option
Questions
ayuda
daypo
search.php
ERASED TEST, YOU MAY BE INTERESTED ON Revisao Geral
COMMENTS STATISTICS RECORDS
TAKE THE TEST
Title of test:
Revisao Geral

Description:
Questões de Revisao

Author:
AVATAR
Paulo Souza
Other tests from this author

Creation Date:
18/02/2023

Category: Others

Number of questions: 56
Share the Test:
New CommentNuevo Comentario
No comments about this test.
Content:
A “Amazônia Azul”, uma área de aproximadamente 4,5 milhões de km², traçada ao longo do litoral brasileiro. Sobre a “Amazônia Azul”, pode-se afirmar que: É uma área que o Brasil delimitou para opor-se à salvaguarda e à exploração dos recursos naturais. É uma região onde a exploração pesqueira está embargada para permitir a exploração do pré-sal. Foi criada para que os recursos vivos na Zona Econômica Exclusiva – ZEE sejam exclusivamente pescados por navios fábricas. Essa demarcação objetivou delimitar áreas de pequeno interesse comercial e assegurar os impostos para todos os estados da União. Nessa área, o Brasil pretende exercer seus direitos de soberania ou jurisdição para melhor salvaguardar e explorar os recursos naturais nela existentes.
Sobre a Amazônia Azul brasileira, afirma-se que: I - É composta pelo mar brasileiro que, com 8,5 mil km de costa e 4,5 milhões de km² de Zona Econômica Exclusiva (ZEE), representa quase a metade de todo nosso território terrestre. II - Corresponde à nossa fronteira marítima, por onde passam hoje cerca de 95% de todo o comércio exterior nacional. III - Além dos recursos minerais e energéticos, possui uma enorme importância também como fonte de alimentos. IV - Na faixa do mar territorial são explorados petróleo e gás, além do sal e da água potável. I, II e III. II, III e IV. I, III e IV. I e IV. II e III.
Para alertar a sociedade da importância estratégica e econômica do mar que nos cerca, a Marinha do Brasil chamou de Amazônia Azul a parcela ampliada do espaço marítimo reivindicada pelo Brasil junto a organismos internacionais. Com base nas informações do quadro, assinale a afirmativa correta. A Amazônia Azul é a área formada pela soma da Zona Econômica Exclusiva (ZEE) e pela Plataforma Continental. A denominação Amazônia Azul, dada pela Marinha do Brasil, se apoia em um critério de localização geográfica. A Amazônia Azul, equivale, em distância da costa, à área total do território brasileiro. A Zona Econômica Exclusiva (ZEE) é a faixa litorânea continua, que exclui os arquipélagos brasileiros no Atlântico Sul.
O território marítimo brasileiro tem cerca de 3,6 milhões de km². O Brasil está pleiteando junto à ONU, um acréscimo de 900 mil km² a essa área. Caso aceita a proposta, as águas jurisdicionais brasileiras somarão quase 4,5 milhões de km². Uma área maior que a Amazônia verde. Uma Amazônia em pleno mar. A Amazônia Azul. (Centro de Comunicação Social da Marinha, www.mar.mil.br) Sobre a Amazônia Azul, foram feitas as seguintes afirmações: I. A denominação Amazônia Azul justifica-se, pois apenas nesse ambiente são encontradas as cianobactérias, que conferem a coloração azul ao mar. II. Assim como a Amazônia, a Amazônia Azul caracteriza-se pela rica diversidade de espécies, muitas delas de elevado potencial econômico. III. Tanto a Amazônia quanto a Amazônia Azul desempenham importante papel no controle da temperatura da Terra. Em ambas, ocorre o sequestro do CO2 atmosférico, um dos gases responsáveis pela intensificação do efeito estufa. IV. A Amazônia é um exemplo de bioma do tipo floresta temperada, mas a Amazônia Azul não pode ser considerada um bioma uma vez que não é possível caracterizarem-se, nesse ambiente aquático, as diferentes formações fitogeográficas. São corretas as afirmações. I, II, III e IV. I, II e IV, apenas. II, III e IV, apenas. II e III, apenas. III e IV, apenas.
A expressão Amazônia Azul está relacionada: à Floresta Equatorial Amazônica, localizada na região Norte do Brasil e de inegável importância ambiental. a uma vasta área que se estende ao longo do litoral brasileiro de grande importância ambiental, econômica e estratégica. à grande reserva mineral alojada no subsolo amazônico. ao espaço aéreo que contorna toda a Amazônia brasileira, de suma importância estratégica e ambiental. à fauna associada à Floresta Amazônica que contém diversas espécies endêmicas.
O espaço geográfico tem cada vez mais despertado interesses de grupos, países e empresários pela disponibilidade dos recursos naturais dispostos nos territórios. Essa cobiça exige dos países detentores de grandes riquezas cada vez mais a implementação de políticas adequadas à proteção da soberania nacional. No Brasil é crescente o debate sobre a importância da Amazônia Azul, uma imensa área do litoral medindo quase 4,5 milhões de quilômetros quadrados, o que acrescentaria ao país uma área equivalente a mais de 50% de sua extensão territorial. Sobre as potencialidades e desafios marítimos do Brasil, assinale a opção correta. O avanço do comércio exterior propiciou, nas últimas décadas, a diminuição da vulnerabilidade do país, visto que os fretes marítimos são transportados majoritariamente por navios de bandeira brasileira. Embora as descobertas das reservas de petróleo no pré-sal nas Bacias de Santos e Campos possibilitassem o aumento da extração pela via marítima, ainda o Brasil depende quase que exclusivamente da exploração nas áreas continentais. A implantação de Unidades de Conservação Costeiras e Marinhas no litoral brasileiro promoveu a conservação da biodiversidade e o aumento dos manejos de áreas abertas, portanto suprimiu os conflitos de múltiplos usos. A pesca artesanal está localizada em sua maioria nas regiões Sudeste e Sul do Brasil, enquanto a pesca industrial se deslocou preferencialmente para as regiões Norte e Nordeste, onde as precárias condições de fiscalização e controle favorecem a exploração. A degradação dos ecossistemas costeiros provocada pela especulação imobiliária e dejetos produzidos pela poluição urbana e industrial é responsável pelas destruições dos manguezais e das dunas, acarretando o problema da erosão marinha.
Um território pouco explorado, rico em biodiversidade e recursos naturais. Um mundo submarino com vastas reservas de ouro, diamante, fosfatos, cobalto, entre outras riquezas repousam nesse local. É a Amazônia Azul, assim batizada pela Marinha Brasileira. São 3,5 milhões de quilômetros quadrados, aos quais o Brasil quer somar mais 960 mil quilômetros quadrados de área em águas internacionais. Para isso, o país pediu em 2004 a extensão de seus direitos sobre a Zona econômica exclusiva, de acordo com a Convenção das Nações Unidas Sobre o Direito do Mar. Do total pleiteado, 190 mil quilômetros quadrados não foram concedidos pela ONU, que alegou inconsistências no pedido brasileiro. Apesar da negativa inicial, o Brasil realizou novos estudos para reapresentar o pleito descrito no texto e conseguir a totalidade da área de ampliação da Zona econômica exclusiva junto às Nações Unidas. O conceito de Zona econômica exclusiva relaciona-se a: faixa de 12 milhas marítimas de largura, medidas a partir do litoral e das ilhas brasileiras uma faixa de 12 milhas marítimas a mais do que o limite do mar territorial. subsolo das áreas submarinas que se estendem até o mar territorial. uma área que se estende até 200 milhas marítimas além do mar territorial somatório do mar territorial e da zona contígua, até o limite de 200 milhas.
As fronteiras políticas internacionais definem limites entre diferentes soberanias, contudo a soberania do Estado não se circunscreve apenas ao território terrestre. A respeito da soberania do Estado brasileiro, tanto em território terrestre como marítimo, pode-se afirmar que: I. a faixa de fronteira terrestre, definida na Constituição, corresponde à área de 150 Km de largura ao longo dos limites terrestres, e cabe aos governos de cada estado da federação executar as ações de polícia de fronteira nessa faixa. II. o Estado brasileiro possui soberania quase que total sobre seu Mar Territorial, com exceção apenas de ter que respeitar o direito de passagem inofensiva de embarcações de outros países nessa área, conforme convenção da ONU em vigor desde 1994. III. embora a Zona Econômica Exclusiva (ZEE) esteja limitada a uma faixa de 200 milhas náuticas de largura da costa, a plataforma continental, em diversos trechos, ultrapassa esse limite, o que pode ampliar as fronteiras de exploração econômica da chamada “Amazônia Azul”. IV. a soberania brasileira sobre a Zona Econômica Exclusiva distingue-se da soberania sobre o Mar Territorial, uma vez que na ZEE países estrangeiros têm completa liberdade de navegação, sobrevoo e exploração dos recursos naturais da plataforma continental. Assinale a alternativa em que todas as afirmativas estão corretas. I e II I e III II e III II e IV III e IV.
A Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar (CNUDM) - assinada pelo Brasil em 1982 e ratificada em 1988 - introduz ou consagra os conceitos de mar territorial, zona econômica exclusiva e plataforma continental. Em 1993, o Governo brasileiro sancionou a lei que tornou os limites marítimos brasileiros coerentes com os limites preconizados pela CNUDM. O mar territorial brasileiro de 200 milhas marítimas - instituído em 1970, passou a ser de 12 milhas marítimas, ao qual foram acrescidas 188 milhas referentes à zona econômica exclusiva. A alteração da legislação brasileira no que se refere aos limites marítimos reflete as mudanças na diplomacia externa do país dos anos 1970 para os anos 1980/1990. As duas diretrizes da política externa do Brasil, para cada um desses dois períodos, estão formuladas, respectivamente, em: Gestão pública alicerçada nas principais demandas populares / adoção dos novos princípios mundiais de domínio compartilhado dos recursos naturais Exercício da soberania baseado em decisões unilaterais de inspiração nacionalista / integração a sistemas multilaterais de decisão na esfera mundial ação do Estado fundamentada na lógica de alianças da Guerra Fria / submissão às resoluções dos organismos internacionais manipuladas pelas potências hegemônicas intervenção governamental em defesa dos interesses econômicos externos / implantação de uma estratégia de consenso internacional em detrimento dos capitais nacionais .
As doze milhas marítimas que contornam a linha de costa de cada país banhado pelo mar são consideradas território nacional. Mas os Estados costeiros têm ainda direito de jurisdição funcional sobre uma faixa de 200 milhas marítimas, denominada Zona Econômica Exclusiva (ZEE). Estratégica - o aumento da segurança nacional. Cultural - a expansão sobre o Atlântico Sul. Financeira - a instalação de centros off-shore Geoeconômica - o aproveitamento dos recursos naturais. Ambientalista - a limitação das áreas de ressurgência.
Sobre as características da Amazônia Azul, assinale a alternativa que contém o(s) número(s) correspondente(s) à(s) verdadeira(s) característica(s) desse espaço marítimo I. Trata‐se de área sobre a qual o Brasil exerce forte controle da circulação marítima. II. A área abriga as reservas da camada do pré‐sal, que se encontram dentro dos limites do mar territorial. III. Corresponde à área maior que a Amazônia Verde e possui vastos recursos minerais e biomarinhos. IV. Trata‐se de espaço geopoliticamente estratégico para os interesses econômicos e sociais brasileiros. I e II. II e IV. I e III. III e IV.
Como parte dos esforços empreendidos para estender o limite exterior da plataforma continental do Brasil, os trabalhos realizados no âmbito do Plano de Levantamento da Plataforma Continental Brasileira (LEPLAC) aumentam as oportunidades de descoberta de recursos naturais, como gás e petróleo, na plataforma continental, independentemente de seus futuros limites. CERTO ERRADO.
A Lei n° 7.661, de 16 de maio de 1988, institui o Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro (PNGC). Segundo esse instrumento legal, o PNGC será elaborado e, quando necessário, será atualizado pela(o) Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (CIRM) Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH) Conselho Nacional de Recursos do Mar (CNRM) Grupo de Coordenação, dirigido pela Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (SECIRM).
Para o conjunto da economia europeia, no século XVI, caracterizada pela produção em crescimento e pelo aumento das transações mercantis, ao lado de um novo crescimento de sua população, o efeito mais importante dos grandes descobrimentos foi a alta geral dos preços... O efeito a que o texto se refere foi provocado: pelo grande afluxo de metais preciosos. pela ampliação da área de produção agrícola. pela redução do consumo de produtos manufaturados. pela descoberta de novas rotas comerciais no Oriente. pelo deslocamento do eixo comercial para o mediterrâneo.
Para se compreender historicamente o contexto em que se iniciou as práticas de navegações europeias que resultaram no que ficou conhecido como as Grandes Navegações, o autor do texto Grandes Navegações diz que é necessário fazer a associação entre algumas situações históricas. Indique qual das alternativas abaixo está correta. Renascimento cultural, fortalecimento dos senhores feudais e formação dos Estados Nacionais. Reavivamento comercial da Baixa Idade Média, formação dos Estados Nacionais e ascensão da burguesia. Reavivamento comercial da Baixa Idade Média, formação dos Estados Nacionais e ascensão da nobreza. controle dos mercados marítimos pelos árabes, formação dos Estados Nacionais e ascensão da burguesia.
Sobre as características das Grandes Navegações do século XV, indique a alternativa incorreta: Em 1434, o navegador Gil Eanes ultrapassou o Cabo do Borjador, abrindo portas para a conquista lusitana sobre o litoral africano. Desde o século XII, a entrada dos produtos orientais se dava pelo monopólio exercido pelos comerciantes italianos e árabes no Mar Mediterrâneo. Com o objetivo de superar a dependência para com esses atravessadores, Portugal promoveu esforços para criar uma rota que ligasse diretamente os comerciantes portugueses aos povos do Oriente. Como consequência das várias expedições realizadas pelos portugueses na costa ocidental do continente africano, o navegador Vasco da Gama conseguiu chegar à cidade indiana de Calicute em 1498, e voltou a Portugal com uma embarcação cheia de especiarias. Ao mesmo tempo em que Portugal despontou em sua expansão marítima, a Espanha, mesmo envolvida no processo de expulsão dos mouros da Península Ibérica, acompanhou os portugueses nas expedições marítimas. O fim da chamada Guerra de Reconquista foi apenas mais um passo para o fortalecimento dos espanhóis na corrida de expansão marítima. A rivalidade entre Portugal e Espanha pela exploração das novas terras descobertas levou ambos os reinos a assinarem tratados definidores das regiões a serem dominadas por cada um deles. Em 1493, a Bula Intercoetera estabeleceu as terras a 100 léguas de Cabo Verde como região de posse portuguesa. No ano seguinte, Portugal solicitou o alargamento das fronteiras para 370 léguas de Cabo Verde, instituindo o Tratado de Tordesilhas.
Quais os dois países que mais se destacaram no período das Grandes Navegações e Descobrimentos Marítimos dos séculos XV e XVI? Inglaterra e França Holanda e Itália Portugal e Espanha Alemanha e Noruega.
Qual era o principal objetivo dos empreendimentos marítimos dos séculos XV e XVI? Fazer a navegação ao redor do mundo passando por todos os oceanos. Descobrir e controlar uma rota marítima para as Índias para comprar especiarias diretamente na fonte e vender com elevados lucros na Europa. Chegar até o extremo norte do continente americano para iniciar o povoamento da região. Estabelecer e controlar novas rotas marítimas para a Oceania com o objetivo de explorar os recursos minerais da região.
Qual das alternativas abaixo explica o pioneirismo de Portugal nas Grandes Navegações dos séculos XV e XVI? Portugal era o país mais rico e populoso da Europa, marinheiros de vários países moravam e trabalhavam em Portugal e dinheiro para investimento em navegação oriundo da industrialização do país. Apoio total da população, ajuda de outros países, altos investimentos na construção de caravelas feitos por ricos comerciantes asiáticos e americanos. Posição geográfica favorável, bons conhecimentos e experiência em navegação, domínio da técnica de construção de caravelas, capital para investimentos oriundo da burguesia e nobreza. Experiência em navegação de longo alcance desde o início da Idade Média, grande quantidade de madeira e ferro no território português para a construção das caravelas, total conhecimento das técnicas de navegação.
Qual das alternativas abaixo apresenta dois importantes momentos das navegações portuguesas dos séculos XV? Descobrimento da Oceania e chegada ao litoral argentino em 1501. Conquista da Ásia no final do século XV e descobrimento de ilhas no Caribe. Navegação da costa oeste do continente americano e chegada ao norte da Rússia em 1502. Chegada de Vasco da Gama às Índias em 1498 e chegada de Cabral ao Brasil em 1500.
Qual alternativa abaixo apresenta apenas nomes de grandes navegadores do período das Grandes Navegações e Descobrimentos Marítimos? Pedro Álvares Cabral, Mem de Sá, Luís de Brito, Américo Vespúcio e Antônio Salema. Cristóvão Colombo, Bartolomeu Dias, Vasco da Gama, Pedro Álvares Cabral e Gil Eanes. Bartolomeu Dias, Fernão de Noronha, Pedro Américo e Duarte da Costa. Vasco da Gama, Marco Polo, Francisco Pizarro, Martim Afonso de Souza e Galileu Galilei.
Qual alternativa abaixo apresenta uma afirmação correta sobre a expansão marítima portuguesa dos séculos XV e XVI? O projeto ultramarino português, organizado pela coroa, contou com recursos da Ordem de Cristo e de comerciantes portugueses. O financiamento das navegações portuguesas foi realizado apenas com investimentos da coroa portuguesa. O Reino de Portugal, no século XV, não realizava nenhum tipo de comércio marítimo. Portugal, no século XV, era dominado pelos mouros e italianos. Foram estes dois povos que patrocinaram as navegações portuguesas.
No século XVI, os portugueses estabeleceram postos de caráter comercial e militar nas costas da África e Brasil. Estes postos, que foram de grande importância para a expansão marítima portuguesa, ficaram conhecidos como: Vilas Câmaras Municipais Feitorias Pelourinhos.
A descoberta europeia da América, ou o achamento como pensam outros, não foi um acontecimento isolado da história europeia, tendo em vista que: A viagem de Colombo representou o fechamento súbito do sistema transoceânico de comércio e navegação, uma vez que a África ficou isolada das transações comercias com os europeus. A grande inovação dos marinheiros e mercadores do século XV, dentre eles os portugueses, foi saber como os ventos e as correntes do oceano Atlântico podiam ser utilizados para permitir as viagens entre os continentes. Foi a partir das viagens de Colombo que o astrolábio e o quadrante, instrumentos que facilitavam as leituras das posições dos corpos celestes, foram inventados, no século XVI. Durante séculos, os marinheiros europeus tinham visto apenas o contorno do mundo oceânico, com a viagem de Colombo, os franceses partiram na frente e foram únicos no contato intercontinentais. A viagem de Colombo permitiu a superação das rotas comerciais com as Índias Orientais contornando a África, pois o comércio passou a ser predominantemente no Atlântico Norte.
Ao contrário dos portugueses, que buscavam atingir as Índias contornando a costa africana, Colombo: concentrou suas navegações na parte Norte da América, em busca de uma passagem ao Noroeste para o continente asiático; dirigiu-se para o Oeste em busca da passagem Sudeste para o continente asiático; planejou atingir o Leste, onde se encontravam as Índias, viajando no sentido Oeste; Navegou pelo Oceano Atlântico em direção ao Canal da Mancha e Mar do Norte, seguindo as instruções do Rei de Portugal; concentrou suas navegações na parte Leste, em busca de uma passagem Noroeste para as Índias.
Os povos pré-colombianos, maias, astecas e incas, já apresentavam uma notável organização. O estágio de desenvolvimento em que se encontravam era: a selvageria a barbárie a transição de selvagem para barbárie a civilização o Paleolítico.
Entre as principais conseqüências da Expansão Marítima, encontramos, exceto: O descobrimento de metais preciosos no Novo Mundo e a aceleração da acumulação capitalista; A descoberta de novos mercados, fornecedores de matérias-primas e consumidores de produtos industrializados; A mudança do eixo econômico europeu, do mar Mediterrâneo para os oceanos Atlântico e Índico; A formação dos impérios coloniais, vinculados ao Sistema Colonial Tradicional e ao processo de europeização do mundo; O renascimento da escravidão em bases capitalistas e o desenvolvimento do mercantilismo.
Sobre as Navegações e os Descobrimentos, assinale a alternativa falsa: Com os Descobrimentos, o eixo-econômico transferiu-se do Mediterrâneo para o Atlântico. O Canadá foi explorado principalmente pelos franceses. A Espanha retardou a sua participação na Expansão Marítima porque estava ainda em luta com os mouros e em processo de unificação política. O que melhor explica o pioneirismo luso nas navegações é a posição geográfica de Portugal. A primeira viagem de circunavegação foi realizada pelo português Fernão de Magalhães.
“O apoio financeiro da classe mercantil foi decisivo para o sucesso do movimento revolucionário, que faz surgir um novo Estado Nacional, mais forte e mais centralizado, e eminentemente mercantilista.” O movimento revolucionário mencionado no texto e referente à História de Portugal está ligado: à Reconquista cristã do território português aos árabes; à atuação de Afonso Henrique de Borgonha, fundador do Reino de Portugal; à ascensão do Mestre de Avis ao trono português; à dominação dos Felipes sobre Portugal; à Restauração Portuguesa, que marca o fim da dominação espanhola.
Em 1917, o Brasil entrou na Primeira Guerra Mundial, quando a campanha submarina alemã atingiu seus navios mercantes, afundados em razão do bloqueio alemão a Grã-Bretanha. De acordo com Bittencourt (2006), o Brasil enviou, em 1918, uma Divisão Naval para operar com a Marinha Britânica entre: Senegal e Marrocos. Gibraitar e Marrocos. Senegal e Dakar. Dakar e Gibraitar. Gibraitar e Senegal.
O nascimento da Marinha Imperial se deu em regime de urgência, aproveitando os navios que tinham sido deixados pelos portugueses. Esses navios foram reparados em um intenso trabalho do Arsenal de Marinha: do Rio de Janeiro. do Maranhão. do Rio grande do Sul. do Piauí. da Bahia.
De acordo com Bittencourt (2006), durante as operações contra o Governo do Paraguai ao longo da Guerra da Tríplice Aliança, o Vice-Almirante Joaquim Inácio comandou, em 15 de agosto de 1857, um enfrentamento contra o fogo das baterias de terra dos inimigos e contra os obstáculos no rio, sucedendo com êxito a passagem de dez navios encouraçados. Esse fato ficou conhecido como Passagem Heróica de: Humaitá Corrientes. Curuzu. Riachuelo. Curupaiti.
Foi considerada a primeira sublevação ocorrida no período regencial, no Grão-Pará, que se generalizou em 1835, com a ocupação da capital da província, Belém: Guerra dos Farrapos. Cabanagem. Sabinada. Balaiada. Revolta Praieíra.
Diversos intrusos desafiaram os interesses ultramarinos de Portugal durante os séculos XVI e XVII. Qual foi o primeiro povo que teve seus navios na costa brasileira comercializando com os nativos da terra, forçando Portugal a reagir, enviando expedições guarda-costas e iniciando a colonização no Brasil? Italiano. Inglês. Holandês. Espanhol. Francês.
Em 1613, Felipe IN (Felipe El, em Portugal) enviou para o Brasil um novo governador, Gaspar de Souza, com ordens para tomar providências contra os invasores franceses no Maranhão. Quem foi designado pelo Governador Gaspar de Souza para comandar essa expedição contra os franceses, tornando-se a primeira pessoa nascida no Brasil a comandar uma Força Naval, em missão tipicamente militar na América portuguesa? Gregório Cardoso de Albuquerque. Alexandre de Moura. Martim Soares Moreno. Manuel Mascarenhas. Jerônimo de Albuquerque.
No decorrer da Segunda Guerra Mundial, foram perdidos por ação dos submarinos alemães e italianos 33 navios mercantes. Os primeiros ataques à nossa Marinha Mercante ocorreram quando o Brasil ainda se mantinha neutro no conflito europeu. Qual foi o primeiro Navio Mercante brasileiro atacado pela Força Aérea alemã, em 22 de março de 1941, no mar Mediterrâneo? Taubaté. Cabedelo, Buarque. Olinda Arabutã.
Em relação à preparação do Brasil para a 1a Guerra Mundial, a nossa Marinha de Guerra era centrada na chamada esquadra de 1910, sob o plano de construção do Almirante Alexandrino Faria de Alencar, Ministro da Marinha. Qual é o nome dos dois cruzadores tipo Scouts que compunham essa Esquadra? Minas Gerais e São Paulo. Pará e Pernambuco. Rio Grande do Sul e Bahia. Santa Catarina e Sergipe. Rio Grande do Norte e Piauí.
Durante a Guerra da Tríplice Aliança contra o governo do Paraguai, os meios navais do Brasil, para avançar ao longo do Rio Paraguai, tiveram que vencer diversas passagens fortificadas, destacando-se entre elas: Cuevas, Curupaiti e Corrientes. Riachuelo, Curuzu e Araquari. Araquari, Corrientes e Humaitá. Curuzu, Mercedes e Cuevas. Curupaiti, Humaitá e Curuzu. .
O emprego das Forças Armadas na defesa da Pátria e na garantia dos poderes constitucionais, da lei e da ordem, e na participação em operações de paz, é de responsabilidade do __________, que determinará ao_____________ a ativação de órgãos operacionais. Ministro de Estado da Defesa / Chefe do Estadomaior Conjunto das Forças Armadas. Presidente da República / Comandante de Força. Presidente da República / Ministro de Estado da Defesa. Chefe do Estado-maior Conjunto das Forças Armadas/Comandante de Força. Presidente da República / Ministro de Estado da Defesa.
De acordo com Bittencourt (2006), em relação aos navios de madeira, qual foi o primeiro método de construção utilizado desde a canoa de tábuas? Casco resistente. Esqueleto rígido. Costado rígido. Casco trincado. Tábuas estruturais. .
Os tipos de persuasão naval, específicos do emprego do Poder Naval em tempo de paz, são classificados quantoaos modos em que os efeitos políticos se manifestam. Assim qual o tipo de persuasão pode ser positiva ou compelente, quando uma ação já iniciada é forçada a uma determinada linha de ação, modificando-a (negativa ou deterrente) quando “inibe uma determinada atitude, impedindo-a de ser tomada? Poder Militar. Dissuasão. Sustentação. Coerção. Percepção. .
De acordo com as tradições navais vigentes na Marinha do Brasil, os navios são divididos por classes. Qual é considerado navio de 2º Classe? Navio de Desembarque. Navio-Transporte. Navio- Patrulha Fluvial. Navio - Varredor. Rebocador de Alto Mar. .
Na segunda metade do Século XIX, o Brasil procurava compensar seu atraso tecnológico tanto adquirindo navios no exterior como construindo no Brasil. Qual foi o primeiro navio a hélice construído no país em 18594? Canhoneira Ipiranga. Fragata Amazonas. Corveta Niterói. Encouraçado Brasil. Monitor Parnaíba. .
Nos navios existem alguns conveses com nomes especiais. O convés parcial, acima do convés principal na proa, é chamado convés: do Comando. da Tolda. do Tombadilho. do Castelo. de Vante. .
Assinale a opção que corresponde a uma manifestação essencial do valor militar, de acordo com o Estatuto dos Militares. Cumprir deveres de cidadão. Observar as normas da boa educação. Empregar todas as energias em benefício do serviço. Ser justo e imparcial no julgamento dos atos e na apreciação do mérito dos subordinados. Amar a profissão das armas e entusiasmar-se com o que exerce. .
Em 1553, Nicolau Durand de Villegagnon foi nomeado Vice-Almirante da Bretanha e desenvolveu um plano para fundar uma colônia na Baía de Guanabara (RJ); Qual o nome do núcleo da colônia que Villegagnon instalou na ilha que atualmente tem seu nome? tlha Franco-Tupinanbá. França Antártica. Coligny. Ilha da Glória. Henryville. .
Em relação à preparação do Brasil para a 1o Guerra Mundial, a nossa Marinha de Guerra era centrada na chamada esquadra de 1910, sob o plano de construção do Almirante Alexandrino Faria de Alencar, Ministro da Marinha. Qual é o nome dos dois cruzadores tipo Scouts que compunham essa Esquadra? Minas Gerais e São Paulo. Pará e Pernambuco. Rio Grande do Sul e Bahia. Santa Catarina e Sergipe. Rio Grande do Norte e Piauí.
Em relação aos Estilos de Liderança descritos no EMA-137 - Doutrina de Liderança da Marinha, assinale a opção correta. Na Liderança Centralizadora, o líder focaliza o desempenho de tarefas e a realização de objetivos, transmitindo orientações específicas, definindo maneiras de realizar o trabalho, o que espera de cada um e quais são os padrões organizacionais. A Liderança Delegativa é indicada para assuntos de natureza técnica, por meio da qual o líder atribui a assessores a tomada de decisões especializadas, deixando-os agir por si só. A Liderança Transacional é especialmente indicada para situações de pressão, crise e mudança, que requerem elevados níveis de envolvimento e comprometimento dos subordinados. Na Liderança Transformacional, o líder trabalha com interesses e necessidades primárias dos seguidores, oferecendo recompensas de natureza econômica ou psicológica, em troca de esforço para alcançar os resultados organizacionais desejados. A Liderança Orientada para Tarefa é baseada na autoridade formal, aceita como correta e legítima pela estrutura do grupo. .
Considerando a Política Nacional de Defesa, sobre Segurança e Defesa Nacional, assinale a opção INCORRETA. Segurança é a condição que permite ao País preservar sua soberania e integridade territorial, promover seus interesses nacionais, livre de pressões e ameaças, e garantir aos cidadãos o exercício de seus direitos e deveres constitucionais. Preservar a segurança requer medidas de largo espectro, envolvendo, além da defesa externa, a defesa civil, a segurança pública e as políticas econômica, social, educacional, científico-tecnológica, ambiental, de saúde, industrial. Enfim, várias ações, muitas das quais não implicam qualquer envolvimento das Forças Armadas. Defesa Nacional é o conjunto de medidas e ações do Estado, com ênfase no campo militar, para defesa do território, da soberania e dos interesses nacionais contra ameaças preponderantemente externas, potenciais ou manifestas. O conceito de segurança é o conjunto de medidas e ações do Estado, com ênfase no campo militar, para a defesa do território, da soberania e dos interesses nacionais contra ameaças preponderadamente externas. O Estado tem como pressupostos básicos território, povo, leis e governo próprios e independência nas relações externas. Ele detém o monopólio legítimo dos meios de coerção para fazer valer a lei e a ordem, estabelecidas democraticamente, provendo, também, a segurança. A defesa extena é a destinação precípua das Forças Armadas. .
No decorrer da Segunda Guerra Mundial, foram perdidos por ação dos submarinos alemães e italianos 33 navios mercantes. Os primeiros ataques à nossa Marinha Mercante ocorreram quando o Brasil ainda se mantinha neutro no conflito europeu. Qual foi o primeiro Navio Mercante brasileiro atacado pela Força Aérea alemã, em 22 de março de 1941, no mar Mediterrâneo? Taubaté. Cabedelo. Buarque. Olinda. Arabutã. .
A bandeira, na popa, identifica a nacionalidade do navio, país que sobre ele tem soberania. Entretanto, há uma bandeira na proa, chamada "Jeque”( do inglês JACK), que identifica, dentro de cada nação soberana, quem tem responsabilidade sobre o navio. Na nossa Marinha, o jeque, também conhecido como “a bandeira do cruzeiro”, é composto por quantas estrelas? 18 19 20 21 22.
De acordo com o Art. 142 da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, que disserta sobre as Forças Armadas, é correto afirmar que: ao militar é permitida a sindicalização e proibido o direito de fazer greve. o militar, enquanto em serviço ativo, pode estar filiado a partidos políticos. o oficial só perderá o posto e a patente se for julgado indigno do oficialato ou com ele incompatível, por decisão de seu comandante superior apenas. o oficial condenado na justiça comum ou militar à pena privativa de liberdade superior a dois anos, por sentença transitada em julgado, será automaticamente excluldo da Força. não caberá habeas corpus em relação a punições disciplinares militares. .
Entende-se por “hipótese de emprego” a antevisão de possível emprego das Forças Armadas em determinada situação/situações ou área/ áreas de interesse estratégico para a defesa nacional. É formulada considerando-se a indeterminação de ameaças ao País. Com base nas hipóteses de emprego, serão elaborados e mantidos atualizados os planos estratégicos e operacionais pertinentes, visando possibilitar o contínuo aprestamento da Nação como um todo, e em particular das Forças Armadas, para emprego na defesa do País. Assim, de acordo com as possibilidades previstas de Emprego conjunto das Forças Armadas, em atendimento às hipóteses de emprego, é correto afirmar que: na Paz, serão desenvolvidas atividades permanentes de inteligência, para acompanhamento da situação e dos atores que possam vir a representar potenciais ameaças ao Estado e para proporcionar o alerta antecipado ante a possibilidade de concretização de tais ameaças. As atividades de inteligência devem obedecer a salvaguardas e controles que resguardem os direitos e garantias constitucionais. na hipótese de Crise, não existe a possibilidade de ativação de Zona de Defesa, áreas onde são mobilizáveis tropas da ativa e reservistas, inclusive os egressos dos Tiros de Guerra, para defesa do interior do País em caso de conflito armado/guerra. na hipótese de Crise, não existe a possibilidade de decretação da Mobilização Nacional, ainda. somente durante o período de conflito armado/guerra, é que é possível a ativação dos Comandos Operacionais previstos na Estrutura Militar de Defesa. ao término do período de um conflito armado/guerra, a adoção de medidas específicas de Desmobilização Nacional deve ser imediata e abrupta, a fim de restaurar a situação de normalidade vivida anterior ao conflito armado/ guerra hipotética. .
Em 1613, Felipe II (Felipe IH, em Portugal) enviou para o Brasil um novo governador, Gaspar de Souza, com ordens para tomar providências contra os invasores franceses no Maranhão. Quem foi designado pelo Governador Gaspar de Souza para comandar essa expedição contra os franceses, tornando-se a primeira pessoa nascida no Brasil a comandar uma Força Naval, em missão tipicamente militar na América portuguesa? Gregório Cardoso de Albuquerque. Alexandre de Moura. Martim Soares Moreno. Manuel Mascarenhas. Jerônimo de Albuquerque. .
Considerando o Art. 16 do Estatuto dos Militares, o qual dispõe sobre os círculos hierárquicos e a escala hierárquica nas Forças Armadas, bem como a correspondência entre os postos e as graduações da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, assinale a opção correta. Graduação é o grau hierárquico do oficial, conferido por ato do Presidente da República ou do Ministro de Força Singular e confirmado em Carta Patente. Almirante, Marechal e Marechal do Ar podem alcançar a promoção em tempo de paz. Posto é o grau hierárquico da praça, conferido pela autoridade militar competente. Os Guardas-Marinha, os Aspirantes a Oficial e os alunos de órgãos específicos de formação de militares são denominados praças especiais. Os graus hierárquicos inicial e final dos diversos Corpos, Quadros, Armas, Serviços, Especialidades ou Subespecialidades são fixados de forma única nas Forças Armadas. .
De acordo com o Estatuto dos militares, que trata sobre os Conselhos de Justificação e Disciplina, assinale a opção INCORRETA. O oficial presumivelmente incapaz de permanecer como militar da ativa será, na forma da legislação específica, submetido a Conselho de Justificação. O oficial, ao ser submetido a Conselho de Justificação, poderá ser afastado do exercício de suas funções, a critério do respectivo Ministro, conforme estabelecido em legislação específica,, Ao Conselho de Justificação poderá, também, ser submetido o oficial da reserva remunerada ou reformado, presumivelmente incapaz de permanecer na situação de inatividade em que se encontra. O Guarda-Marinha, o Aspirante a Oficial e as praças com estabilidade assegurada, presumivelmente incapazes de permanecerem como militares da ativa, serão submetidos a Conselho de Justificação e afastados das atividades que estiverem exercendo, na forma da regulamentação específica. O Conselho de Disciplina obedecerá a normas comuns às três Forças Armadas, competindo aos comandantes das forças singulares julgar, em última instância, os processos oriundos dos Conselhos de Disciplina. .
Report abuse