizado. a) Apenas a I está correta b) Apenas I e II estão corretas c) Apenas II e III estão corretas d) Apenas III e IV estão corretas e) Apenas I e IV estão corretas.
207 - O ensino no CFN, de acordo com o previsto na Lei de Ensino da Marinha, obedece a um processo: a) contínuo, cíclico e verticalizado de educação b) contínuo, progressivo e horizontalizado de educação c) cíclico, contínuo e linear de educação d) contínuo, cíclico, sistematizado e integrado de educação e) contínuo, progressivo e verticalizado de educação.
208 – São princípios do ensino do CFN, com características próprias, constantemente atualizado e aprimorado, desde a formação inicial até os níveis mais elevados de qualificação, EXCETO: a) Exercitar como irá combater b) Integração à educação na Marinha e garantia de padrão de qualidade c) Profissionalização contínua, progressiva e verticalizada d) Efetivo aproveitamento da qualificação adquirida, em prol da Instituição e) Titulações próprias ou equivalentes às de outros sistemas de ensino.
209 – São princípios do ensino do CFN, com características próprias, constantemente atualizado e aprimorado, desde a formação inicial até os níveis mais elevados de qualificação, EXCETO: a) Pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas b) Preservação da ética, dos valores militares e das tradições civis c) Avaliação integral e contínua d) Titulações próprias ou equivalentes às de outros sistemas de ensino e) Efetivo aproveitamento da qualificação adquirida, em prol da Instituição.
210 – Associada aos recursos humanos e ao material do CFN, ______________ compõe um dos pilares sobre o quais repousam a filosofia de preparo e do emprego dos GptOpFuzNav, que é centrada nos preceitos da OpAnf e da Guerra de Manobra. a) O material b) A liderança c) O ensino d) O adestramento e) A doutrina.
211 – O adestramento deve ser progressivo, buscando um constante aprimoramento profissional, tendo como foco: a) Apoio de fogo, por se tratar da mais complexa das operações militares b) OpAnf, por se tratar da mais complexa das operações militares c) GptOpFuzNav, por se tratar da mais complexa das operações militares d) BtlPçFuzNav, por se tratar da mais complexa das operações militares e) Concentração de fogos, por se tratar da mais complexa das operações militares.
212 – É tratada(o) como um processo contínuo, cíclico, sistematizado e integrado. a) O material b) A liderança c) A doutrina d) O ensino e) O adestramento.
213 – O ensino do CFN obedece a um processo: a) Humanista e científico b) Habitável para exercício de funções técnicas c) Para a realização de atividade especializada d) Contínuo, progressivo e verticalizado de educação e) Medido pela aplicação de parâmetros.
214 – O programa de treinamento das Unidades Operativas do CFN, particularmente dos GptOpFuzNav, devem ser norteados pelos princípios abaixo, EXCETO? a) Comprometer os Comandantes, estritamente ao nível estratégico, com o treinamento b) Exercitar como irá combater c) Exercitar em busca de resultados pré-estabelecidos d) Exercitar para manter a capacidade operacional já obtida e) Exercitar em busca de integrar todos os elementos constitutivos do GptOpFuzNav.
215 – É a tropa de combate básica dos GptOpFuzNav: a) PelFuzNav b) CiaFuzNav c) Infantaria d) OpAnf e) ForTarAnf.
216 - Na Arte da Guerra, qual é a ciência dos detalhes? a) Infantaria b) Engenharia c) Artilharia d) Logística e) Apoio de Fogo.
217 - A atividade logística dos GptOpFuzNav, considerada peculiar em decorrência de sua condição de pronto-emprego e da necessidade de se apoiar, a partir do mar, tropas que atuam em terra e possuem limitado poder de combate inicial assim que desembarcam, são norteadas: a) pelo caráter naval e a vocação expedicionária b) pelo caráter expedicionário e a vocação anfíbia c) pela ação de choque e a necessidade de atuar longe de suas bases d) pelo material e recursos humanos e) pela audácia, rapidez e velocidade necessária à atender o conjugado anfíbio.
218 – É um multiplicador do poder de combate do GptOpFuzNav: a) seu caráter expedicionário b) sua vocação anfíbia c) sua ação de choque d) a especificidade de seus recursos humanos e) a aplicação adequada da logística .
219 – “Estabelecem limites para o que é operacionalmente possível”. O trecho se refere: a) Conjugado Anfíbio b) Componente de Comando c) Imposições Logísticas d) Planejamento Estratégico e) O Apoio de Fogo.
220 – São parâmetros basilares para o desenvolvimento da liderança no CFN: a) Ser compassivo, leal e corajoso b) Culto ao exemplo, à motivação, à valorização do subordinado c) Garantir o padrão de qualidade operativa e desempenhar cargos ou funções com esmero d) Tratar com afeição os irmãos de armas e aplicar a liderança participativa e) Exercitar como irá combater e exercitar para manter a capacidade operacional já obtida.
221 - São parâmetros basilares para o desenvolvimento da liderança no CFN, EXCETO: a) A conscientização da relação líder-liderado b) Culto ao exemplo, à motivação, à valorização do subordinado c) A emissão de ordens claras e precisas d) Culto ao Espírito de Corpo e) Culto às Tradições Navais.
222 - Verdadeiro ou Falso e marque a sequência correta: ( ) Conjugado Anfíbio se traduz em uma Força Naval, com um GptOpFuzNav embarcado juntamente com os meios aeronavais adjudicados, em condições de cumprir missões relacionadas às tarefas importantes do Poder Naval. ( ) O GptOpFuzNav é uma organização para o combate nucleada por tropa de Fuzileiros Navais, constituída para o cumprimento de missão específica e estruturada segundo o conceito organizacional de componentes, e que reúne os elementos constitutivos de acordo com a natureza de suas atividades. ( ) Na Arte da Guerra, a Logística é a ciência dos detalhes. ( ) Os GptOpFuzNav realizam diversas atividades que são harmoniosamente integradas e grupadas segundo as características funcionais das tropas de FN. Estas atividades são classificadas como de Apoio de Fogo Naval (ApFN), Coordenação de Apoio de Fogo (CAP) e Apoio de Desembarque (ApDbq). ( ) Na ofensiva, a Infantaria deve manter o terreno, repelindo o inimigo para ou destruindo-o pelo contra-ataque, pelo fogo em combate aproximado. a) (V), (V), (V), (V), (F) b) (F), (V), (F), (F), (F) c) (F), (F), (V), (V), (F) d) (V), (V), (V), (F), (V) e) (F), (V), (V), (F), (F).
223 – São fatores de multiplicação do poder de combate dos Fuzileiros Navais: a) Ser leve, compatível, flexível e resistente b) Adestramento, Ensino e Doutrina c) Exercício da liderança, a efetividade do adestramento e os GptOpFuzNav d) Letalidade, mobilidade e proteção e) A doutrina, GptOpFuzNav e o Material.
224 – Não deve ser considerada como dogma, pois é aperfeiçoada à medida que evoluem as circunstâncias, subordinando-se, irremediavelmente, aos ditames dos Princípios da Guerra: a) Doutrina b) Ensino c) Adestramento d) Material e) Especificidade Logística.
225 - Os GptOpFuzNav realizam diversas atividades que são harmoniosamente integradas e grupadas segundo as características funcionais das tropas de FN. Estas atividades são classificadas como: a) Combate em localidade (CmbLc), apoio de fogo (ApF) e ação de choque (AçChq) b) Combate (Cmb), apoio ao combate (ApCmb) e Apoio de Serviço ao Combate (ApSvCmb) c) Fogo, Movimento e Ação de choque d) Guerra de Atrito, Guerra de Manobra e OpAnf e) Manobra, Proteção e Interação de Forças.
226 – São Atividades de Combate (Cmb): a) Infantaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações Navais b) ApCmb e ApSvCmb c) Logística, Blindados e Apoio de Fogo d) Operações Especiais, Blindados e Infantaria e) VtrAnf, Infantaria e Ações de Comandos Anfíbios.
227- No combate, a Infantaria combina: a) ApCmb, ApFN e base de fogos b) Guerra de Atrito e Guerra de Manobra c) OpAnf e Manobra d) OpAnf, Guerra de Atrito e Guerra de Manobra e) Fogo, Movimento e Ação de choque.
228 - Os elementos de combate destinam-se à realização das operações: a) ofensivas, defensivas e ações táticas b) ofensivas, defensivas e ações de comandos c) estáticas, móveis e aeromóveis d) defensivas, repressivas e ações de comandos e) ofensivas, de resgate e humanitárias.
229 – A infantaria é capaz de progredir praticamente em todos os tipos de terreno e sob quaisquer condições climáticas e meteorológicas, em pequenas frações, o que dificulta o inimigo detectar sua aproximação. Atua na defensiva e na ofensiva. Das proposições abaixo, indique a que reflete o conceito de sua atuação OFENSIVA: a) Deve manter o terreno, repelindo o inimigo ou destruindo-o pelo contra-ataque b) Deve repelir, sob condições adversas, o inimigo e fazê-lo se render c) Localizar e cerrar sobre o inimigo para destruí-lo ou capturá-lo d) Deve manter o terreno a fim de exterminar suas forças reservas e) Destruir o inimigo, por meio da progressão sob emprego eficiente de fogos de contra-ataque.
230 - A ação de choque consiste no impacto físico e psicológico imposto ao inimigo pela associação: a) dos blindados e apoio de fogo b) dos fogos e do movimento c) dos fogos e da flexibilidade d) da artilharia e da mobilidade e) das ações táticas e operativas.
231 – A infantaria é capaz de progredir praticamente em todos os tipos de terreno e sob quaisquer condições climáticas e meteorológicas, em pequenas frações, o que dificulta o inimigo detectar sua aproximação. Atua na defensiva e na ofensiva. Das proposições abaixo, indique a que reflete o conceito de sua atuação Defensiva: a) Deve manter o terreno, repelindo o inimigo ou destruindo-o pelo contra-ataque, pelo fogo ou combate aproximado b) Deve repelir, sob condições adversas, o inimigo e fazê-lo se render c) Localizar e cerrar sobre o inimigo para destruí-lo ou capturá-lo d) Deve manter o terreno a fim de exterminar suas forças reservas e) Destruir o inimigo, por meio da progressão sob emprego eficiente de fogos de ataque.
232 – Em virtude dessas características e devido ao contato direto com o inimigo, os elementos de Infantaria estão mais sujeitos às baixas de pessoal, o que requer destes combatentes, EXCETO: a) moral elevado b) resistência física c) tenacidade d) repouso físico e) liderança em todos os níveis.
233 – Uma das atividades de combate que é realizada por pessoal especialmente selecionado e adestrado, empregando meio não convencionais e executando ações também não convencionais: a) ApAe b) Infantaria c) Blindados (nas ações de combate) d) OpEsp e) Artilharia de campanha.
234 – As Operações Especiais (OpEsp) são aquelas realizadas por pessoal especialmente selecionado e adestrado, empregando meios não convencionais e executando ações também não convencionais. São propósitos das OpEsp, EXCETO: a) destruir ou danificar objetivos específicos b) capturar ou resgatar pessoal ou material c) defender Pontos Críticos avançados d) coletar dados e) despistar e produzir efeitos psicológicos.
235 – As Operações Especiais (OpEsp), normalmente, são operações de duração limitada e, geralmente, exploram: a) a surpresa, velocidade e ação de choque. b) a surpresa, rapidez e ação de choque. c) a incerteza, rapidez e ações táticas. d) o apoio de fogo, a audácia e o improviso e) a audácia, a rapidez e o ritmo.
236 - Destina-se a proporcionar apoio de fogo, apoio ao movimento, apoio à capacidade de C2 e à proteção do GptOpFuzNav como um todo: a) Atividades de Apoio ao Combate (ApCmb) b) Operações Especiais c) Infantaria d) Especificidade de adestramentos e) Adestramentos.
237 - Em situações em que a análise dos fatores da decisão recomende, os Carros de Combate (CC) podem ser empregados como peça de manobra, cumprindo tarefas táticas: a) Apenas ofensivas b) Operações Especiais c) Apenas Binômio com a Infantaria na Ofensiva d) Apenas Defensivas e) Ofensivas e Defensivas.
238 - As atividades de apoio ao combate destinam-se a proporcionar, EXCETO: a) apoio de fogo b) apoio ao movimento c) apoio à capacidade de Comando e Controle d) apoio à proteção do GptOpFuzNav como um todo e) apoio logístico.
239 – O que possibilita a exploração da terceira dimensão do combate nos campos de batalha, contribuindo decisivamente para o cumprimento das missões dos GptOpFuzNav? a) Utilização do apoio logístico b) Utilização de aeronaves c) Utilização da Infantaria, elemento básico do GptOpFuzNav d) Utilização da Guerra de Manobra e) Utilização dos parâmetros basilares para o desenvolvimento da liderança no CFN.
240 – O ApAe, em proveito da manobra dos GptOpFuzNav, é dividido em dois grandes grupos: a) ApAeOf e Apoio Logístico (ApLog) por aeronaves b) ApAe e ApLog por aeronaves c) ApAeDef e ApLog por aeronaves d) ApAeTat e ApLog por aeronaves e) ApLog por aeronaves.
241 – É o grande diferencial do emprego dos Fuzileiros Navais em relação às Operações Terrestres convencionais: a) Atividade de ApDbq b) ApFN c) Artilharia de Campanha d) Comunicação e Informática e) Blindados.
242 – O apoio aéreo ofensivo (ApAeOf) divide-se em: a) Apoio de Fogo Aéreo e Apoio Aéreo Defensivo b) Apoio Aéreo Defensivo e Apoio Aéreo Tático c) Atividades Aéreas de Combate e Atividade Aérea de Apoio ao Combate d) Atividades Aéreas Ofensivas e Atividades Aéreas Defensivas e) Atividades Aéreas Táticas e Atividades Aéreas Operativas.
243 – As Atividades Aéreas de Combate se dividem em: a) Apoio de Fogo Aéreo e Defesa Aérea b) Apoio de Fogo Aéreo Afastado e Apoio de Fogo Aéreo Aproximado c) Atividades Aéreas de Combate e Atividade Aérea de Apoio ao Combate d) Atividades Aéreas Ofensivas e Atividades Aéreas Defensivas e) Atividades Aéreas Táticas e Atividades Aéreas Operativas.
244 – Compreende ações realizadas por elementos especializados que, nas OpAnf, preparam as Praias de Desembarque (PraDbq) para Embarcações de Desembarque (ED) e CLAnf e Zonas de Desembarque (ZDbq) para helicópteros: a) Apoio de Fogo Naval (ApFN) b) Coordenação de Apoio de Fogo (CAF) c) Blindados d) Defesa Anticarro (DAC) e) Apoio ao Desembarque.
245 - Correlacione e marque a sequência correta: (I) Atividades de combate (Cmb) (II) Atividades de Apoio ao Combate (ApCmb) (III) Atividade de ApSvComb ( ) Comunicação e Informática e ApAe ( ) Saúde, suprimento e manutenção ( ) Coordenação de Apoio de Fogo (CAF), Defesa Antiaérea (DefAAe) e ApFN, ApDbq ( ) Infantaria ( ) Blindados, Artilharia de Campanha e Defesa Antiaérea (DAC) ( ) Blindados (nas ações de combate) ( ) Recursos Humanos, Engenharia, Transporte e Salvamento ( ) Serviço de Polícia e DefNBQR ( ) Guerra Eletrônica, Engenharia de Combate e Guerra Cibernética ( ) Operações Especiais (nas ações diretas/ações de comando) ( ) Reconhecimento e Vigilância (RecVig) a) (II), (I), (III), (I), (II), (I), (II), (III), (II), (I), (II) b) (II), (III), (II), (I), (II), (I), (III), (III), (II), (I), (II) c) (II), (II), (II), (I), (III), (I), (III), (II), (I), (I), (II) d) (I), (I), (II), (I), (II), (III), (I), (I), (II), (I), (II) e) (III), (III), (II), (I), (III), (I), (III), (III), (II), (I), (II).
246- É empregado para destruição e neutralização de instalações terrestres e defesas que se opuserem à aproximação dos navios e aeronaves, e ao desembarque das tropas: a) Apoio ao Desembarque (ApDbq) b) Artilharia de Campanha c) Coordenação de Apoio de Fogo (CAF) d) Apoio de Fogo Naval (ApFN) e) Apoio Aéreo (ApAe).
247- Assinale a alternativa CORRETA em relação à atividade de ApCmb que prevê o auxílio ao fornecimento de itens críticos de suprimentos nos momentos iniciais, a catalogação do material salvado e capturado, dentre outras atividades. a) Logística b) Suprimento c) Engenharia d) Apoio ao Desembarque e) Salvamento.
248 – É o principal apoio de fogo orgânico dos GptOpFuzNav nas Operações de Guerra Naval: a) Apoio de Fogo Aéreo b) Apoio de Fogo Naval c) Artilharia de Campanha d) Blindados e) Coordenação de Apoio de Fogo (CAF).
249- Em uma OpAnf, contribui, em conjunção com outras armas, para o cumprimento da missão da Força de Desembarque (ForDbq), tendo grande importância, particularmente quando, em face da situação militar do inimigo, for impossível o desembarque da Artilharia de Campanha nos primeiros momentos do MNT e quando as condições meteorológicas limitarem o emprego do ApAe. a) Apoio de Fogo Aéreo b) Apoio de Fogo Naval c) Artilharia de Campanha d) Blindados e) Coordenação de Apoio de Fogo (CAF).
250- O(a) _______________ pode, também, ser empregado para apoiar outros tipos de operações terrestres quando estas ocorrerem próximo ao litoral. a) Apoio de Fogo Naval b) Apoio de Fogo Aéreo c) Artilharia de Campanha d) Blindados e) Coordenação de Apoio de Fogo (CAF).
Report abuse Terms of use
HOME
CREATE TEST
COMMENTS
STADISTICS
RECORDS
Author's Tests