option
My Daypo

Simulado ENEM 2011 - Ciências da Natureza e suas Tecnologi

COMMENTS STADISTICS RECORDS
TAKE THE TEST
Title of test:
Simulado ENEM 2011 - Ciências da Natureza e suas Tecnologi

Description:
Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Author:
EEMSS
(Other tests from this author)

Creation Date:
25/08/2011

Category:
Others

Number of questions: 12
Share the Test:
Facebook
Twitter
Whatsapp
Share the Test:
Facebook
Twitter
Whatsapp
Last comments
No comments about this test.
Content:
O elemento carbono apresenta várias formas alotrópicas, diferentes organizações atômicas originando distintas substâncias com propriedades diferentes. As formas alotrópicas do carbono mais conhecidas são o grafite e o diamante, mas os fulerenos, que correspondem a estruturas organizadas por um número de átomos par (C60,C70, C78) na forma esférica ou de tubos ocos, são cada vez mais importantes à nanotecnologia. A nanotecnologia é hoje uma realidade, chips para a fabricação de circuitos integrados contendo componentes feitos com nanotubos de carbono já podem ser utilizados em escala industrial. Além disso, outros materiais como compósitos com metais (ligas envolvendo metais como alumínio e camadas de nanotubos formando um compósito extremamente duro) mostram a importância dos fulerenos. A maior parte dos elementos químicos é capaz de originar variedades alotrópicas, substâncias simples formadas pelo mesmo elemento químico que apresentam propriedades diversas, isto é possível porque podem apresentar atomicidade diferente em suas moléculas como o O2 e O3 ou arranjo atômico diferente em suas estruturas como o grafite e o diamante. Baseado nas informações acima, assinale a alternativa com a afirmação correta. As diferenças existentes nas propriedades do diamante e do grafite são devidas aos átomos de carbono utilizados, um é formado pelo 14C e o outro pelo 12C. Os fulerenos são substâncias capazes de sofrer miniaturização, sendo, portanto, importantes na nanotecnologia. O número de substâncias simples é muito maior que o número de elementos químicos graças às variedades alotrópicas. As diferenças existentes nas propriedades das substâncias simples são devidas aos elementos diferentes que as formam. Os nanotubos são compostos derivados do elemento carbono.
Um novo tipo de estufa está fazendo sucesso entre agricultores de morangos do sul de Minas. Em forma de túnel, as estufas alcançam 50 cm do solo e acompanham canteiros da fruta em toda a extensão. Além do cultivo protegido, adota-se o sistema de fertilização associado à irrigação por gotejamento, ou seja, a água chega diretamente à raiz enriquecida por nutrientes. Destaca-se: "A melhoria da qualidade do produto tende a ser maior do que a cultivada sob o sol porque é menor a necessidade do uso de defensivos agrícolas, dado que sob os túneis de plástico as plantas ficam menos sujeitas a pragas e doenças". Fonte: COSTA, L. Minitúnel eleva a produção de morango. O Estado de S. Paulo. Suplemento Agrícola. p. 3. 29 de abril de 2010. Quais as vantagens dessas novas tecnologias na produtividade da plantação de morangos? Considere as afirmações colocadas: I. As estufas tubulares de plástico dão proteção físicoquímica para os morangos, tornando-os menos sujeitos a pragas e doenças do que as plantas em estufas de vidro ou ao ar livre. II. A introdução de nutrientes na água de irrigação garante suprimentos de carbono, cujo teor em solo brasileiro geralmente é baixo, propiciando crescimento rápido das plantas. III. O cultivo em estufa propicia controle da insolação, ventilação e chuvas sobre as plantas, fatores que podem prejudicar os vegetais, principalmente plantas delicadas como o morango. IV. O cultivo em estufa afasta esporos de fungos e insetos que se proliferariam rapidamente no ambiente de monocultura. São corretas apenas as afirmações I e III. I e II. II e IV. II e III. III e IV.
Entre os componentes da fauna da Caatinga, destaca- se o pequeno mamífero chamado mocó (kerodon rupestris), um parente próximo do porquinho-da-índia (Cavia porcellus): "O mocó ocorre em afloramentos rochosos na Caatinga, é altamente arborícola e se alimenta de folhas e botões das árvores que tendem a se agrupar nesses micro-hábitats. O mocó é, também, um exemplo interessante de convergência evolutiva, compartilhando muitas características morfológicas, ecológicas e comportamentais com o hírax (gênero Procavia) das savanas africanas". Fonte: LEAL, Inara et al. Mudando o curso da conservação da biodiversidade na Caatinga do Nordeste do Brasil. Megadiversidade. v.1, n.1, julho 2005. A convergência adaptativa entre os hiraxs e os mocós é um fenômeno que se estabeleceu na história evolutiva desses seres vivos em virtude da: origem comum dos gêneros a que pertencem o mocó e o hyrax, isto é, proximidade genética. ocupação dos mesmos nichos ecológicos por ambas as espécies, em ecossistemas semelhantes. luta pela sobrevivência dos animais em campos abertos, como caatingas e savanas. mutação das características morfológicas e fisiológicas de mocós e hirax no mesmo período da história evolutiva. adaptação dos dois mamíferos em busca de satisfazer os mesmos fatores ambientais.
Dois grupos independentes de pesquisadores chegaram a uma nova descoberta que amplia a compreensão sobre o mecanismo de fecundação no ser humano: Células que envolvem os óvulos liberam progesterona, que induz o influxo de íons de Ca2+(cálcio) nos espermatozoides. O influxo de íons de Ca2+ leva a um aumento na atividade e estimula o movimento da célula reprodutiva masculina em direção ao óvulo. Os novos estudos ajudam a esclarecer os mecanismos desse processo. Os dois grupos demonstraram que a progesterona ativa nos espermatozoides um canal de cálcio sensitivo ao pH chamado CatSper, o que causa um rápido influxo de íons de cálcio. Fonte: Agência Fapesp. Revista eletrônica: divulgação científica. Mecanismo molecular da fecundação. 17/3/2011 Disponível em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13588/ divulgacao-cientifica/mecanismo-molecular-da-fecundacao.htm Esse novo conhecimento se soma ao que já é conhecido sobre as fertilizinas, substâncias produzidas pelo óvulo e que atraem os espermatozoides, por quimiotactismo. Ao compararmos os dois fenômenos envolvidos na fecundação humana, pode-se afirmar que: apenas o mecanismo que envolve os íons cálcio tem ação a distância sobre os espermatozoides. apenas o mecanismo que envolve as fertilizinas atua em conjunto com hormônios sexuais. os dois processos ocorrem durante a fusão de espermatozoide e óvulo. os dois processos correspondem a ações da progesterona no óvulo e nos espermatozoides humanos. os dois processos mostram a conjugação de mecanismos físico-químicos no processo da fecundação.
Pesquisa científica sobre nutrição de adolescentes jogadoras de vôlei calculou o consumo e o dispêndio médio diário de calorias, comparando-os a valores padronizados nas Ciências Nutricionais. Entre os resultados obtidos, destacam-se: ? o consumo de calorias foi de 3.749 kcal por dia, enquanto o gasto energético médio foi de 2.500 kcal. ? o consumo diário de proteínas foi de 2,4g/kg/dia, representando 20% do valor energético total. ? o consumo médio de carboidrato foi de 47% em relação ao valor energético total, enquanto a recomendação para praticantes de atividade física está em torno de 55% a 60%. ? o consumo dos lipídeos foi de 32% do valor energético total, enquanto o esperado é de 30%. Fonte: ALMEIDA, T. A. e SOARES, E. A. Perfil dietético e antropométrico de atletas adolescentes de voleibol. Revista Brasileira Medicina do Esporte. Vol. 9, N. 4 - Jul/Ago, 2003. .Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbme/ v9n4/p02v9n4.pdf Os pesquisadores observaram o desequilíbrio entre consumo e gasto energético das moças atletas e alertaram para prováveis consequências de sua alimentação. Isso porque, tanto em atletas, como na população em geral, a nutrição descrita deve ocasionar: grande acúmulo de energia nos músculos, disponível na forma de glicogênio. perda rápida de energia durante os exercícios, reposta pelos lipídeos circulantes. aumento da função renal para metabolizar aminoácidos, com diurese intensificada. falta de ferro e vitamina B, devido ao excesso de alimentação gordurosa e proteica. excesso de vitaminas A e D, lipossolúveis, necessárias ao metabolismo dos ossos, olhos e pele.
A Caatinga, bioma exclusivamente brasileiro, possui diferentes fisionomias ou paisagens, mais próximas ou mais distantes do litoral, localizadas em pequenas altitudes ou nas serras nordestinas. Com diversas origens geológicas, as serras nordestinas possuem, em comum, um clima semelhante, mais úmido do que nas regiões de menor altitude. Assim, a distribuição da vegetação nos estados nordestinos do país forma um mosaico de biodiversidade. Ainda que a ocupação humana, desde os tempos coloniais, tenha modificado profundamente todo o bioma, são próprios das paisagens nativas as árvores com folhas largas e raízes tuberosas, nos brejos de altitude. a vegetação rasteira perene, nas matas de caatinga. os arbustos espinhosos, cactáceas e bromeliáceas nos brejos de altitude. as espécies xerófitas e decíduas, nas matas de caatinga. as plantas adaptadas ao solo encharcado, nos brejos de altitude.
A maioria dos agentes infecciosos tem origem em animais, como o HIV, que se transferiu de chimpanzés para humanos, e as várias gripes, que têm origem nas aves e porcos. Considerando esses aspectos, especialistas indicam cinco estágios para a vigilância de doenças contagiosas: Estágio 1 - O agente viral vive apenas em animais, não afeta os humanos. Estágio 2 - Os vírus podem ser transmitidos aos humanos apenas por animais. Estágio 3 - O patógeno é transmitido basicamente de animais para humanos, mas pode se espalhar entre humanos por um curto período antes de morrer. Estágio 4 - Os humanos podem sofrer surtos da doença, que ainda tem seu reservatório em animais silvestres ou domésticos. Estágio 5 - O agente é exclusivo dos humanos. Adaptado. WOLFE. N. Na natureza selvagem. Scientific American Brasil. Ano 7. N. 84. Maio de 2009. P. 75. Como os estágios definidos orientam diferentes ações de vigilância sanitária e prevenção epidemiológica? Avalie as seguintes afirmações: I. Examinar o sangue de animais selvagens permite localizar doenças no estágio 1 e conhecer as que podem afetar o homem no futuro. II. Monitorar doenças de populações que caçam e comem carne de caça ajuda a observar novos agentes infecciosos, em estágio 2. III. Conferir a qualidade do sangue em bancos de sangue de hospitais permite a prevenção de doenças nos estágios 2 a 5. IV. Informações sobre morbidade e mortalidade de doenças permitem identificar surtos das doenças ou a existência de pandemia de doenças nos estágios 2 a 5. V. Proibir o uso coletivo de alicates de unha em salão de beleza, de agulhas e outros objetos cortantes e perfurantes em hospitais ou farmácias é uma ação de prevenção de doenças nos estágios 4 e 5. São corretas as afirmações: I, II, III, IV e V. I, II, III e IV, apenas. I, III, IV e V, apenas. I, II, IV e V, apenas. II, III, IV e V, apenas.
A Resolução 277 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), publicada em junho de 2008, determina que crianças de até 7,5 anos deverão ser transportadas obrigatoriamente no banco traseiro utilizando dispositivos de retenção, mais conhecidos como "cadeirinhas". Conceba uma situação hipotética na qual uma criança não esteja usando uma cadeirinha e ocorra uma colisão com o veículo que a transporta: um carro se movendo a 36 km/h (ou 10 m/s), colidindo com um poste, parando completamente. Suponha que o tempo médio de interação entre o carro e o poste durante essa colisão tenha sido de 0,02 s. Considere a aceleração gravitacional como sendo 10 m/s². Imagine que uma criança de 20 kg, dentro desse carro, estivesse sentada no colo de um adulto (este, sim, preso ao cinto de segurança) e ele tentasse segurá-la no momento da colisão. A força que esse adulto deveria aplicar sobre a criança para segurá-la seria equivalente a tentar levantar uma massa do chão com cerca de: 20 kg. 50 kg. 300 kg. 800 kg. 1 tonelada.
Uma das tecnologias utilizadas nas telas sensíveis ao toque (touch screen) em alguns telefones celulares é a chamada tecnologia das Telas Capacitivas. Ela funciona a partir de uma camada carregada de eletricidade, conhecida como camada capacitiva, posicionada sobre o painel do monitor. Ao se tocar na tela, parte desses elétrons é transmitida para o seu dedo, como se fosse um pequeno choque, mas muito leve a ponto de não se perceber. O computador então percebe essa pequena descarga de eletricidade naquele ponto e calcula as coordenadas, que são traduzidas como um comando para a tela do computador. (Adaptado de http://www.tecmundo.com.br/2449-como-funcionam-as-telassensiveis- ao-toque-touch-screen-.htm) Pensando no fenômeno físico que acontece quando colocamos o dedo sobre uma tela sensível ao toque com tecnologia de Telas Capacitivas, podemos compará-lo ao que ocorre: em uma queimadura causada por uma panela quente. em um tombo de uma escada alta. na "queda" de um raio num para-raios. na emissão de luz infravermelha por um controle remoto. na troca de uma pilha usada por outra nova em uma lanterna.
Em uma residência, um morador decide trocar uma lâmpada incandescente de 150 W e 127 V, que ilumina sua sala, por duas lâmpadas fluorescentes de 25 W e 127 V cada uma. As duas novas lâmpadas juntas apresentam brilho equivalente ao da incandescente. Pensando no consumo de energia com a iluminação da sala, esta troca: provocará uma economia de 67%. não trará nenhuma mudança. irá aumentar o gasto energético em 21%. reduzirá pela metade o gasto energético. dobrará o gasto energético.
É muito comum as crianças acreditarem que a Lua e o Sol têm o mesmo tamanho. Isso não é nada estranho, pois, se você esticar seu braço e utilizar seu polegar como uma referência de tamanho, irá notar que o Sol e a Lua apresentam diâmetros aparentes praticamente iguais. É essa característica que possibilita à Lua cobrir exatamente o disco do Sol durante a ocorrência de alguns eclipses solares. Sabe-se que, na verdade, o diâmetro do Sol é cerca de 400 vezes maior que o da Lua. Assim, a semelhança entre os diâmetros aparentes desses dois astros, quando observados da superfície terrestre, se deve ao fato de: o Sol ser 400 vezes mais brilhante do que a Lua. o Sol estar 400 vezes mais distante da Terra que a Lua. a Lua estar 800 vezes mais próxima da Terra que o Sol. a Lua mudar de fase a cada 7 dias, aproximadamente. o Sol ter 200 vezes a massa da Lua.
Mergulhadores de águas profundas seguem rotinas típicas de astronautas: ficam em confinamento por vários dias ou semanas dentro de câmaras hiperbáricas, onde vivem sob altas pressões (da ordem de 2 a 6 atmosferas). No corpo humano, um dos efeitos conhecidos da alta pressão é o aumento da dissolução do gás nitrogênio, que compõe o ar respirado, no sangue e nos tecidos. No retorno à superfície, ocorre o oposto, ou seja, diminui a pressão e os gases se expandem, podendo causar doenças descompressivas quando a subida é feita de maneira brusca. Por isso, o confinamento em câmaras hiperbáricas é tão importante para garantir a descompressão desses profissionais com segurança. Imagine uma pequena bolha de gás nitrogênio com um volume de 2 mm³, sob a pressão de 6 atmosferas, liberada no fundo do mar, subindo em direção à superfície. Supondo que a temperatura do gás não mude e considerando que o gás nitrogênio é praticamente insolúvel em água, o volume final da bolha dentro da água, momentos antes de entrar em contato com a atmosfera, será de: 1 mm3 2 mm³ 8 mm³ 12 mm³ 26 mm³.
Report abuse Terms of use
HOME
CREATE TEST
COMMENTS
STADISTICS
RECORDS
Author's Tests